DOC LAB

O DOC LAB propõe um caminho de treinamento para 8 projetos de documentário em desenvolvimento ou work in progress. O objetivo é potencializar as possibilidades criativas e oferecer oportunidades para seu posicionamento no mercado internacional.

PROGRAMA DOC LAB

1 A 4 de NOVEMbro|10:00-18:00| laboratório de desenvolvimento

Oito projetos brasileiros de documentário são selecionados para uma oficina de quatro dias, na qual são trabalhados o ponto de vista, a estrutura narrativa e os dispositivos fílmicos, a fim de buscar a essência de cada projeto e potencializar sua inserção no mercado internacional.

Tutores:

Andrés Di Tella

Andrés Di Tella (Argentina) dirigiu “Montoneros, una historia” (1995), “Macedonio Fernández” (1995), “Prohibido” (1997), “La televisión y yo” (2002), “Fotografías” (2007), “El país del diablo” (2008), “Hachazos” (2011), “¡Volveremos a las montañas!” (2012), “Máquina de sueños” (2013), “El ojo en el cielo” (2013) e “327 cuadernos” (2015). Também realizou instalações, performances, vídeo-arte e programas de TV na Argentina, EUA e UK. Foi o fundador e o primeiro diretor do BAFICI e dirigiu o Princeton Documentary Festival entre 2002 e 2013.

 

 

Marília Rocha

Marília Rocha dirigiu A cidade onde envelheço (2017), melhor filme e melhor direção Festival de Brasília, A falta que me faz (2010), melhor filme Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, Acácio (2008), Aboio (2005), melhor filme Festival É Tudo Verdade. Além da estreia em salas e participação em festivais, os filmes foram exibidos em museus como MoMA, New Museum e Mildred Lane Kemper Art Museum (USA), Musée d’ethnographie Neuchâtel (Suíça). O conjunto dos seus trabalhos tiveram mostras especiais no festival Visions du Réel na Suíça, Semana dos Realizadores RJ, Dockanema em Moçambique e Festival de Cine Internacional de Ourense, na Galícia.

6 de novembro|18:15|  Entrega de prêmios

Durante a cerimônia de encerramento do DOCSP, haverá entrega de prêmios para os projetos do DOC LAB e/ou ROUGH CUT LAB.

Local

Unibes Cultural: Rua Oscar Freire, 2500, São Paulo

inscrições ENCERRADAS

  • Os oito projetos selecionados contarão com bolsa e estarão isentos do pagamento da taxa de inscrição do produtor e realizador do filme. O credenciamento como projeto selecionado dá acesso a: Atividades do Doc Lab e à todos os Seminários do DOCSP

 

Babylon

de Chico Bahia

Brasil

Documentário de criação, temas atuais, temas sociais.

01:30:00

Babylon

O haitiano Edwigt Espera precisa reconhecer o corpo de um conterrâneo e comunicar a causa da morte aos familiares no Haiti. Para tal, tem que lidar com espíritos que atormentavam a vida do falecido. Proibido de mexer com o vodu, interpreta um personagem para cumprir a missão: Mackandal, africano que liderou levantes escravos em 1758. A busca percorre territórios haitianos em São Paulo. Ao fim da investigação leva o corpo de volta ao Haiti.

Diretor: Chico Bahia / Produtor: Fernando Pereira dos Santos / Empresa Produtora: Sendero Filmes / País: Brasil / Gênero: Documentário de criação, temas atuais, temas sociais. / Duração: 01:30:00 / Formato: Digital / Idioma: Português, Creole Hatiano e Inglês

Prêmios e festivais:

Primeiro laboratório do projeto.

Cais

de Safira Moreira

Brasil

Temas sociais

01:10:00

Cais

CAIS surge a partir de registros fotográficos de mulheres negras garimpados nas feiras de antiguidades na intenção de suprir uma memória fotográfica que a diretora Safira Moreira não possui de sua família. A partir de uma memória que existe, mas não em fotografias, o longa propõe a produção de imagens que tratam de histórias e recordações ancestrais que não estão nos álbuns de famílias negras brasileiras.

