Participantes

Adriana Brito Sanches

Colaboração para as revistas Casa Vogue, Harper´s Bazaar Kids, ffW>>Mag!; Iguatemi, Dome Arquitetura, Lindenberg, Le Lis Blanc, Copema e Unique Magazine. Coautoria dos livros “Doutor Futebol”; “1977 – Um Campeonato, Uma História” e “Matheus, o Senhor Corinthians”, além do roteiro para o cinema “Traços dos Sem Fim”. Participação no capítulo “É Preto no Branco”, sobre o programa Rockgol, do título “Admirável Mundo MTV Brasil”.

Acacia Montagnolli

Bacharel em Fotografia. Foi ed fotográfica (Ed Abril) durante 4 anos. Realizou residências artísticas em Cuba e México, explorando o viés documental fotográfico. Cursou Práticas com Exposições e Cenografia Contemporânea. Desenvolveu o projeto VIRoRIO, exibido na 13ª Quadrienal de Cenografia de Praga. Em 2016, participou do workshop e processo criativo de realidade virtual com o coletivo Marshmallow Laser Feast, produzindo a peça Dividing Lines.

http://acaciamontagnolli.com

Adriana Marinheiro Yanez

Formou-se em Comunicação Social e estudou documentário em cursos na USP e Escuela Internacional de Cine y Tv (Cuba). Em 2011 dirigiu “Dois Riachos to Umea”, curta-documentário que integrou uma série produzida ao redor do mundo para a ESPN Internacional. Em 2012 realizou “A Sandália de Lampião”, seleção do Festival É Tudo Verdade. Em 2013 realizou Vila Fiat Lux, documentário selecionado para alguns festivais, entre eles Festival de Curtas do RJ e Kerala Films, India.

http://adriana-yanez.com

Adriane Trindade Sanseverino

Graduanda em Audiovisual pelo Centro Universitário Senac, atuo em diversas áreas do setor audiovisual, como Produção, Fotografia, Arte, Montagem e Colorização. Atualmente, busca profissionalizar-me em Direção de Fotografia para cinema e Fotografia Still.

http://adrianesanseverino.webnode.com/

Adriano Garrett

Adriano Garrett é jornalista. Idealizou no segundo semestre de 2013 o Cine Festivais (http://cinefestivais.com.br/), primeiro site jornalístico brasileiro especializado na cobertura de festivais, mostras e premiações de cinema. É editor, repórter e crítico de cinema deste veículo desde então, tendo escrito in loco sobre os principais festivais de cinema do País (Festival de Brasília, Mostra de Cinema de Tiradentes, entre outros).

http://cinefestivais.com.br/

Agnaldo Marcondes

Roteirista pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro do Rio de Janeiro. Editor de imagens para o Itaú Cultural, ao mesmo tempo que colaborava com companhias de dança contemporânea e teatro. Viveu na França, onde trabalhou como videomaker para Arte, France 2 e na comunicação da Prefeitura de Paris. Trabalha como videomaker freelancer em São Paulo. Em seu currículo vários curta, e está em fase de desenvolvimento/escritura de dois longa metragem.

Aidê Maria Sant’Anna Resende

Artista visual, videomaker e pesquisadora, é mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da UNESP. Entre 2015 e 2016 realizou o projeto audiovisual Eu Sou o Samba contemplado pelo ProAC Editais. Responsável pela filmagem, edição e publicação de mais de duzentos vídeos no site – projetoeusouosamba.com.br. Coordenou (2012-2014) o Núcleo Educativo do Museu da Imagem e do Som (MIS-SP). Produziu todas atividades de caráter educativo.

http://projetoeusouosamba.com.br

Airton José de Freitas Júnior

“FORMAÇÃO ACADÊMICA • Bacharel em Audiovisual (Centro Universitário SENAC, conclusão em 2016). FORMAÇÃO COMPLEMENTAR • Curso Dinâmico de Áudio (Conservatório Musical Souza Lima, conclusão em 2012 – Carga Horária: 75 horas).”

http://facebook.com/airtonjuniormusico

Aislan A. Ferretti

“Bacharel em Rádio e TV pela Faculdade Cásper Líbero, atualmente é Editor da TV Educativa de Jundiaí. Roteirizou e dirigiu o curta metragem “”Caio”” (Prêmio Estímulo 2012); Editor do programa “”Opção Saúde”” (TV Rede Paulista/ TV Brasil) ; Assistente de Continuidade do longa metragem “”Xingu”” (O2 filmes) e da série “”(fdp)”” (Prodigo Films/ HBO); Assistente de Produção das obras “”Cocoricó”” e “”Escola 2.0″” (TV Cultura).”

Alessandra Iglesias de Lima

Alessandra Iglesias é cineasta formada pela FAAP, trabalha há 24 anos como montadora de documentários e programas para TV. Editou o documentário “Bomra, um dia no bairro”, “Alphaville, do lado de dentro do muro”, a série “Lutas.Doc” exibida no Canal Brasil, a série para o Biography Channel “Quatro Brasileiros”, a série “Nascidos para o Combate” para o canal Combate. Atualmente cursa a pós-graduação em Cinema Documentário da FGV.

Alessandra Missio da Silva Boulos

Cursando Comunicação e Marketing com Habilitação em Cinema, na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em São Paulo, desde de 2013. Grande interesse em trabalhar com formas alternativas de difusão do cinema. Além de querer trabalhar com diferentes aspectos da cultura, não somente na área de cinema, como em planejamentos culturais e com políticas de incentivo. Conferindo, também, grande interesse pela área acadêmica.

Alexandra Cedeno

Graduada em produçao pela EICTV em 2015. Em março de 2016 concluiu uma residencia artística na universidade de Concordia no Canadá. Produziu varios curtas-metragens de ficçao e documentario, exibidos e premiados em festivais como, IDFA, Clermont-Ferrant, Festival de Cine Latinoamericano de Toulouse, entre outros. Atua como produtora independente no Ecuador e no Brasil, e se encontra em etapa de desenvolvimento do seu primeiro longa-metragem,Luxarium.

Alexandre Handfest

Sou jornalista, com 20 anos de experiência em TV, sempre trabalhando em programas de conteúdo jornalístico, com ênfase em reportagens e documentários. Já dirigi os documentários TATU, QUE BOLA É ESSA? (Edital Cultura 2014, para o Ministério da Cultura); CARAVAGGIO – O MESTRE DOS PINCÉIS E DA ESPADA, CIDADES – O MUNDO QUE CONSTRUÍMOS e MURO DE BERLIM – 20 ANOS DA QUEDA (para a TV Cultura); e SOTIGUI KOUYATÉ, UM GRIOT NO BRASIL (para SESC TV).

Alexandre Natale Rodrigues

“Freelancer audiovisual. Atua como diretor, produtor, cinegrafista e editor. Estudou cinema na European Film College e é formado em Economia pela Universidade Mackenzie.
Além dos diversos freelas, participou do projeto finalista do Emmy 2015, Take Back The Mic.
Trabalhou no premiado longa-metragem Beasts of No Nation e no último filme de Hector Babenco, Meu Amigo Hindu.
Cocriou o webdoc Pedalei Até Aqui?, e é um dos fundadores do Crop Coletivo.”

http://www.vimeo.com/alexandrenatale

Alexandre Pottes Macedo

“Fotógrafo há 10 anos e há 6 anos incorporou a produção de vídeo. Produz vídeos corporativos e documentários como o “A Nossa Banda”(2013), selecionado no 5º Festival Internacional de Documentário Musical In-Edit e o documentário “A Resposta da Terra”(2012), exibido na Rio +20. Como fotógrafo tem trabalhos publicados em revistas nacionais como Casa e Jardim, Vida Simples, Terra da Gente e National Geographic Brasil.”

http://www.modocumental.com.br

Alexandre Wahrhaftig

“Nasceu em São Paulo, em 1988. Em 2011, formou-se em Audiuvisual pela ECA USP. Na faculdade trabalhou nas diversas áreas do audiovisual e foi estagiário na TV USP. É colaborador da Mira Filmes, pela qual fotografou e editou series de TV, filmes para intenet e documentários. Dirigiu os curtas-metragens “”Salomão””, “”E”” e “”O Castelo””, que circularam por diversos festivais. Em 2015, concluiu mestrado na USP com pesquisa sobre Abbas Kiarostami.”

Alice Jardim

Alice Jardim é Arquiteta e Urbanista (UFAL/2008) e pós graduanda em Cinema, Vídeo e Fotografia: Criação em Multimeios (Anhembi Morumbi/SP). Atua como profissional autônoma nas áreas de fotografia, design gráfico e vídeo, além de desenvolver pesquisas e trabalhos autorais no campo das artes visuais.

http://www.alicejardim.com

Alice Riff

Alice Riff é cineasta e trabalha na Studio Riff como diretora e produtora executiva. Entre seus trabalhos recentes estão os curtas 100% Boliviano, Mano (2013); Cidade Improvisada (2012), “Periferia Trans” (telefilme, 2016) e “Abigarrados” (longa, 2017). Prêmios: Melhor Filme Festival Cinesul 2012, documentário Diálogos. Melhor filme Festival Visões Periféricas (Cidade Improvisada). É formada em Cinema (Faap) e Ciências Sociais (USP).

http://riff.tv.br

Aline Regina Castro Silva

“Ellos Gestão Socioambiental. Função: Oficineira de Educomunicação e fotografia. Ano: 2016. -Ponto de Cultura – Juventude Ativa. Função: Oficineira de Produção de vídeos e fotografia
Ano: 2015. -Secretaria de Cultura de Jandira. Função: Professora de Produção Audiovisual. Ano: 2013 e 2014. -ABD (Associação Brasileira de Documentaristas e Curta Metragistas). Função: Juri ABD do Festival Internacional de Curtas/SP (Kinoforum). Ano: 2014″

http://gaiaproduzindo.wordpress.com%20

Alix Breda Menna Barreto

Escolaridade: Ensino Médio Completo e Ensino Superior em Andamento. FORMAÇÃO: Ensino Médio Completo no Colégio Oswald de Andrade, São Paulo­/SP. Cursou Letras Inglês­Português com ênfase em Editoração na Universidade Presbiteriana Mackenzie/­SP (2013-2015). Cursa o segundo semestre de Técnico em Direção Cinematográfica na Academia Internacional de Cinema/SP. IDIOMAS: Português (Fluente). Inglês (Fluente)

Alícia Peres

Alícia Peres, Artista Visual e Documentarista, formou-se em Comunicação Social na PUC – SP e trabalhou como fotógrafa em diversos veículos. Em 2001 tornou-se coordenadora na ONG ImageMagica. No ano de 2006 assume a coordenação do Núcleo de Documentários na mesma organização. Desde 2010 atua como produtora independente de imagens em documentários e ficções. Em 2015 fundou junto à Gabriela Barreto e Tobias Rodil a Bela Baderna, produtora multimídia

http://aliciaperes.com.br

Amanda Gutiérrez Gomes

Amanda Gutiérrez Gomes estudou Bacharelado em Audiovisual no Centro Universitário SENAC. Em 2012, começou a trabalhar como estagiária na MTV Brasil onde exerceu as funções de ass. de roteiro e ass. de direção em programas como “TOP10”, “ACESSO MTV” e “Show na Brasa”. Em 2016, dirigiu e montou seu primeiro curta-metragem documental, “Galeria Presidente”, exibido no 27º Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo.

