DOC LAB

O DOC LAB propõe um caminho de treinamento para 8 projetos de documentário em desenvolvimento ou work in progress. O objetivo é potencializar as possibilidades criativas e oferecer oportunidades para seu posicionamento no mercado internacional.

A Flecha e a Farda

de Miguel Antunes Ramos

Brasil

Direitos Humanos, Temas atuais, Política

01:30:00

A Flecha e a Farda

O filme parte das imagens do treinamento da Guarda Rural Indígena, realizadas em 1971 e encontradas em 2013, para buscar os espaços e as pessoas que fizeram parte dessa história. Com uma estrutura em espiral, o filme começa se perguntando sobre essas imagens, buscando em primeiro lugar a história de uma filmagem. Aos poucos vamos adentrando o que está sendo representado, e suas implicações nas vidas e nos corpos dos grupos por ela afetados.

Diretor: Miguel Antunes Ramos / Produtor: Angelo Ravazi / Empresa Produtora: GLAZ entretenimento / País: Brasil / Gênero: Direitos Humanos, Temas atuais, Política / Duração: 01:30:00 / Formato: HD / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Aprovado na chamada aberta do Cine Brasil TV, financiado via FSA.

América Armada

de Alice Lanari, Pedro Asbeg

Brasil

Temas sociais, Temas atuais, Documentário de criação

01:20:00

América Armada

Documentário de longa-metragem que lança um olhar sobre a emergência das forças paramilitares e a preocupante mutação do fenômeno da violência na América Latina. Acompanha, no México, Brasil e Colômbia, a experiência de três personagens que, dentro de suas redes e cidades convivem com a violência cotidiana. Todos são alvo, mas não deixam de atuar, com armas de fogo, câmeras ou apenas palavras e afeto.

Diretor: Alice Lanari, Pedro Asbeg / Produtor: Tereza Alvarez / Empresas Produtoras: Palmares / Gaivota Studio / País: Brasil / Gênero: Temas sociais, Temas atuais, Documentário de criação / Duração: 01:20:00 / Formato: 2K / Idioma: Português e Espanhol

Prêmios e festivais:

Desenvolvido através do fundo da Riofilme. Coproduzido pela Globo Filmes/GloboNews e Canal Brasil. Está selecionado no DocsForum do DocsDF e BrasilCineMundi/2016.

Caminhos do Rio

de Jessica Mota

Brasil

Biografias, Cultura, Direitos Humanos

01:30:00

Caminhos do Rio

Álvaro, 13 anos, é um jovem Hupda e está aprendendo a falar português. Há 3 anos, se mudou da comunidade próxima à fronteira com a Colômbia para uma ilha perto do núcleo urbano de São Gabriel da Cachoeira, no Amazonas. Ali, segue uma rotina entre a escola formal e os aprendizados da mata, entre cantos xamânicos e o tecnobrega, entre a igreja católica e o Jurupari. Nesse caminho, ele aprende a se equilibrar com os próprios pés.

Diretor: Jessica Mota / Produtor: Alice Riff / Empresa Produtora: Studio Riff / País: Brasil / Gênero: Biografias, Cultura, Direitos Humanos / Duração: 01:30:00 / Formato: HD Digital / Idioma: Português/Hupda

Prêmios e festivais:

O projeto começou a ser desenvolvido a partir do curta-metragem “Beiradão/ Hup Boyoh”, contemplado no edital “Sala de Notícias”, do Canal Futura, em 2015. Ganhou forma com a Oficina de Documentário do Ateliers Varan (França) no Brasil, em parceria com o Centro de Pesquisa e Formação do SESC São Paulo, também em 2015. Em 2016, o projeto foi contemplado em sua fase de desenvolvimento (pesquisa e roteiro) pelo programa Rumos Itaú Cultural 2015/2016.

Cine Marrocos

de Ricardo Cury Calil

Brasil

Cultura, Temas atuais, Temas sociais

01:40:00

Cine Marrocos

Em 1954, o luxuoso Cine Marrocos, no centro de São Paulo, sediou o primeiro festival internacional de cinema do Brasil e exibiu clássicos como “Crepúsculo dos Deuses”, “A Grande Ilusão” e “Noites de Circo”. Sessenta anos mais tarde, os brasileiros sem-teto e refugiados africanos que ocuparam o prédio abandonado assistem aos mesmos filmes do velho festival e reencenam suas cenas mais famosas – trazendo o cinema de volta à vida.