Diretor: Safira Moreira / Produtor: Flávia Santana / Empresa Produtora: Giro Planejamento Cultural / País: Brasil / Gênero: Temas sociais / Duração: 01:10:00 / Formato: HD / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Imersão Doc Brasil (2018)
Mostra de Cinema Tiradentes SP
9º Brasil Cinemundi (2018)
Premiado no edital F.A.M.A  R$150.000,00 para produção

Escola de Homens

de Sara Stopazzolli

Brasil

Direitos humanos, Temas atuais, Temas sociais

01:15:00

Escola de Homens

Em Nova Iguaçu, cidade fluminense com altos índices de violência doméstica, 20 homens denunciados por violência contra a mulher são encaminhados por determinação judicial para a “Escola de Homens”, onde devem refletir sobre temas como gênero, relações familiares, alcoolismo, sexualidade, DSTs e lei Maria da Penha. O filme acompanha os encontros do grupo, além do cotidiano de três personagens fora da sala de aula.

Diretor: Sara Stopazzolli / Produtor: Leda Stopazzolli / Empresa Produtora: Mera Semelhança Produções / País: Brasil / Gênero: Direitos humanos, Temas atuais, Temas sociais / Duração: 01:15:00 / Formato: 4k / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Finalista no DOC Futura 2018.

Eu (também) não gozei

de Ana Carolina Marinho

Brasil

Temas atuais, Biografias, Documentário de criação

01:20:00

Eu (também) não gozei

Letícia, 28 anos, descobre que está grávida, mas não sabe quem é o pai. São quatro possibilidades de paternidade. Para Letícia resta apenas uma: a de ser julgada e responder sozinha por isso. Nenhum dos homens se aproxima, ou acompanha a gravidez. A gravidez solitária provoca uma reviravolta em sua vida. Quando a criança nasce, sua inquietação ganha forma: ela vai em busca de descobrir quem é o pai de seu filho.

Diretor: Ana Carolina Marinho / Produtor: Amanda Bortolo / Empresa Produtora: Bela Filmes / País: Brasil / Gênero: Temas atuais, Biografias, Documentário de criação / Duração: 01:20:00 / Formato: HD Digital / Idioma: Portuguese

Prêmios e festivais:

Primeiro laboratório do projeto.  

M

de Lívia Perez

Brasil

Ciência e Tecnologia, Direitos humanos, Temas atuais

01:20:00

M

Melanie está grávida de gêmeos e devido a uma cirurgia não tem certeza se conseguirá amamentar os bebês. Entre todas as ansiedades e expectativas da gravidez, sua companheira Marcela decide preparar seu próprio corpo para amamentar também.

 

Diretor: Lívia Perez / Produtor: Giovanni Francischelli / Empresa Produtora: Doctela / País: Brasil / Gênero: Ciência e Tecnologia, Direitos humanos, Temas atuais / Duração: 01:20:00 / Formato: 4K / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Primeiro laboratório do projeto.  

O Sapo

de Thais Fernandes

Brasil

Documentário de criação, Biografias, Temas sociais

01:35:00

O Sapo

Um menino esmaga a perna esquerda de um sapo. Anos depois, a mão esquerda do garoto para de obedecê-lo. Rafael, um jovem cartunista, começa a receber reconhecimento profissional quando é diagnosticado com esclerose múltipla, uma doença degenerativa que afeta o sistema nervoso central. A doença avança rápido, e Rafael decide contar sua história através de quadrinhos autobiográficos. Será que o sapo vai deixá-lo terminar?

Diretor: Thais Fernandes / Produtor: Jessica Luz / Empresa Produtora: Besouro Filmes / País: Brasil / Gênero: Documentário de criação, Biografias, Temas sociais / Duração: 01:35:00 / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Primeiro laboratório do projeto.  

Samuel e a luz

de Vinícius Girnys

Brasil

Cultura, Documentário de criação, Temas sociais

00:60:00

Samuel e a luz

Samuel, 5 anos, vive em um vilarejo de pescadores caiçaras. Desde seus 2 anos de idade, acompanhamos o despertar da consciência de um garoto que começa a construir sua identidade. A chegada da eletricidade afetará a vida cotidiana de Samuel e sua família, com todo um universo de informações e estímulos que não conheciam até então. São os últimos colonizados, e testemunhas de uma das maiores mudanças da vida cotidiana na história do homem moderno.