Amanda Lopes Fernandes

Sou administradora de empresas que se forma em cinema este ano de 2016. Escrevi, dirigi e produzi 3 documentários curtos e atualmente estou realizando meu 4 documentário. Sou pesquisadora da área de cinema e gênero e atuo através de coletivos de cinema. Atualmente estou fazendo um TCC que tem como base um livro de Jeans Louis Comolli e participar deste dia será um momento maravilhoso para meu desenvolvimento.

http://amandalopesfilmes.wixsite.com/portfolio

Amanda Palma de Azevedo

“Montagem e co-direção: “”Eleko””, 2015, vencedor do festival 72 horas, criação coletiva. https://www.youtube.com/watch?v=EdcguHwyY_Y&ab_channel=MulheresdePedra. Roteiro e direção do curta doc: As mulheres e a Copa, curta documental, 2014. Projeto Casa Rodante, web série 2014-2017. www.facebook.com/acasarodante. Web Série Bateria da Mangueira
https://www.facebook.com/acasarodante/videos”

http://www.fb.com/acasarodante

Ana Carolina Souza

“Coordenadora de projetos na MAFFIA.io realizando o primeiro projeto em 360o para Natura Ekos, além do longa-metragem SUPERNOVA. Produtora da série documental Reis da Rua – Terceira Temporada, do documentário “”Kite Fight”” em coprodução com a Victory Journal e a série “”No Borders – Sem Fronteiras””, coprodução com a África do Sul pela Mosquito Project.”

http://maffia.io

Ana Costa Ribeiro

Doutoranda em Arte e Cultura Contemporânea pela UERJ, possui MFA em Cinema pela San Francisco State University e graduação em Comunicação Social pela UFRJ. Realizou sete curtas-metragens e dirigiu séries para a TV Brasil, o Canal Brasil e o SportTV. Montou diversos documentários, entre eles o longa-metragem Tamboro (Melhor Montagem – Festival do Rio). É professora de Narrativas Audiovisuais no Ateliê da Imagem e sócia da Gaivota Studio.

Ana Helena Tokutake

“Artista/artesã, realiza uma pesquisa interdisciplinar, buscando criar formas de diálogo entre os universos e as dimensões do vídeo, do som, da fotografia e do desenho. Atualmente vem se dedicando a área do documentário e está finalizando seu primeiro curta, que retrata o desenvolvimento do projeto Criança Fala, da ONG Criacidade, e o universo das crianças que moram no bairro do Glicério em São Paulo.”

Ana Horta

Com mais de 20 anos de experiência, passou por grandes veículos da imprensa escrita e televisiva (Jornal do Brasil, O Globo, Revista Epoca, TV Globo, Globonews). Foi correspondente em Nova York. Comentarista da Globonews. Atualmente é jornalista independente, produzindo matérias e mini-docs para a televisão. Aluna do curso de Formação Livre em Documentário da Academia Internacional de Cinema.

Ana Lucia Solidade Ribeiro de Magalhães

“Formação Acadêmica: Cursando o 5º Semestre do curso Bacharelado em Audiovisual no Centro Universitário Senac – Campus Santo Amaro. (2016). Experiências atuais:
Direção no Projeto Multimídia “Cidade das Mulheres”. Direção de documentário. Experiências anteriores: Assistência no projeto Gravis – proposição corpo e tela – gravação e edição de vídeos. Documentário “Galeria Presidente” – direção de som. Curta-metragem Carrossel – direção de som”

Ana Maria Alvarenga de Barros

“Still Anchieta, Jose do Brasil Saraceni e Tabu de Julio Bressane produção:Naturalista Krajsberg Jose Sette produtora executiva:Cinema Inocente Julio Bressane Direção de Produção O Rei do Samba José Sette Labirinto de Pedra” de José SetteMnemoses Bruno Safadi,AMAXON de José Sette .Direção doc Vera Valdez – O sol da Maison Chanel.Produção executiva “As Dionisíacas” RJ Teatro Oficina. Produtora Quebranto Jose Sette”

Ana Paula Moreira

Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo e estudante de Cinema e TV, no Centro de Audiovisual (CAV). Diretora e roteirista dos documentários Travessia – Muita vida após a Balsa (2015), ganhador do júri popular e menção honrosa do júri técnico, Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental; ganhador do prêmio de melhor filme, categoria universitário, Mobifilm. E Morro, mas meu desenho fica – O humor político nos traços de Henfil (2014).

Ana Rosa Marques

É professora do curso de cinema da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. É doutoranda em Comunicação pelo Programa de pós-graduação em Comunicação e Culturas contemporâneas da Universidade Federal da Bahia (UFBa). É mestre em comunicação pela Universidade Federal Fluminense. Bacharel em comunicação pela Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (1999) com intercâmbio na Universidade Autônoma de Barcelona (Espanha).

Ananda Banhatto Correia

Está cursando o último período de cinema na PUC-Rio. Aluna pesquisadora, orientada pela professora doutora Andréa França: O documentário na televisão na década de 80. Experiência como roteirista, diretora, assistente de direção e montagem. Fotógrafa e videomaker do grupo de dança e tecnologia 4tx. Ministrou oficinas de cinema durante o Projeto Rondon, no Pará. Freelancer como tradutora e intérprete – francês.

Anderson Aparecido Leite Lima

Formado em Radio e TV pela Universidade Metodista de São Paulo e dramaturgia pela SP Escola de Teatro. Produtor e diretor de documentários tendo dirigido e finalizado recentemente o vídeo “Ingaí – Um Bairro de Santa de Parnaíba” e no momento estou trabalhando na etapa de gravação do documentário “Leci Brandão Militante da Liberdade”. Além de produtor de documentário sou idealizador e produtor da APARTE Mostra de Teatro do ABCD.

Andre Moncaio

Formado em RTV pela USP, estudou cinema na Argentina. Premiado com a Melhor Fotografia no Festival de Brasília com o documentário O Canto da Lona, fotografou o longa-metragem Jovens Infelizes e os documentários Freenet?; Bagunça – Uma história de São Paulo e Recado para o Mundão, além das séries MINIDocs e Um Filme de Cinema. Ministrou cursos na TPA (Angola); SENAI; SESC e Escola SP. É coordenador e professor de Direção de Fotografia da AIC-SP.

Andrea Kurachi

Jornalista, story producer e roteirista. Codiretora e produtora do curta “Juventus Rumo a Tóquio” (2008), assistente de direção e coprodutora do documentário “Kalachakra: tempo circulante” (em finalização), story producer das séries “Desafio em Dose Dupla – Brasil” (2012 e 2014) e “Na Fé” (2013), do Discovery Brasil. Graduada em jornalismo pela ECA/USP e cursando a pós-graduação em Cinema Documentário da FGV.

Andrea Pasquini

Cineasta, com experiência de vinte anos em produção e direção de filmes e conteúdo. Principais trabalhos: os documentários de longa-metragem Os Melhores Anos de Nossas Vidas, premiado no Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade de 2003, Sempre no Meu Coração, ganhador do concurso do MinC e TV Cultura DocTV e Fiel, eleito como melhor documentário de 2009 no Guia da Folha, e o premiado curta-metragem A História Real de 2001.

http://www.cinesolar.com

Andressa Romanek

Produtora Executiva dos projetos – Nós Afrodeusas – protagonismo de Mulheres Negras inspirado em Rainhas Africanas – ONU MULHERES e Instituto Lojas Renner- RJ (FINLAND HOUSE) Olimpíadas/Rio2016 – Casa França Brasil/RJ Pré Estreia do Filme “A Lenda de Tarzan” –Cine Belas Artes/SP Mulheres e uso da bicicleta como meio de transporte – Prefeitura de SP/Itaú Cultural – Documentário Nescafé Fina Selecion (Chile/Brasil/Colômbia)

André Amparo

Diretor, roteirista e produtor audiovisual realizador de documentários de longa e curta metragem, vídeo instalações e séries para televisão. Graduado em Comunicação Social (UFMG, 1994) com cursos de especialização na Holanda, França e Estados Unidos. Trabalhos realizados em 18 países, incluindo missões oficiais pela Organização das Nações Unidas com exibições nos canais CNN, Al Jazeera, Bloomberg Television, Futura e outros.

http://www.vimeo.com/amparo/channels

André Bomfim

“Documentarista, Montador e Pesquisador, Sócio da Mira Filmes. Formado pela USP, dirigiu em 2014 a terceira temporada de “”O Papel da Vida””, série do Canal Brasil. No mesmo ano, dirigiu o curta “”As Incríveis Histórias de um Navio Fantasma”” para a ESPN. Em 2015, dirigiu, também para a ESPN, o curta “”Seguindo a Linha: a História de Ricardo Prado””. Atualmente, desenvolve a série “”Famílias””, projeto contemplado no Edital de TVs Públicas de 2016.”

http://www.mirafilmes.net

André Luís Garcia

André Luís Garcia tem 27 anos. Sua obra transita entre a videoarte e o cinema documentário. Na videoarte, destaque para Estado Laico, que em 2015 foi exibido no Museo de Arte Contemporáneo de la Provincia de Buenos Aires. No documentário, destaque para Cidades Fantasmas, série documental criada e co-roteirizada por André, que se encontra em fase de pós-produção, e conta com financiamento e consequente exibição no Canal Brasil e na Globo News.

http://www.vimeo.com/andreluisgarcia

André Mardouro

André Mardouro (pseudônimo de “André Francioli”) é cineasta e montador e editor com 20 anos de experiencia. Realizou 6 curtas, dentre eles “O Mundo Silvio Luiz” (fic/2000), “Maria Baderna no Brasil” (fic/2004), “Aranhas Tropicais” (fic/2006) e “Vistas e Visões” (doc/2014), com exibições em festivais como Santa Maria da Feira-PT, Dokufest-KS e Oberhausen-DE, e mais de 10 premiações em festivais brasileiros. Graduado em Cinema e Vídeo pela ECA/USP.

http://www.vimeo.com/andremardouro

Angélica Muniz Valente

É diretora, roteirista e produtora de conteúdo. Jornalista pela Unesp e documentarista pela EICTV (Cuba). Dirigiu os documentários “Contra o mal olhado” (Programa especial da Mostra do Filme Etnográfico do Rio de Janeiro, 2009) e “Mi casa es tu casa” (Mostra Itinerante Entre Cineastas, 2010). Seu documentário mais recente, “De menino, de menina” foi contemplado com o prêmio Carmen Santos, 2013, do Ministério da Cultura, e finalizado em 2016.