Diretor: Ricardo Cury Calil / Produtor: Eliane Ferreira / Empresa Produtora: Olha Só Produções / País: Brasil / Gênero: Cultura, Temas atuais, Temas sociais / Duração: 01:40:00 / Formato: Digital, Canon 5D / Idioma: Português, inglês, francês, espanhol e dialetos africanos

Prêmios e festivais:

“Cine Marrocos” fechou contrato de coprodução do Canal Brasil, que garantiu o “start money” do filme e a primeira janela de exibição na TV. A produção é da Olha Só e da Muiraquitã Filmes, de “Fabricando Tom Zé”. A distribuição será da Fênix, de “A Luneta do Tempo”. Estamos em busca de laboratórios para afinar o conceito do filme e de apoio financeiro para assegurar a segunda etapa de filmagem, direitos autorais e pósprodução.

De corpo ausente

de Agnaldo Marcondes

Brasil

Documentário de criação, Temas sociais

01:20:00

De corpo ausente

De corpo ausente fala do silêncio em torno do assassinato de homens negros. Partindo de uma historia pessoal, usando a dança, que pontuará as vivências do trajeto percorrido na busca dos fatos que poderiam emergir das pesquisas sobre este assassinato, pretendo abordar, também, as razões pelas quais este tipo de ocorrência é raramente investigado. Qual o motivo do descaso para com uma parcela específica e significativa da população?

Diretor: Agnaldo Marcondes / Produtor: Marcondes Produções / Empresa Produtora: Marcondes Produções / País: Brasil / Gênero: Documentário de criação, Temas sociais / Duração: 01:20:00 / Formato: Full HD / Idioma: Português

Prêmios e festivais:

Este projeto participou do laboratório de criação de projetos dos Ateliers Varan, em julho de 2015, no Centro de Pesquisa e Formação SESC.

Depois da Primavera

de Pedro Rossi, Isabel Joffily

Brasil

Cultura, Temas atuais, Biografias

01:10:00

Depois da Primavera

Adel Bakkour, 23, e Hadi Bakkour, 21, são irmãos. Nascidos em Aleppo, na Síria, estão há três anos na condição de refugiados na cidade do Rio de Janeiro. Através do olhar e das expectativas de Abdo Bakkour (80), o pai que não os via desde que deixaram a terra natal e que acabou de chegar ao Brasil, o filme vai se deter no especial momento do processo de aculturação pelo qual Adel e Hadi passam.

Diretor: Pedro Rossi, Isabel Joffily / Produtor: Isabel Joffily / Empresa Produtora: Coevos Filmes / País: Brasil / Gênero: Cultura, Temas atuais, Biografias / Duração: 01:10:00 / Formato: Digital / Idioma: Português e árabe

Prêmios e festivais:

O projeto participou do laboratório Brasil CineMundi/2015; O projeto ganhou o edital do Itaú Cultural/2015.

O Grande Dia

de Guilherme Giufrida e Helena Grama Ungaretti

Brasil

Temas atuais, Temas sociais, Cultura

01:20:00

O Grande Dia

O Grande Dia é um documentário sobre a indústria do casamento com foco nos profissionais do mercado e sua interação com os noivos. O filme constrói a cronologia do processo de elaboração da festa sob a perspectiva desses profissionais, que em seu cotidiano profissional convivem tanto com a transformação do ritual em objeto de consumo, como também se envolvem emocionalmente nas intensas expectativas da celebração.

Diretor: Guilherme Giufrida e Helena Grama Ungaretti / Produtor: Angelo Ravazi / Empresa Produtora: Massa Real Filmes / País: Brasil / Gênero: Temas atuais, Temas sociais, Cultura / Duração: 01:20:00 / Formato: 4k / Idioma: Português

Vozes no Silêncio

de Renata Maria Coimbra, Daniel A Rubio

Brasil

Direitos Humanos, Temas atuais, Temas sociais

01:10:00

Vozes no Silêncio

Abuso sexual e emocional em crianças transformam suas vidas para sempre. Um grupo de adolescentes, em 1999, vivia exposto à exploração sexual em ruas desertas e escuras. Dezessete anos depois, Renata e Célia, que no passado atenderam essas meninas, iniciam uma busca para reencontrá-las. No limite da sobrevivência, destinos se entrelaçaram um dia. Vidas que voltam a se cruzar.

Diretor: Renata Maria Coimbra, Daniel A Rubio / Produtor: Juliano Lueders / Empresas Produtoras: Futuro Coletivo Filmes / T'AI Produções Artísticas / País: Brasil / Gênero: Direitos Humanos, Temas atuais, Temas sociais / Duração: 01:10:00 / Formato: HD / Idioma: Português com Legenda em Inglês

Prêmios e festivais:

Apoio: World Childhood Foundation, Resilience Research Center, Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual, Violes, CepRua, GEPEVVIC. O projeto selecionado para Latin Pitch Docs Barcelona e Doc BuenosAires/Ventana Sur.