Diretor: Vinícius Girnys / Produtor: André Celotti / Empresas Produtoras: Trovador Filmes / Le Lokal Production / País: Brasil / Gênero: Cultura, Documentário de criação, Temas sociais / Duração: 00:60:00 / Formato: Full HD / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Seleção em mestrado École Nationale Supérieure d’Audiovisuel (2016)
Prêmio FSDIE da Universidade Jean Jaurès (2017)
Investimento via Lei do Audiovisual art. 1ºA (2018)
Co­produção Le Lokal Production (Toulouse, França)

 

Terra Prometida

de Fernanda Abreu, Fernanda Dibo

Brasil

Direitos humanos, Política, Temas sociais

01:10:00

Terra Prometida

Através de um retrato íntimo, poético e pungente de Juliane e Samara, líderes da Terra Prometida, vamos desvendar a primeira ocupação sem-terra, feminista e apartidária do Brasil. A comunidade matriarcal, comandada por uma mulher trans e outra cis, tem mais de mil famílias lideradas por mulheres e é o lar de gays, trans e outras minorias que buscam não só o direito à moradia, mas a criação de novos possíveis e a reinvenção da própria realidade.

Diretor: Fernanda Abreu, Fernanda Dibo / Produtor: Fernanda Dibo / Empresa Produtora: Feever Filmes / País: Brasil / Gênero: Direitos humanos, Política, Temas sociais / Duração: 01:10:00 / Formato: 4K / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Primeiro laboratório do projeto.  

 

Web: http://www.bandafilmes.com/asereiaeoduque

PRÊMIOS NO DOCSP 2018

Os seguintes prêmios serão oferecidos aos projetos selecionados para o DOCLAB, Rough Cut Lab ou Rodadas de Negócios.

Prêmio When East Meets West – (ITÁLIA)

When East Meets West oferece a um representante de um projeto: credenciamento para área de indústria e 4 noites de hotel em Trieste. O produtor ou diretor convidado terá a oportunidade de assistir o programa completo do WEMW, conhecer os principais decision makers europeus e estabelecer contatos com mais de 450 profissionais do cinema de mais de 40 países diferentes.

Prêmio FICG-Encontro de Coprodução – (MÉXICO)

O prêmio FICG, Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, concede a um projeto documental participante do DOCSP em etapa de desenvolvimento acesso direto ao próximo Encontro de Coprodução do FICG; parte fundamental da área de indústria do Festival Internacional de Guadalajara 2019.    

O 15º Encontro de Coprodução tem como objetivo propiciar o contato entre projetos cinematográficos iberoamericanos em andamento com profissionais do mercado audiovisual, fundos de financiamento, produtores, compradores e vendedores internacionais.

O projeto selecionado terá a oportunidade de acompanhar também as demais atividades do evento, que acontecem entre os dias 8 e 15 de março de 2019. Dois representantes terão as despesas pagas em um quarto duplo por 4 noites; não estão inclusos os gastos com transporte até Guadalajara.

Prêmio PUERTO FICCI – (colômbia)

Seleção de um projeto para participar diretamente no laboratório documental de Puerto FICCI 2019. O prêmio inclui hospedagem por 5 noites, credenciamento e agenda de contatos da indústria para um representante do projeto. 

Prêmio MIRADAS DOC – (espanha)

Seleção de um projeto com temática que vincule a América Latina com a África para o AfroLatam LAB do Miradas DOC que acontecerá 25-29 Janeiro em Tenerife, Espanha. O Prêmio inclui despesas de hotel e alimentação.

PRÊMIO hot docs – (canadÁ)

Um projeto receberá o credenciamento para a área de conferências e networking que proporciona os seguintes benefícios:

Acesso a todas as sessões de conferências e workshops; 1 ingresso para a noite de gala de abertura do HOT DOCS, 1 ingresso para cada happy hour da tarde, 1 ingresso para festas e recepções noturnas, 1 ingresso para apresentação anual dos prêmios HOT DOCS, participação no International Co-Production Day Producer-to-Producer meetings, acesso para visualizar mais de 1800 título no Festval Doc Shop, convocatórias para a sessão de pitch de Encontro de Distribuição. (* Não dá acesso para assistir ao Hot Docs Forum, pois requer outro tipo de credencial, mas poderá ser feito um upgrade).

prêmio sheffield doc/fest – (reino unido)

Seleção direta de um projeto para as Round Tables do Meet Market, inclui 2 credenciais gratuitas.