Anna Carl Lucchese

Formada em Rádio e Televisão pela Cásper Líbero e pós-graduada em Direção Cinematográfica pela ESCAC (Escola Superior de Cinema i Audiovisuals de Catalunya) – Espanha. É diretora do programa “A Máquina”. Dirigiu 3 séries de documentários para TV “Inspiradores”, “Arte na Rua” e “Projeto 1 Dia”. Roteirizou e dirigiu o documentário longa-metragem “Identidade Cotidiana”. Foi montadora do documentário An Unexpected Family: Stories from a Slum”.

https://vimeo.com/annalucchese

Anthónio Alvez

Cursou Administração, cursa atualmente pós graduação MBA em Cinema. Estudou Documentário Completo na Operahaus, onde fez Dir. de Foto no curta “Histórias Invisíveis”; Estudou Introdução ao Documentário na Biblioteca Roberto Santos; Dirigiu os curtas “Job Rotation” e “Wispers”. Escreveu e Dirigiu o curta doc “In Memorian”. Atualmente trabalha em parceria com a ABRE (uma ONG) num projeto de um longa documentário sobre pacientes com esquisofrenia.

Antonio Di Ciommo Stickel

Sou formado em Cinema pela FAAP, lá produzi meu primeiro curta em 16mm “”Sobressaltos””, um vídeo-dança que foi para a Mostra de Curtas Metragens de SP e foi premiado pela melhor fotografia no Festicine de Belo Horizonte. Me especializei em edição, finalização e gravação através de cursos e workshops. Já trabalhei em diversas areas da produção audio visual, hoje busco me aprimorar no registro documental em projetos sociais e ambientais.

http://www.antoniostickel.com.br

Antonio Lucio Rodrigues de Assiz

“Jornalista, professor universitário, diretor da Aramá Comunicações ,Antonio Assiz dirigiu o documentário “Caçandoca – A luta do quilombo. Produziu pelo canal futura a reportagem sobre a história do movimento de Saúde da Zona Leste da Cidade de São Paulo. Recentemente dirigiu um documentário sobre a repressão nas fábricas metalúrgicas paulistas durante a Ditadura Militar e a história dos Ginásios vocacionais durante a década de 1960.”

http://www.arama.com.br

Ariela Goldmann

Ariela Goldmann iniciou sua carreira como diretora no teatro. No cinema, colaborou como preparadora de elenco e/ou coordenadora de lutas para filmes e séries como 3% (Dir: Cesar Charlone), Que Monstro Te Mordeu? e Xingu, de Cao Hamburguer, Lili a Ex (Produção O2), Linha de Passe (Dir: Walter Salles), entre outros. Estudou Artes Cênicas na ECA/USP (SP) e no LAMDA (Londres). Finaliza Pós Graduação em Documentário na FGV (SP).

Ariene Ferreira

“Prod. executiva, participou dos longas como Bicho de Sete Cabeças, Carandiru, Birdwatchers, O Signo da Cidade, Tropicália, O Piano Que Conversa. Docs: Infinito Movimento, A Arquitetura Política de Lina Bo Bardi, O Samba Mora em Mim, A Guerra dos Paulistas, Cine Mambembe, O Cinema Descobre o Brasil. TV: Gigantes do Brasil, Tempos de Escola.
No Amazonas Film Festival fez curadoria para a competição internacional de longas nas edições 2008/2009.”

http://www.cinemaverde.com.br

Ataliba Benaim

Roteirista e diretor de ficção e documentarista. Em documentário, Eduardo Benaim escreveu e dirigiu as séries Arte Ativa (Arte1) e Memória Ativa (Bandnews) , o média Violência S/A e o longa Saúde S/A, além de diversos curtas como “Cronistas do Gueto” e “Amoral ou Realidade não é Show” Também atuou apenas como roteirista documental em filmes como “Deus e o Diabo Em Cima Da Muralha” e “Tubarão Limão”. Atualmente co-dirige a série “Coreógrafos”

Auira Ariak Boainain

Direção/roteiro no documentário “Um Mergulho com Arduíno Colassanti”, 1998. Direção de fotografia e câmera no documentário Guilherme de Brito (16mm). 2008. Direção/edição do clip “Viver”, de Oswaldo Moreira. 2013. Direção/câmera/edição do curta “(Re)Trato”, documentário experimental sobre um mural. 2012. Direção/roteiro do curta “Pelas Porteiras do Arroz”, exibido na I Festa do Arroz em Tremembé – SP.

http://auiraariak.blogspot.com.br/

Aza Santos Pinho

Atua no Audiovisual desde 2001,trabalhando em diversas produtoras e projetos. Entre eles: Associação Cultural Videobrasil/Contemplada como diretora no edital Rumos Cinema e Vídeo Itaú Cultural com o projeto de doc “Aristocrata Clube”/Assistente de direção no doc “Tropicália” de Marcelo Machado/Auto distribuição e finalização do doc “Orestes” de Rodrigo Siqueira/Coord. de finalização do doc “Espaço Além – Marina Abramovic e o Brasil” de Marco Fiol

Barbara Cunha

Bárbara Cunha é artista visual e realizadora. Encontra no cinema o caminho para desenvolver narrativas visuais. Sócia da 99 Produções, dirige o doc “Borboletas e Sereias” (Prodav 9/2015) e desenvolve a pesquisa “Phallus” (videoarte). Ambos lidam com a questão do gênero na construção da identidade. “Menina Noiva” é sua próxima ficção. Seus projetos autorais tangeciam o feminino: o corpo político, as transformações, o emocional e as cicatrizes.

https://www.facebook.com/99Prod/

Beatriz Costa de Almeida

“Beatriz Almeida tem 32 anos e nasceu em Recife. Aos 18 anos, participou da produção do longa-metragem Lisbela e o Prisioneiro e decidiu viver de cinema. No Rio de Janeiro, estudou cinema na UFF e fez a produção, entre outros trabalhos, do documentário “”Jogo de Cena”” de Eduardo Coutinho. Em São Paulo desde 2007, trabalhou em diversas produtoras. Atualmente produz os projetos documentais “”Precisamos falar do Assédio”” e “”Viagem de Bolso”””

Beatriz Le Senechal

Beatriz Le Senechal escreve projetos audiovisuais de diferentes gêneros, notadamente documentários. Atuou em fotografia, edição, produção e direção de documentários para TV e internet. Com o documentário Arabescos – do mascate ao doutor (2014 – 15’) recebeu os prêmios dos júris oficial e popular no concurso “Os Árabes e a 25 de Março” em 2015. Formada em jornalismo pela Unesp e pós-graduada em cinema documentário pela Aix-Marseille Université.

Beatriz Martins

“Graduação em Comunicação Social (Cinema) pela Puc- RIO – Cursando o 8º período
Assis Prod Exec do longa ‘’10 Segundos’’ dirigido por José Alvarenga e produzido pela Tambellini Filmes e Globo Filmes.2016
Assis de Continuidade do longa Sob Pressão dirigido por Andrucha Waddington e produzido pela Conspiração Filmes.
Estagiária de Prod. Exec do longa A Glória e a Graça dirigido por F. Tambellini e produzido pela Tambellini Filmes.2015″

Beatriz Oliveira de Souza

Jornalista formada pela ECA-USP, com pós-graduação em Cinema Documentário pela FGV – SP. Depois de alguns anos de experiência em redação online, hoje trabalho como jornalista freelancer, alternando jobs em texto e vídeo.

Beatriz Peres

Jornalista e documentarista, formada pela Cásper Líbero e pós-graduada pela FGV/SP. Atuei por três anos como roteirista do “Fantástico”, da TV Globo. Antes, havia trabalhado por 11 anos na “Folha de S.Paulo”, onde fui responsável pelos projetos da “sãopaulo”, “Guia da Folha”, “Equilíbrio” e “Saúde”. Dirigi os documentários “O Tempo do Samba” (2008, com Camilo Cassoli), exibido na Mostra de São Paulo 2009, e “Fome de Quê?” (2010).

http://www.parececinema.com.br

Beatriz Reis Sé

Estudante do 6º semestre do Bacharelado em Audiovisual do Centro Universitário Senac – Santo Amaro. Atualmente se dedica ao projeto de documentário “De Cor” como Assistente de Direção, a ser realizado durante esse semestre na faculdade. Trabalhou como Assistente de Produção nas produtoras Filmes de Abril (2011-2012); Split Filmes (2013); Primo Filmes (2014).

Bibiana Xausa Bosak

“Formanda em comunicação pela ESPM-RS. Estudou design e semiótica no IADE – Creative University, Lisboa e Antropologia da Arte na Academia de Belas Artes de Brera, Milão. É realizadora cinematográfica pela New York Film Academy. Realizou a mini série documental “”INTERVENTORES”” para o canal Travel Box Brazil e Prime Box em 2015 dirigiu seu média metragem de estréia, “”Vamos falar de inclusão?”” . Atua como produtora independente.”

http://sondera.pixie.vision

Bruna Fortes

Estuda Cinema e Audiovisual na Universidade Federal de Pelotas. Diretora na produtora Maga Criação de Imagens. Diretora do nanodocumentário Sagitarius A (2014) e dos curtas de documentário Casa de Pompas(2014) e Lilás (2016). Produtora de atividades no projeto Subjetivas (2016). Fotografia e edição de videoclipes da banda Musa Híbrida, Musa Mato Vivo (2015) e Respirei o Poema Cuspi (2016), e A Vapor Session do Pedro Cassel e Vini Albernaz (2016)

http://www.brunafortes.tumblr.com

Bruno Chiarioni

Sou Doutorando em Comunicação, professor universitário e editor executivo do programa de grandes reportagens “Conexão Repórter”, do SBT. Tenho pós-graduação em MBA Cinema Documentário, pela FGV-SP, com curta-metragem “Memórias do que somos”, orientado por Eduardo Escorel.

Bruno De Souza

Descobri a fotografia através do teatro e hoje uso a fotografia como meio de vivência, física, mental e espiritual e trabalho com várias artes trabalhando entre si. Meu querer é em direção e edição de imagens e no campo pedagógico, onde possa ensinar também.

http://www.brunodesouza.com.br

Bruno Graziano

Dirigiu os longas A Primeira Vez do Cinema Brasileiro , documentário que narra a saga do primeiro filme pornográfico do país, O Acre Existe , um roadmovie antropológico que chega no mítico estado amazônico e Largou as Botas e Mergulhou no Céu , mistura de documentário e ficcão que narra nove histórias no nordeste brasileiro entre o natal e o carnaval. Prepara um documentário a ser filmado na cidade de Lençois-BA.

http://brunograziano.com

Bruno Ramos

“2015 – Fiz som direto num experimento universitário. 2016 – Escrevi um roteiro e dirigi um curta-metragem – “”Quando Falam os Muros”” – como parte do Projeto Integrador do curso de audiovidual do Centro Universitário Senac. 2016 – Fui assistente de direção e de montagem num video para concorrer a um edital SPcine ns categoria experimental”

Caio Augusto Braga

Direção e produção do documentário independente “Guitar Days – An Unlikely Story Of Brazilian Music”.

http://www.guitardaysdoc.com

Caio De Pietro

Estudante de cinema na Faap, graduação em dez/17. Montador de seis filmes universitários: cinco ficções, e um documentário. Respectivamente: Morte Concreta (2015), Fatalidade (2015), A Morte Do Pai (2016), Maria (2016), A Dois (2016), e Fritz K. (2015).