PROGRAMA DOC LAB

23 a 27 de setembro: laboratório de desenvolvimento

Oito projetos brasileiros de documentário são selecionados para uma oficina de cinco dias, na qual são trabalhados o ponto de vista, a estrutura narrativa e os dispositivos fílmicos, a fim de buscar a essência de cada projeto e potencializar sua inserção no mercado internacional.

Tutores confirmados: Marta Andreu e Sérgio Oksman

Marta Andreu

Desde 2001, ela é coordenadora do Mestrado em Documentário Criativo da Universitat Pompeu Fabra, em Barcelona. Em 2004, criou a produtora Estudi Playtime, com foco em documentários de criação. Desde 2009, é parte da equipe do DocMontevideo. Em 2015, ela criou o Walden, um espaço para assessoria de roteiros de documentários. Ela realiza oficinas e seminários sobre documentário criativo na Europa, América e África, e tem sido consultora e membro do júri de festivais, mercados e instituições como World Cinema Fund (Alemanha), EICTV (Cuba), Lisbondocs (Portugal), Documentary Campus (Egito), DocsDF (México), entre outros.

Sérgio Oksman

Cineasta brasileiro radicado em Madri. Estudou jornalismo em São Paulo e Cinema em Nova Iorque. Ele é professor de cinema em Madri e dirige a Dok Films productions. Sua filmografia como diretor inclui “A Esteticista” (2004), “Goodbye, America” (2007), “Notes on the Other” (2009), “A Story for the Modlins (2012) e “O Futebol” (2015). Os seus filmes foram exibidos em mais de 250 festivais de cinema de diversos países (incluindo Sundance, Locarno e San Sebastián), e recebeu 93 prêmios internacionais (como Warsaw, Karlovy Vary e Clermont-Ferrand, entre outros).

Crédito da foto: Eleni Kouri

28 de setembro: rOdadas de negócios

Após o laboratório, serão realizadas reuniões entre os diretores/produtores participantes e representantes da indústria local e internacional. O objetivo é posicionar o projeto no mercado e gerar oportunidades de parcerias.

30 de setembro: Entrega de prêmios

Durante a cerimônia de encerramento do DOCSP, haverá entrega de prêmios para os projetos do DOC LAB e ROUGH CUT LAB.

Local

Unibes Cultural: Rua Oscar Freire, 2500, São Paulo

PRÊMIOS NO DOCSP 2016

Prêmio Tribeca Film Institute – (EUA)

O Tribeca Film Institute irá selecionar um projeto de documentário brasileiro do DOCSP para participar no TFI Network Market durante o Tribeca Film Festival de 2017 (19-30 de abril de 2017). O TFI irá cobrir os custos do projeto selecionado para poder participar das reuniões de mercado, assim como outras atividades (workshop de pitching, painel de discussões, apresentações) e exibição de filmes durante o festival até o final de abril.

Prêmio When East Meets Weast – (ITA)

O When East Meets West selecionará um projeto do DOCSP 2016 e oferecerá ao produtor um credenciamento para a área de indústria e 4 noites de hospedagem em Trieste (Itália).
O projeto convidado terá a chance de organizar mais de 25 encontros individuais com key commissioning editors, agentes de vendas, programadores de festivais e produtores de toda a Europa.

A edição de 2017 do WEMW terá um duplo foco: os países bálticos e a França, e reunirá mais de 350 profissionais do cinema. Projetos latino-americanos com potencial para coprodução ou cofinanciamento com a França, Itália ou países da região Báltica (Estônia, Letônia e Lituânia) serão elegíveis para aplicarem ao fórum de coprodução. A convocatória será lançada no início de setembro e permanecerá aberta até o fim de outubro.

Prêmio FICG-Encontro de Coprodução – (MEX)

O prêmio FICG, Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, concede a um projeto documental participante do DOCSP em etapa de desenvolvimento acesso direto ao próximo Encontro de Coprodução do FICG; parte fundamental da área de indústria da 32ª edição do festival.    

O 13º Encontro de Coprodução tem como objetivo propiciar o contato entre projetos cinematográficos iberoamericanos em andamento com profissionais do mercado audiovisual, fundos de financiamento, produtores, compradores e vendedores internacionais.

O projeto selecionado terá a oportunidade de acompanhar também as demais atividades do evento, que acontecem entre os dias 12 e 14 de março de 2017. Dois representantes terão as despesas pagas em um quarto duplo entre os dias 11 e 15 de março; não estão inclusos os gastos com transporte até Guadalajara.