Caio Rodriguez Montemor

“Envelhescência” Documentário – 84 Min. -Escolha da Audiencia – 6 Mostra de filmes Brasileiros Boston. -Seleção Oficial – NYC Film Festival. “To the death tour – Nervo Chaos”
Documentário – 86 Min. “Hora de Comer” TV Series – 27 X 30 min. “1976 – A Invasão da Fé” Documentário. “SPFC – 85 Anos de História” Documentário. “Garage Fuzz – Fast Relief” Video Clip. “Againe – CCSP” Show

Camila Camargo

Pesquisadora e produtora de conteúdo audiovisual. Formada e pós-graduada em Comunicação Social, atuo há 12 anos em projetos documentais e histórias com personagens reais, mas também seus diálogos com a ficção.

Camila Casseano

Camila Casseano é graduada em Cinema pela Universidade Federal de Santa Catarina, com ênfase em Produção e Pesquisa pela Universidade Federal de São Carlos. Atua como produtora audiovisual e cultural e tem desenvolvido sua formação em Políticas e Estudos Culturais.

Camila Cintra

Formada em Comunicação Social pela ECA USP, estudou roteiro no MIS-SP e documentário no b_arco

Camila Groch

“Executive producer in the field of audiovisual content starting in 1999, I took part in several features and TV shows, such as O Roubo da Taça (2015, by Caíto Ortiz), Cão sem Dono (2006, by Beto Brant), O Cheiro do Ralo (2005, by Heitor Dhalia), Aboio (2005, by Marília Rocha) , FDP series for HBO (2011). As an independent producer, I’ve participated in Buenos Aires Talent Campus (2006), Iberoamerican Film Development (Madrid), among others.”

http://grochfilmes.com.br

Camila Gutierrez

Camila é montadora, diretora e sócia na produtora Toca Dos Filmes. Montou curtas-metragens, documentários, webséries e filmes publicitários, como a premiada campanha de Topper Rugby, shortlist em Cannes. Foi Diretora Assistente do premiado curta-metragem Os Sapatos de Aristeu. Montou a série de esquetes O Que Tem Pra Hoje, que foi ao ar no Comedy Central, Netflix e o Youtube, com mais de 20 milhões de views. É formada em cinema, pela FAAP.

http://www.tocadosfilmes.com.br

Camila Kzan

Camila kzan foi, durante 5 anos, assistente de direção em São Paulo. Há dois anos, passou a dirigir conteúdo para internet e programas de TV. Em 2015, realizou seu primeiro curta-metragem chamado Sempre te amei.

https://vimeo.com/usercamicami

Camila Nunes

Com formação em Cinema e 15 anos de atuação em audiovisual, com trabalhos de produção independente para TV e cinema, desde 2012 Camila Nunes trabalha como Produtora Executiva dos Projetos de Conteúdo da produtora bigBonsai (www.bigbonsai.com.br) atuando nas áreas de desenvolvimento, produção e pós-produção dos projetos. Na bigBonsai teve a oportunidade de atuar na direção de produção, supervisão geral e lançamento do documentário Dominguinhos.

http://www.bigbonsai.com.br

Camila Simões Mouri

Camila Mouri é documentarista e pesquisadora formada pela Eca Usp com mestrado em Documentário pela Sussex University na Inglaterra. Em 2009 realizou a exposição Habite-se na Galeria Olido com o trabalho São Vito. Em 2015 foi selecionada para a oficina de Desenvolvimento de Projetos do Atelier Varan. Recentemente se dedica à experimentação de novas linguagens através da Realidade Virtual e está finalizando seu primeiro média metragem contemplado com o Proac.

Camila Tarifa de Oliveira

Mestre em Guion pela EICTV-Cuba (2014), é graduada em Cinema pela FAAP (2007). Realizou direção de arte de vários curtas, e assistência e produção de arte em longas e séries de TV. Em 2014 desenvolveu seu primeiro projeto de longa “Silêncios de Marta”, que foi selecionado para “Nuevas Miradas 8” do 36º Festival Latinoamericano de Havana. Coordena oficinas culturais metropolitanas. Roteirizou o documentário “Circo é… Circo” para o SescTV.

http://trapezio.art.br

Camila Villas Boas

Sócia e produtora executiva da TX Conteudo e Entretenimento, com 16 anos de atuação no mercado de comunicação e audivisual, com especialização em gestão de projetos.

http://txfilmes.com.br

Camilo Cassoli

Camilo Cassoli é documentarista e montador. Dirigiu e os curtas “O Tempo do Samba”, (2008), “Livraria Ornabi” (2010), “Eu quero o mínimo pra falar (2009) e “Mostra-me” (2010). Seus filmes foram exibidos em festivais e espaços como Mostra Internacional de Cinema de SP, Short Film Corner/Festival de Cannes, Cinemateca, Mis e Canal Brasil. É formado em jornalismo pela PUC-SP (2001) e pós-graduado em cinema-documentário pela FGV-SP (2008).

http://www.parececinema.com.br

Carina Santos Gonçalves

Sou formada em Publicidade e Propaganda pelo Uni-BH em Belo Horizonte. FIz pós-graduação em Processos Criativos da Imagem e da Palavra na PUC-MG. Participei da oficina de cinema autorreferencial na EICTV em Cuba e trabalho como redatora publicitária e sou escritora.

Carla Gallo

Atualmente desenvolve PARA O MEU VIZINHO DE SONHOS, selecionado pelo FSA, e cursa mestrado na ECA/USP. Co-roteirista da série doc-animação ANGELI THE KILLER (FSA/Canal Brasil). Realizou ASSIM É SE LHE PARECE (É Tudo Verdade) e O ABORTO DOS OUTROS, Menção Honrosa no É Tudo Verdade, participou de festivais como Gramado e Málaga, lançado comercialmente e exibido na BBC Channel. Realizou TOM ZÉ: Melhor Documentário Recine, Festival Tiradentes.

Carlos A. Zaconeta

Produtor e criador formado em Comunicação Social, MBA em Gerenciamento de Projetos. Experiência em produção internacionais de TV e documentários. Atualmente desenvolvendo uma coprodução como Brasil.

Carlos Alberto de Oliveira

“Curso teatro – Emilio Fontana 1983-85. contra-regra e figuração TV Band 1987-88. Produção – Teatro – Samuel dos santos – 1989. Especialização cinema (inc.)- Anhembi Morumbi – 2013-2014-Intensivo em Cinema – AIC- Academia internacional de cinema 2016. Direção-O preço de uma paixão – curta – 2014. O Caminho de Santiago – curta – 2016. Drogas, tô fora! filme campanha de prevenção – 2011-Coordenador-Curso de Teatro-Curso de cinema-2013-16 Vida.Com”

http://www.vidapontocom.org.br

Carlos Eduardo Ishikawa

“Rit TV – Mai 2016 a Atual. Cargo: Editor. Funções: Edição de programas da emissora. Primitivo Produção de Video e Filmes – Jun 2013/Abr 2016. Cargo: Assistente de Edição. – Assistente de edição do documentário/série “”Mad Dogs””, da série “”Curvas e Ladeiras”” (Canal OFF), entre outras campanhas de publicidade. Animagem Video & Web – Fev 2013/Mai 2013. Cargo: Editor de Vídeo. – Edição de vídeo portfólio para atletas;”

Carlos Eduardo Magalhães

“Diretor da série documental: Sou Moderno, Sou índio – Em produção. – Cinebrasiltv/2017. Diretor do filme: Palavra Cantada em 3D/2012. Diretor dos curtas de documentário: 120 Cordas/2010 e A Caminho da Estrela/2011. Roteirista dos documentários: 20 Centavos/2014 e Escolas de Luta/2016”

https://www.facebook.com/lentevivafilmes/?pnref=lhc

Carlos R. S. Moreira (Beto)

“CARLOS R. S. MOREIRA (BETO). Engenheiro Civil, Pós graduado em Marketing na FGV, Marketing na ESPM, Curso de Montagem e Edição de Imagem e Som na Escola se Cinema Darcy Ribeiro ( ECDR ) e SENAI, montei 10 curtas, fiz diversos outros cursos na área de audiovisual na UFRJ, UFF, SENAC, AIC ( Academia Internacional de Cinema ), participei de dezenas de palestras, debates e workshoppings em festivais e mostras de cinema.”

Carolina Benedikt Benjamin

“Fundadora da Daza Filmes, atualmente finaliza dois longas documentários -“Capoeira, um passo a dois” e “Divinas Divas” – enquanto dirige outro sobre o despertar político de sua avó durante a ditadura – “Iramaya”. Também codirigiu e produziu o curta “Aquele Abraço” e idealizou e produziu a trilogia “Operação Sonia Silk”, vencedor de dois pêmios Huber Bals. Além disso, é curadora e diretora de projetos multifacetados como “Festival Adaptação”

http://www.dazafilmes.com.br

Carolina Caffé

“Documentarist and Visual anthropologist. Carolina develops sociocultural projects and artistic medias. After graduating in Social Sciences from PUC University in São Paulo (Brazil), Carolina studyed Documentary Film at Observatory del Cine in Buenos Aires (Arg); and at New York Film Academy, in New York City (US).”

http://carolcaffe.com

Carolina Guimarães

Formada em 2009 no Bacharelado em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP, em Minas Gerais, com habilitação em Direção Teatral. Cursa atualmente o MBA em Cinema da Faculdade Max Planck em parceria com o LA Film Institute, em São Paulo. Realizou Assistência de Direção em curta-metragens, entre 2011 e 2012, com direção de Beatriz Cavalieri “Porta de Lança” e com direção de Hudson Glauber “Ménage à Trois” e “Reencontro”.

Carolina Scatolino

“Formou-se em Produção Audiovisual em 2007, trabalhou em produtoras de vídeo em São Paulo como diretora de vídeo e coordenadora de produção. Atualmente estuda roteiro e cursa o programa de Narrativa Audiovisual no b_arco, São Paulo.”

Caroline Nocetti

Jornalista de formação com experiência em gestão de atividades na área cultural e artística. Entre elas, produção de conteúdo para mídias digitais, produção e coordenação de projetos culturais e documentários relacionados ao patrimônio cultural brasileiro. Dirigiu o documentário O Pantanal de Jorapimo (28’), sobre o artista visual natural de Corumbá, MS e, desde 2014, vem pesquisando o processo de restauro da Vila de Paranapiacaba.

Cassio Bomfim

“formado em cinema atua na área desde 1996. diretor, filmmaker e documentarista premiado, concorda com o velho pensador e acredita que as pessoas são feitas de histórias.”

http://www.eraumavezfilmes.tv

Caue Fernandes Nunes

Como diretor realizou 6 curtas-metragens, sendo dois documentários e quatro ficções. Recebeu 9 prêmios em festivais de cinema e os curtas participaram de festivais em diversos países.

Celia Freitas

Videoartista e editora audiovisual carioca. Desenvolve trabalhos autorais em videoarte, tendo participado de diversas exposições (MAR, Inst. Tomie Ohtake, Paço Imperial, Bienal do Mercosul, Arco Madrid, Oi Futuro). Editora de documentários para cinema e televisão e de séries documentais nacionais e internacionais (History Channel, Al Jazeera, Turner, Futura). Foi professora de teoria e prática da montagem (Escola de CInema Darcy Ribeiro, 2011).

http://edt.org.br/associados/celia-freitas/

Cesar Augusto Silva Rodrigues

Graduado em Jornalismo pela Unesp em 2009, envolveu-se já na universidade na produção de documentários e curta metragens, aproximando-se da crítica cinematográfica.
Poeta, foi coeditor das revistas Wave e Projeções e atualmente atua na produção independente de filmes e documentários.

http://veleirovoador.com

Chris Sevla

Escreveu para os sites Os Noivos, Guia do Sexo, Bolsa de Mulher e Revista Nova. Estreou na literatura com a antologia Território V (Terracota), sendo eleita uma das 6 escritoras mais bonitas da Literatura Nacional. Foi ilustradora no livro A História da Arte Pirata (AND Publishing/Londres) e lançou os livros O Clube das Mulheres do Pequeno Príncipe e #AMOR. Escreveu e dirigiu o curta-metragem O que sua mãe acha disso? e produziu o longa Cães.

http://fb.com/ChrisSevlaOficial

Christina Stephano de Queiroz

Jornalista e doutoranda em Estudos Judaicos e Árabes na Universidade de São Paulo. Desde 2015, atuo com pesquisa e roteiro audiovisual. Faço parte do NOI – núcleo criativo de pesquisa e roteiro para documentários. Sou mestre em Identidades Culturais pela Universidade de Barcelona. Escrevo reportagens sobre educação pública e jornalismo científico.

Christine Liu

Nasceu em São Paulo em 1960.Produz e dirige filmes,vídeos e vídeoarte exibidas no MAM/SP,Centro Cultural São Paulo,Sesc Pompéia e Vila Mariana,Casa de Cultura dos Mundos (Berlim/ Alemanha),entre outros.Produziu e dirigiu o documentário “Depois de Ontem Antes de Amanhã”,exibido na 33ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. Atualmente desenvolve a série “Coffee Shots” e o documentário “Um Samurai em São Paulo” da diretora Débora Mamber.

http://www.vegafilmes.com.br

Clara Ferrari Lucas D’urbano

“Instituição: Centro Universitário Senac. Curso: Bacharelado em Audiovisual. Fev/2015 a Dez/2018. Inglês – Avançado. Pacote Office; Adobe Photoshop (Intermediário); Adobe Premiere (Intermediário); Pro Tools (Básico); Avid Media Composer (Intermediário). Oficina Prática – Desenvolvimento de Curta- Metragem. Oficina: Edição não linear digital – Introdução ao AVID Media Composer. Oficina: Noções Básicas ao Software Adobe Photoshop”

Clara Linhart

“Clara Linhart é formada em Ciências Sociais pela PUC-RIO e em Cinema Documentário pela FGV-Rio. Dirigiu e produziu os documentários: O Mundo de um filme, 50 min, 2007 Luna e Cinara, 14 min, 2012. Em Paz, 22 min, 2014”

Clarissa Knoll

Clarissa Knoll é diretora e produtora de cinema desde 2001. Estreou como diretora com o curta-metragem “Cine Camelô“ (2011), o filme ganhou muitos prêmios e foi exibido no Lincoln Center e no MoMa, em Nova York, no 41º New Directors/New Films. Em 2014 lançou o documentário “Guataha”, que representou o Brasil no programa Doctv América Latina IV e foi exibido em 20 televisões públicas de 16 países da América Latina.

http://www.saracura.art.br

Claudia Priscilla Andrade

“Direção e Roteiro – Sexo e Claustro – Curta-metragem, 13 min, 2005. – Phedra – Curta-metragem, 13 min, 2008. – Leite e Ferro – Longa-metragem, 75 min, 2010. – Olhe Pra Mim de Novo – Longa-metragem , 75 min, 2011. Dirigido com Kiko Goifman. – Vestido de Laerte – Curta –metragem, 13 minutos, 2012. Dirigido com Pedro Marques. – Transando com Laerte – Série de 26 episódios, está em sua segunda temporada.”

Coraci Ruiz

Trabalho como documentarista desde 2003, principalmente como Diretora e Diretora de Fotografia. Sou Mestre em Cultura Audiovisual e Mídia e atualmente doutoranda em Multimeios, ambos na Unicamp. Participei também do curso “Realización de Documentales” da EICTV. Além de programas e séries de TV, realizei diversos curtas e o longa “Cartas para Angola”, que participou de mais de 30 e foi premiado no Brasil, Angola, Portugal e Bélgica.

http://www.laboratoriocisco.org

Cristian G. A. Cancino

Cristian Cancino é documentariasta desde 1999, quando ganhou o prêmio Rumos Cinema e Vídeo para realizar A Soltura do Louco. Entre seus principais trabalhos está a série Onde Está América Latina? (2004). Em 2011 lançou seu primeiro longa, Sertão Progresso, que estreou na 14a Mostra de Cinema de Tiradentes. Atualmente prepara a série Cartas da Terra do Futuro, sobre imigração e refúgio em São Paulo, contemplada pelo edital PROC de desenvolvimento.

http://www.facebook.com/cartasdaterradofuturo

Cristiano Cipolatti

“Formação: Graduação em Geografia- USP (2015). Bacharelado em Audiovisual no Senac Campus Santo Amaro (2016-2019). Idiomas estrangeiros: Inglês avançado/ espanhol intermediário/ francês básico. Informática:Todos os programas do office, Adobe Premiere, Conhecimento básico de Photoshop. Realização do documentário média-metragem M de Verdade (departamento de edição, som e trilha sonora). Experiência com câmera analógica (manuseio de película)”

Daniel A. Rubio

Daniel A. Rubio é documentarista e produtor de projetos focados em temas sociais e ecológicos. Produziu e dirigiu para Life para/BBC-World, /TVArte e Life/BBC-World. Teve seus documentários Crianças Sem-Terra e Tobias 700 – struggle for a place to live exibidos em festivais sobre direitos humanos. Filmografia: Crianças Sem-Terra (TV Cultura), Occupying Brasil (TV Aljazeera), Who I can trust (TV5 France e BBC World), O Verde Está do Outro Lado.

http://www.artver.com

Daniel Brandi do Couto

Jornalista pela UFJF e Mestrando em Cinema e Audiovisual pelo IAD/UFJF, possui experiência em telejornalismo e realizações audiovisuais. Atualmente é sócio-diretor da Impulso Hub Audiovisual. Assina a direção e montagem de videoclipes, curtas e projetos publicitários e obras para para cinema e tv. Entre seus principais trabalhos estão a montagem do longa “Korubo”, produzido pela FUNAI, e, recentemente, a direção do curta “Barbante” e do documentário “Primeiro Ensaio”

http://www.impulsohub.com.br

Daniela Antonelli Aun

Produtora executiva, produziu inúmeros longas de ficção e documentário, como “Artigas”, de Cesar Charlone, coprodução Brasil/Uruguai/Espanha, ganhou 7 Kikitos no Fest. de Gramado 2012; “Cidade Cinza”, considerado pelo Huffington Post um dos 10 docs a serem vistos em 2013, e “Surfar é Coisa de Rico”, de Guga Sander, produzido pela Sentimental Filme. Em 2016 produziu a série documental “Eu Me Movo”, sobre atletas paralímpicos, exibida pelo SPORTV.

Daniela Conde

Atuou no desenvolvimento de projetos e Produção Executiva na área Audiovisual em várias Produtoras Independentes paulistas. Atualmente é sócia da produtora Carmela Conteúdos com foco em cinema e TV.

http://www.carmela.art.br

Daniela Pintão

Máster em Teoria e Prática do Documentário Criativo pela Universitat Autònoma de Barcelona-Espanha, graduada em Comunicação Social pela ESPM-SP. Viveu entre Espanha e Itália de 2008 a 2013, quando aprofundou seus conhecimentos em audiovisual e idiomas e atuou como produtora, diretora e pesquisadora em projetos audiovisuais. De volta ao Brasil, vem atuando como produtora, diretora e pesquisadora. Também é tradutora de inglês, espanhol e italiano.

Daniela Santoro De Salles

Formada em Comunicação Social ênfase em Rádio e Tv pela UniSant`Anna em 2002 quando, na mesma data formava-se atriz no Curso Profissionalizante de Teatro na Actor School de SP (Escola Recriarte). Atuou em algumas esferas da área de comunicação e freelancer de produção e assistência de direção em documentários; em 2013, foi produtora Cultural na Umiharu Produções e em 2014 se juntou ao time da produtora Carmela Conteúdos; prod. e prod. executiva.

Daniela de Andrade Santana

Formada em Rádio e TV e estudante de direção de fotografia na Acadêmia Internacional de Cinema. Trabalho com edição de Vídeos de Eventos. Em processo de conhecimento e busca de oportunidade para o mercado cinematográfico. Algumas produções: Roteirista e diretora “Animação Sem Controle” (2010) e Diretora e Produtora do “Documentário: HQ A Nona Arte” (2006).

Danielle Bertolini da Silva

“Formada em Jornalismo, é diretora, produtora e roteirista. Atua no audiovisual desde 2000, quando realiza seu primeiro documentário Águas Encantadas do Pantanal. Em 2005 cria o festival Tudo Sobre Mulheres, em Chapada dos Guimarães (MT). Seus demais documentários como diretora e produtora são são: “”Festa de Família”” (2001), Encontro de Parentes (2013), Carnaval de Raiz (2014), De Volta pra Casa (2015) e Filhos da Lua na Terra do Sol (2016).”

http://www.cumbaruproducoes.com.br

Danielle Villanova

Coordenadora de produção na Daza Filmes, Danielle é produtora executiva dos docs “Capoeira, um passo a dois” e “Iramaya” de Carol Benjamin. No doc “Divinas Divas” de Leandra Leal atua como assistente executiva. Produziu o curta “Aquele Abraço” pro SporTV – parceria com a Casa de Cinema de POA – e monitorou as oficinas do Festival Adaptação 2012. Já produziu diversos curtas, webséries, programas de TV e eventos como o Fórum Pensar a Infância 2014.

Danilo Belchior

“Danilo Belchior é formado em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e pós-graduado em Roteiro Audiovisual pelo Senac São Paulo. Em Dezembro de 2013, fundou a Rabisco Produções Artísticas, produtora especializada na criação de projetos audiovisuais e transmídia. Dirigiu e o roteirizou o curta-metragem Toda forma se transforma, vencedor do Edital Curta Animação promovido pelo Ministério da Cultura.”

http://www.danilobelchior.com.br

Daphne Barbosa

Cursando o sexto semestre de cinema na Universidade Anhembi Morumbi.

Davi Heller

Graduando em Ciências Socias na Universidade de São Paulo (USP) atua no audiovisual desde 2008. Atualmente é educador no Núcleo de Produção do Instituto Criar de Cinema, TV e Novas Mídias, professor na Inspiratorium – Escola de Cinema e Artes, assistente do diretor Joel Yamaji e sócio na Toca de Barro

David Roberto Borges

“1) FORMAÇÃO: Bacharel Desenho Industrial / Programação Visual – UNESP 2001 e Técnico Gráfico – SENAI 1994. 2) FUNÇÕES: montagem, direção de cena, pós-produção, diagramação e produção gráfica. 3) EMPRESAS: Idéia Animada Filmes (sócio) , Pix Post Studio, Delicatessen, Bossa Nova, Dogs Can Fly, Unilever, Loducca, TV Polishop, CinemaCentro, Conosenti Design, Sentimental Filme, O2 filmes, Espaço Digital, Café Edit Bureau, Editora Alto Astral e Lúmini.”

http://www.ideiaanimada.com.br

Deborah Osborn

Deborah Osborn é sócia fundadora e responsável pelo núcleo de entretenimento da bigBonsai. Dentre os projetos que desenvolveu na produtora, vale destacar o lançamento do longa-metragem Nome Próprio de Murilo Salles, e o projeto multiplataforma Dominguinhos, que inclui um dos documentário mais assistidos de 2014, sucesso de crítica e que circulou por importantes festivais, e uma webserie com mais de 2,7 milhões de visualizações.

http://www.bigbonsai.com.br

Delano Gurgel Queiroz

Curso de Direção para Cinema no Instituto de Cinema Operahaus. Direção de um curta-metragem e assistente em um segundo curta-metragem, dentro da Escola de Cinema. Direção, realização e roteirização de um documentário longa-metragem(primeiro filme). Atualmente em trabalho de envio para mostras e festivais. Direção e edição de filme institucional da marca Carola design de jóias. Curso de história da arte no MUBE e Fotografia pelo MIS.

Deni Guimarães

Sou formada em Radio e TV pela Universidade Anhembi Morumbi, Aperfeiçoamento em Comunicação Política e Imagem pela UFPR, Técnica em Iluminação pela SP Escola de Teatro. Trabalho como Editora de Vídeo desde 2009 e como Técnica em Iluminação desde 2013. Atualmente, atuo como docente no Senac SP.

Denise Gomes Silva Morais Cavalcante

Formada em cinema pela Universidade Federal de Santa Catarina. Participou do Diplomado Internacional de Documentário de Criação na cidade de Cali com bolsa do programa Ibermedia. Atualmente, sou aluna do mestrado da USP em ciências da informação e pesquiso preservação e distribuição de acervos audiovisuais.

Diana Gama Santos

“Formação •INS La Mercè -Técnico en Fotografia. •UAB -Máster en Documental Creativo. •UNESP -Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais. Experiência Profissional: •Pesquisa de conteúdo/imagem em audiovisual •a_dupla: Produtora audiovisual-Assistente de direção e Coord. de pós-produção •TVE: Televisión Española-Assistente de câmera. •BTV: Barcelona Televisó-Operadora de câmera e edição. •CPFL Cultura.”

Diaulas Ullysses Mercedes

O meu trabalho consiste em produzir e dirigir ações ou produtos culturais em audiovisual na maioria produções independentes minhas e de coletivos. Também participo dos debates sobre filmes, numa ação cineclubista. Na questão de formação, ministro oficinas e cursos de produção e realização audiovisual. A força e influência do audiovisual na vida das pessoas vem a cada ano, ganhando mais e mais visibilidade na sociedade atual.

https://www.facebook.com/Difilme/?fref=ts

Diego Casanovas

Diego Casanovas, 28 anos, mineiro, Graduado em Comunicação Social/Jornalismo -UFJF/Universidade do Porto Portugal. Atua na área de audiovisual, tv e cinema desde de 2008, dirigiu, fotografou e produziu, 15 curtas metragens, sendo 5 documentários e 10 ficções. Hoje, dirige um documentário em fase de captação de imagens sobre a cultura do disco de vinil, financiado pela lei de incentivo à cultura Murilo Mendes, da prefeitura de Juiz de Fora, MG.

Diego Hoefel

Diego Hoefel é natural de Porto Alegre, mas atualmente vive e trabalha em Fortaleza. Além de professor do curso de cinema da UFC, atua também como roteirista e realizador em cinema e audiovisual. Tremor (2013), seu último roteiro, teve sua estreia no festival de Locarno. Permanências (2011) teve sua estréia na Semana da Crítica do Festival de Cannes. Dirigiu também os curtas Valparaíso (2009) e Criador de Imagens (2007).

Diego Monteiro

Analista de mkt. Gerente de marketing. Curso jornada adobe. Curso b_arco documentário para cinema e TV. Criador e diretor do canal de documentários do YouTube Smarty.

http://www.smartyvideos.com

Diego Octávio

Graduado em Produção Audiovisual e pós-graduado em TV Digital, Radiodifusão e Novas Mídias, membro da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão. É sócio-diretor da 8 Milímetros Audiovisual. Possui experiência como diretor em documentários, videoclipes, comerciais e programas de TV.

http://www.8milimetros.com.br

Diego Quinderé de Carvalho

Formado em cinema pela Puc/Rio em 2009. Editor e colorista trabalha com audiovisual desde 2007. A partir de 2008 começou a trabalhar com correção de cor. Na Casablanca assumiu o telecine offline até 2011 de filmes e comerciais. Em 2012, integrou a Full Frame, finalizadora do Rio de Janeiro. Em 2014 fundou a Cajamanga, uma finalizadora/produtora onde é responsável pela edição e cor de filmes, series, clipes e comerciais para TV e Internet.

http://cajamanga.com

Diego Romero

Natural de Buenos Aires, Argentina, vive e trabalha em São Paulo desde 2008. Diretor de fotografia, câmera, editor e videomaker com mais de 15 anos de experiência em diversos projetos audiovisuais para televisão e marcas (anúncios, cobertura de eventos, ações publicitárias, making of). Possui grande domínio da linguagem documental. É hábil e sensível para registrar situações reais, primando pela qualidade estética e técnica das imagens.

http://vimeo.com/90278465

Diego de Jesus

Diego de Jesus é bacharel em Cinema e Audiovisual pela UFES, sócio da produtora Ventania, diretor e montador. Seu primeiro filme foi o documentário Inconstância (2013), em que foi roteirista, diretor e montador. Em 2015, dirigiu a ficção Pela Janela. Nesse ano, dirigiu, roteirizou e montou o documentário Invisível. Sua ultima produção foi o documentário “impeachment” (2016).

Dillner Gomes

Roteirista e Dramaturgo. Estudou e se formou na Escola SP de Teatro e hoje trabalha como roteirista de diversos projetos de curtas, séries e documentários. Foi estagiário de roteiro na série Fim do Mundo a estrear no Canal Brasil e está em fase de finalização de roteiro do longa Piedade, que será dirigido pelo Cláudio Assis.

Diogo Meyer

Sou formado em cinema e trabalho como editor e colorista.

http://vimeo.com/channels/diogomeyer

Dácio Pinheiro

“Dácio Pinheiro trabalha com a produção audiovisual desde 1996. Produziu, roteirizou e dirigiu os curtas: ‘Equê de Vuitton’ (2003), ‘Memória Morta’ (2006) e ‘Ne Pleure Pas Jeanette’ (2007). Seu primeiro longa documentário como diretor, ‘Meu Amigo Claudia’ (2012), foi premiado no 14º LesGaiCineMad em Madrid e no 17º Festival Mix Brasil, como melhor documentário na escolha do público. Estudou cinema e video na FAAP.”

http://www.vimeo.com/daciopinheiro

Débora Eliza

Atualmente é Produtora Cultural na Apecatu Produções. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Produção Cultural, atuando principalmente nos seguintes temas: debate, mostra de cinema e festival de cinema. Com especialização em Produção de Cine em Iberoamerica, pela EICTV Cuba. Atuo na direção e produção de 2 documentários com data prevista de estréia para julho 2017.

http://www.apecatuproducoes.com

Débora Garcia Ramalho Filgueiras

Estudante do 4º semestre de Bacharelado em Audiovisual, pelo Centro Universitário Senac.

Débora Taboada de Castro

“Formação: Bacharelado em Audiovisual – 6º semestre. Experiência profissional: Estágiaria em arte – assistencia na confecção de figurinos da peça. Justine (adaptação da obra de Marquês de Sade) – e produção -Os Satyros- 03/2016 até 05/2016. Assist de arte e produção no longa metragem: Filosofia na Alcova ( adaptação da obra de Marquês de Sade) – Satyros Cinema -10/2015 até 12/2015. Qualificações: Lingua inglesa e Lingua alemã”

Eduardo Duwe

“Documentarista, jornalista, cinegrafista e fotógrafo, trabalho para diversos canais de televisão europeus e brasileiros como ARD, ZDF, DW, Arte, ORF, BBC, Channel 4, CCTV, Spiegel, DFA, Sat1, APTV, Reuters, Tv Brasil, TV Cultura e etc, colaborando em diversas reportagens e documentários. Paralelo a isso tenho sido autor de diversos ensaios, vídeos experimentais e instalações audiovisuais exibidos em festivais no Brasil e exterior.”

http://www.nomade-filmes.com

Eduardo Gripa

Trabalhei por 4 anos na BossaNovaFilms editando comerciais e clipes. Em 2013 montei o filme Pare, Olhe, Escute, dirigido pela Katia Lund e produzido pela Laís Bodanzky e Luís Bolognesi. No último ano me dediquei à série de documentários Reimagine Rio, composta por 5 documentários que estrearam durante as Olimpíadas nos cinemas do Rio de Janeiro, da qual fui editor e roteirista, além de compor a trilha sonora dos filmes.

Eduardo Hunter Moura

“Mestrado em Cinema com Distinção na The London Film School, dirigiu o documentário “B1 – Tenório em Pequim”, selecionado para o HotDocs 2010. “”B1″” ganhou prêmio de melhor filme, melhor diretor e prêmio do público no BRAFFT 2010, e foi exibido em circuito nacional. Para destacar dirigiu também o ESPN filme “”Hei de Torcer””, um doc para a Cruz Vermelha Internacional, “Rio Eu Amo Eu Cuido – o filme” e em 2016 a série documental Sonhadores.”

http://www.eduardohuntermoura.com

Eduardo Raphul Marujo

“Produtor e diretor de cinema desde 1997. Trabalhos no brasil e eua”

http://academiadefilmes.com.br

Eduardo Resing

Formado em Cinema e Animação pela Universidade Federal de Pelotas, especializado em edição pelo Curso Regular da EICTV (Cuba). Editou diversos curtas-metragens com passagens por festivais como Cannes, IDFA e Guadalajara. Recentemente editou o primeiro longa-metragem da carreira, “El Hombre Que Cuida”, uma coprodução entre República Dominicana, Porto Rico e Brasil.

Eduardo Ribeiro Gonçalves Affonso

Formado em física, especialista em docência, trabalha a 6 anos no mercado de visualização arquitetônica e design de produto como modelador 3D, além de participar em projetos isolados com edição de áudio e vídeo. Atualmente lecionada disciplinas relacionadas a áudio e criação de peças de arte em 2D e 3D para os cursos de produção multimídia e jogos digitais na Faculdade Impacta de Tecnologia.

Eduardo Rufino

Produtor de locação e diretor de produção há mais de 10 anos. Com trabalhos realizados em publicidade, longa-metragem, curta-metragem,séries de TV, e outros.

Elen Carneiro

Coordenadora de produção do programa “Pesca & Companhia” exibido no SBT durante 2 anos. Trabalhou como atendimento publicitário durante mais de 10 anos atendendo clientes de grande porte em varejo. Coordenou e produziu um conteúdo inédito sem áudio, de 12 horas semanais, para a SPTrans. Produtora de conteúdo para séries de tv em várias produtoras.

Eli Zanchetta

“Produtor de videos freelancer de 1999 ate 2006. Comecei a dirigir meus filmes a partir de 2007 apenas no mercado publicitário e desde o ano passado comecei a me interessar por documentários e estou rodando meu primeiro filme que fala sobre felicidade.”

http://gazproducoes.com

Eliane Coster

Diretora dos Documentários São Paulo além das horas e A Boca do Mundo e das ficções Correspondência, Preciosa, Retrovisor e Super Oldboy

Eliane Ferreia

“Produziu o documentário “Fabricando Tom Zé” – Décio Matos Jr., melhor filme júri popular no Festival do Rio e Mostra Internacional de São Paulo, 2006. Além da produção de ficção, com sua produtora Muiraquitã Filmes, vem produzindo e coproduzindo projetos documentais como os longas “A Luta do Século” – Sergio Machado, “Cine Marrocos” e “Os Arrependidos” – Ricardo Calil e as séries “Verger” – Sergio Machado e “Falando com os mortos” – Ricardo Calil.”

Elisa Borges de Faria

“Publicidades – AD. Longa-Metragem. Lascados – 1 AD. Série. (Des)Encontros – Sony – 1 AD. Papo de Malandro – Multishow – 1 AD. Encuentros en Brasil – HBO – 1 AD. Atletas pelo Brasil – Sony – 1AD. Curtas Metragens: Eulália. Laura. Catarse. FORMAÇÃO ACADÊMICA: FAAP – Comunicação Social. PUC SP – Ciências Sociais. EICTV – Cuba: Realização de Documentário. EICTV – Cuba: Curso de Direção Cênica”

Eliza Capai

Em 2016 publicou duas séries no Futura: “Meses Interinos” retrata a resistência durante o processo de Impeachment de Dilma Roussef. Em 2015, junto à Agência Publica, realizou o thriller “É proibido falar em Angola”. Foi duas vezes finalista do Premio Garcia Marques: em 2015 com a webserie Linhas e em 2014 com o curta Severinas. Em 2013 lançou seu primeiro longa, Tão Longe é Aqui, com prêmio de Melhor Filme na Novos Rumos do Festival do Rio.

http://www.elizacapai.org

Eloisa Estrela Oliveira

Estudante de ciências e humanidades, tenho grande interesse em direção de fotografia, montagem e direção para cinema e teatro, estudando estes assuntos de forma independente. Tenho experiência em captação e edição de vídeo, participando da captação e edição do acústico UFABC.

Emerson Almeida

Produtor, especialista em produção audiovisual (CIC-Argentina), pós-graduando em Gestión de Emprendimientos Creativos (UNC-Argentina) e sócio das produtoras Portátil e Dois Arroz Filmes. Atualmente produz os documentários “Diversidade” (série) e Meu Querido Bentinho (longa), além do Festival Cine Kurumin. Entre seus trabalhos, destacam-se: a série de “O Retorno À África” e os filmes Kulturmontag, Boi na Linha, Eu, Travesti?, Sandrine, Mãe D’água.

Emily Hozokawa

Emily Hozokawa atua como assistente de direção e diretora. É suplente da pasta de Audiovisual no Conselho Municipal de Política Cultural de São Caetano do Sul. Trabalhou como assistente de direção nos longas No vazio da noite (2015) e Além do fim (2016), de Cristiano Burlan; e nos curtas-metragens Com amor, Ângela (2015), de Luiza Xavier e Esboço, realizado pela oficina Poiesis. Dirigiu os curtas Ivone (2015) e Anestesia (2016).

Emílio Domingos

Cineasta. Realizou 9 curtas e 3 longas. Sua estréia na direção de longas-metragens, o documentário L.A.P.A (2008), ganhou o prêmio de melhor filme no Festival Câmera Mundo, em Roterdã, Holanda. Em 2012, lançou seu segundo longa-metragem, “A Batalha do Passinho”, que foi vencedor da Mostra Novos Rumos no Festival do Rio. Seu novo longa, “Deixa na Régua”, sobre as barbearias na periferia do Rio de Janeiro, estreará no Festival do rio 2016.

http://osmosefilmes.com.br

Eric Belhassen

Formado em genética, cria em 1997 a própria empresa que edita a revista cultural Boca a Boca em São Paulo, Rio e Brasília. Em 2003, se especializa no campo de lançamento de filmes no cinema a traves da pesquisa de mercado. Em 2014, cria o Instituto de Pesquisa Boca a Boca, IPB. Em 2004, dirige os documentários “Guardiões do Samba” e “Por Que Você Partiu?” em 2013. Em 2015, a Serie documentário “O Mundo De Erick Jacquin” para Fox.

http://BOCABOCA.COM.BR

Erik Gasparetto

“Graduado em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa/PR e cursa Cinema na Academia Internacional de Cinema/SP. Foi montador do documentário “”Olhares sobre o Islã”” (PR, 2012) e de diversos curtas-metragens, como “”A Heróica Tentativa do Covarde Thomas””(2014), “”Do lar”” (2015), “”Homem Médio”” (2016) e, atualmente, “”Povo Desenvolvido é Povo Limpo””. Montou longa de documentário “”Vaiguarulhos””, sobre as agruras de um pequeno time numa grande cidade.”

Erika de Faria

Formada em Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com estudos e especialização em cinema e literatura pela PUC, migrei para Fotografia de moda e publicidade. No momento estou estudando cinema e direção de fotografia e colocando em prática vídeos corporativos, fashion films, vídeo dança etc.

http://www.erikadefaria.com

Ester Marçal Fér

Graduada em Imagem e Som pela UFSCar e mestre em comunicação pela Cásper Líbero, atua como realizadora, docente e gestora de políticas públicas para o audiovisual. Principais trabalhos como diretora e roteirista: os docs Variante (2010, 30min), A Terceira Margem do Rio Unini (2012, 15 min) e Tooro Nagashi – Luzes ao Vento (2013, 15 min). Atualmente, desenvolve a série doc Comida Imigrante, participante do Pitching Series do DocMontevideo 2015

http://www.filmesdeabril.com.br

Everton Henrique Lima de Oliveira

“Formado em cinema pela Universidade Metodista desde 2009, atuou em diversos segmentos do fazer cinematográfico. Como diretor de fotografia realizou os curta metragens “Parece Comigo” e “Tem gringo no morro”. É diretor na Controle Remoto Filmes, produtora que conta com 3 longas metragens. Dirigiu o curta documentário “Rafael Rodrigues – Quebrando Paredes”, que conta o dia a dia do primeiro lutador de MMA em cadeira de rodas.”

Ewa Wawelberg

“Produtora de longas-metragens, documentários, séries de TV e cinema. Coordenadora responsável pelo desenvolvimento de novos projetos audiovisuais Ewa Kristina Irena Wawelberg-ME (1988 – ) Micro empresa dedicada a projetos cinematográficos, documentários, séries. Casablanca (1993 a 2007). Pós-produtora de comerciais, séries, longas-metragens, documentários para TV e cinema. Coordenadora do núcleo de cinema e restauração.”

Fabiana Assis

É diretora e curadora do PirenópolisDoc-Festival de Documentário Brasileiro. Possui pós-graduação em cinema documentário e também estudou cinema em Nova Iorque. Desde 2005 atua como diretora de produção e pesquisadora em diversos curtas e longas-metragens em Goiânia. Atualmente trabalha na finalização do documentário em longa–metragem Real Conquista. Em 2015 fundou a Violeta Filmes, produtora independente com sede em Goiânia.

http://www.pirenopolisdoc.com.br

Fabio Costa Menezes

“De São Paulo, formado em cinema na UFSC, é montador, realizador e colabora com o Vídeo nas Aldeias desde 2010, capacitando realizadores indígenas em oficinas de audiovisual. É montador de No tempo do Verão, de Wewito Pyãko e, junto com Kamikia Kisêdjê, da Carta Kisêdjê para a Rio+20. Coordenou oficinas nos Mbya-Guarani (RS), Ashaninka (AC) e Fulni-ô (PE). Em 2015, dirigiu “”Residências””, documentario de longa metragem ainda em finalização.”

Felipe Ferracioli do Prado

– Ator formado pela Escola de Teatro Macunaíma; – Co-fundador do grupo “”Tragédia Pop – Coletivo Teatral””; – Formado em Dramaturgia na SP Escola de Teatro e outras oficinas e workshops de escrita; – Bacharel em Letras pela USP, habilitação português-italiano; – Formado em Cinema no CAV – Centro de Audiovisual em São Bernardo do Campo; – No momento Assistente de Direção de um longa, de um curta de terror, e roteirizando duas web-séries.

Felipe Siena Tomazelli

Felipe Tomazelli é documentarista. Diretor da Trilha Mídia desde 2011. Pela produtora, dirigiu e montou os curtas Enrazaidos (2012) e Matias (2014). Agora finaliza o primeiro longa: Cine São Paulo. Matias (2014) foi seleção oficial dos festivais de Sheffield, Cracóvia, Camerimage, Bogocine, AtlantiDoc, FICA e Semana Paulistana de Curtas. Formado em jornalismo pela PUC-SP, especializou-se em direção cinematográfica na AIC-SP.

https://vimeo.com/channels/trilhamidia

Felipe do Nascimento Esrenko

Tenho atuado como assistente de edição e editor de documentários em diferentes produtoras ao longo dos últimos anos. Fui assistente no recém lançado Triunfo.

Fernanda Martin Pereira da Silva

CAV Centro de Audiovisual de São Bernardo do Campo, conclusão em 2015; Curso de extensão Pensando cinema (Deleuze e o cinema) na Faculdade Federal do ABC; Oficina de critica cinematográfica no Centro de Formação do SESC. Diretora e produtora do curta documentário `Fluxo estilo livre` e diretora do curta `Tique Taque`.

Fernanda Rocha Miranda

Jornalista e cineasta, pós graduada em Filosofia da Arte. Trabalhou em diversas produtoras como pesquisadora, produtora e assist. de direção em projetos cinematográficos, publicitários, vídeos institucionais, programas para televisão e mostras. Colaborou com o cineasta Joel Pizzini (2010-2013). É sócia diretora da FOLE CULTURAL, profa. de cinema e mestranda – PPGCOM UFRJ. Pesquisa: fotografia, cinema, documentário, montagem, memória e educação.

Fernanda Sayuri Gutiyama de Oliveira

Mestranda em Multimeios no Instituto de Artes da Unicamp, desenvolvo pesquisa na área de inclusão social e documentário. Sou graduada em Comunicação Social – Habilitação em Midialogia também pela Unicamp, e trabalho como produtora audiovisual de cursos online e marketing digital.

Fernanda de Oliveira Fontolan

Graduanda do último ano do curso Bacharelado em Cinema pela Universidade Anhembi Morumbi. Cineasta, cinegrafista e montadora, tem direta participação em 12 curtas, sendo 9 ficções e 3 documentários. Em 2014/2015 trabalha como assistente de pesquisa, divulgação e em mídias sociais com as cineastas Caru Alves de Souza, Tata Amaral e Petra Costa. Atualmente continua a produzir curtas-metragens, com enfoque em documentários reflexivos e observativos.

https://vimeo.com/fernandafontolan

Fernando Cuenga

Artista Visual

Fernando Honesko

Formado em jornalismo, pela Universidade Estadual de Londrina com Master em Produção e Idealização de Audiovisuais na Università Cattolica del Sacro Cuore, de Milão, Itália.
Trabalhei 6 anos como montador (“Trinta”, de Paulo Machline, “Artigas”” de Pedro Gorski e Laura Artigas). Escrevi e dirigi os curtas “Funeral à Cigana” de 2012, Fortunato, de 2016 e também a minissérie em quatro episódios “Gigantes do Brasil”, para o History Channel.

http://www.honesko.com

Fernando Pereira dos Santos e Silva

Fernando Pereira dos Santos é geógrafo formado pela USP e Cineasta. Co-dirigiu, o documentário “Mapuche: gente da terra” . É produtor do curta “O Ponto Cego”, do projeto “Paralelo 34”, e do documentário em pré-produção “Fabiana”, projetos contemplados pelo programa Rumos do Itaú Cultural. Participou da “Oficina de Projetos de Documentário” promovida pelo Sesc e Centro de Documentários Ateliers Varan (França). Participa da residência LABMIS 2016.

http://www.senderofilmes.com

Fernando Timba

“Animador, desenvolve projetos em video arte e instalações de vídeo utilizando videomapping. Realiza animações para filmes documentais e de ficção.”

http://www.fernandotimba.com

Flavia Dib Amado

“Produtora Executiva com experiência nas mais diversas áreas do audiovisual como filmes publicitários, longametragens, séries para TV e documentários, 
com passagem em grandes produtoras brasileiras. Em 2011 fundou a produtora Carmela Conteúdos onde vem trabalhando no desenvolvimento e produção de projetos de conteúdo. Em 2014 coproduziu e lançou o longametragem “Apneia” e em 2016 lançara no cinema o documentario “Na Cabeça do Cachorro”.”

http://www.carmela.art.br

Flavio Botelho

Trabalhou com Carlos Nader na produção executiva e assistência de direção dos longas documentais vencedores do É Tudo Verdade: A PAIXÃO DE JL (2015), HOMEM COMUM (2014) e PAN-CINEMA PERMANENTE (2008). Foi produtor delegado no filme JEAN CHARLES (Henrique Goldman). Dirigiu o premiado curta-metragem O TAXI DE ESCHER, com o roteirista Aleksei Abib e o curta-metragem THE ONLY ONE CALLED “I” (GRAEME), em edição, premiado pelo Ministério da Cultura.

Florence Rodrigues

“O desejo de narrar a vida com imagens ganhou força quando comecei os estudos em Ciências Sociais e se mostrou uma potente ferramenta de interlocução com conceitos presentes na Academia. Experiência: Produtoras Audiovisuais – Mira Filmes, Java2G; Trabalhos Institucionais: Instituto Polis, Instituto Projetos Terapêuticos, Synergia Consultoria; Freelancer: Natura, Petrobrás, Vale, J&J, Vogue, Trip, Ministério da Justiça e MMA.”

http://www.florencerodrigues.com.br

Flávio Sganzerla

Fotógrafo e filmmaker formado em ‘Imagem e Som’ pela UFSCar. Possuo trabalhos nas mais diferentes áreas do audiovisual: eventos sociais, publicidade, divulgação, aulas, consultoria, editoriais e no cinema destaque para o documentário Saúde S.A., em que atuei como câmera/fotógrafo.

http://www.flaviosganzerla.com

Frances Barretto Jones

Jornalista, com passagens pela Agência Reuters, Revista Época, Estadão e Agência Fapesp, tem como objetivo trabalhar na área do audiovisual, como roteirista ou documentarista.

Francine Marina Ribeiro Barbosa

Formada em produção audiovisual pela Uniban. Com especialização e extensão pelo Senac. Autora do roteiro “Sobre atores e atrizes”.

Francisco Bahia Lopes

“FORMAÇÃO ACADÊMICA • USP – FFLCH. Mestrado em Geografia – 2012/2015. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL – Opa! – Fotógrafo/Montador 2016 • Studio B – Editor – 2014/2015 ● O2 Filmes – Assistente de produção executiva – 2009. PRODUÇÃO EM AUDIOVISUAL • O Ponto Cego, 2013 – Diretor. Seleção Rumos Itaú Cultural Cinema e Vídeo. • Boiada: No tira-te, põe-te, 2012. Direção/Montagem. Melhor media – 8º Cine Vitrine MuBE”

Frank Azevedo Coe

Cineasta/produtor cultural. Criador do projeto “Séculos Indígenas no Brasil”, realizando o filme “Maíra, de Darcy Ribeiro: um Deus mortal?”, 75 min. Realizou filmes sobre o ecologista José Lutzenberger: documentário “Lutzenberger: For Ever Gaia”, 52 min. E o Especial para TV RBS, “O Legado Lutzenberger”, 28 min. Participação em festivais no Brasil e no exterior: Competição Nacional do Festival “É Tudo Verdade” de 2007 e Programa DOCTV III.

http://www.seculosindigenasnobrasil.com

Fábio Alcamino

Fábio Alcamino é cineasta e mestre em Geografia Humana pela USP. Membro da coletivo Sendero Filmes, busca em seus projetos relacionar Geografia e Cinema a partir de um recorte latino-americano. Entre outros projetos é idealizador e roteirista do projeto longa-metragem “Paralelo 34” (Itaú Rumos 2013/14), corroteirista do projeto longa-metragem “Fabiana” (Itaú Rumos 2015/16) e codiretor do curta-metragem “Quando me tornei lama” (LabMis 2016).

http://senderofilmes.com

Fábio Ranzani de Paiva

“Formado em Ciências Sociais e como editor profissional. Atua no mercado como pesquisador e montador. Faz cursos na área audiovisual de fotografia e roteiro, onde desenvolveu o argumento para este projeto. Atuou em alguns projetos de documentário em curta-metragem como “”Solidão”” e “”2 meses e 23 minutos”” com participação deste no Festival Internacional de Curta-metragem de SP. Diretor estreante em projetos de longa.”

http://www.historiasdepesca.com.br

Fábio Rogério

Diretor e produtor de diversos documentários e sócio da produtora audiovisual Novos Olhares. Atualmente, cursa a especialização em produção em audiovisual na UFSCar e está em produção do seu primeiro longa. Filmografia: O Brado Retumbante (2016), Operação Cajueiro ­ Um Carnaval de Torturas (2014), A eleição é uma festa (2013) e O arquivo de Ivan (2008).

Fábio de Lima Martin

“Fotógrafo e editor de vídeo, graduado pela Universidade Anhembi Morumbi. Além da área social, atuou como editor de vídeo e diretor de externas de reportagens jornalísticas, matérias e documentários para televisão. Atualmente é responsável pela área de edição de vídeo da equipe multidisciplinar da UAB / UFABC e também é responsável pelo setor de conteúdos e edição da 8 Milímetros Audiovisual.”

Gabi Paschoal

“Psicanalista de formação, há 15 anos milita no audiovisual, onde tem trabalhado como diretora e montadora. Fez Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Membro fundador da EDT – Associação de Profissionais de Audivisual, foi da primeira diretoria. Dirigiu duas temporadas de série documental para o canal pago GNT (Morar, um panorama das moradias brasileiras em várias regiões); recentemente dirigiu para o canal Arte1 “”Poesia e Prosa com Maria Bethania”” .”

Gabriel Amaral Pires

Graduado em Comunicação – Produção Cultural pela UFBA. Participa do projeto “Filmografia Baiana: Memória Viva!”(http://www.filmografiabaiana.com.br). Atuou no Escritório de Projetos da TVE-BA, onde lidava com os projetos desenvolvidos em parceira com as empresas produtoras audiovisuais independentes. Atualmente está trabalhando no Núcleo de Conteúdo da Malagueta Filmes. É sócio do Laboratório Audiovisual (labaudiovisual.com.br/nordestelab/).

Gabriel Junqueira Rodrigues

“Estou tentando migrar de carreira e desde o início de 2016 estou me especializando em roteiro audiovisual. Tenho feitos cursos de roteiro para cinema e tv, inclusive sobre documentários. Estou produzindo meu primeiro filme que é um documentário sobre mudança de carreira com pessoas que fizeram esse movimento após os 30 anos de idade.”

Gabriel Lancman

Trabalhos como montador: – Diarios do Olivier (GNT) – 2015 – Dia Um (HBO) – 2016 – Publicidade, videoclipes e curta-metragens – de 2010 a 2016 Dirigi o curta-metragem A Noite do Molho – 2014

Gabriel Paixão

Bacharel em Cinema e Audiovisual pela UFPel. Codiretor do curta doc. “Casa de Pompas” (2014); Codiretor do curta ficcional “Catalogárgula” (2013); Diretor de Arte do curta ficcional “Entre Nós” (2015), de Maciel Fischer. Esses curtas foram exibidos em diversos festivais, tais como o Festival Internacional de Curtas de SP, Festival Internacional de Cinema da Fronteira, Festival de Cinema de Gramado, TORÓ, RIOFAN, FIIK, MOUC, LUMIAR, FCBU, etc.

Gabriel Rodrigues

“Nasci e fui criado em São Paulo, sempre rodeado por uma overdose de cores, sons e movimentos típicos de uma grande metrópole. Sempre vi o mundo ao meu redor através dos pequenos detalhes. Enquanto minhas fotos buscam a força na texturas e nos brilho, minhas imagens em movimento tem um fluxo e uma estética, que estão em constante mudança para felicitar cada nova história e os personagens dentro delas.”

http://www.gabrielrodrigues.com.br

Gabriela Barreto Franco

Gabriela Barreto é diretora formada em Imagem e Som pela UFSCar, pós graduada em Gestão Econômica e Estratégica de Negócios pela FGV-SP e sócia da produtora Bela Baderna, que vem se destacando por ser uma das primeiras produtoras a ter um núcleo interno de criação e estratégia. Participou da Casa da Cultura Digital onde coordenou a produção audiovisual do projeto Produção Cultural no Brasil.

Gabriela Greeb

“Gabriela Greeb é autora de trabalhos audiovisuais em diversos formatos. Nasceu em São Paulo, em 1966, estudou Filosofia, Letras e Ciências. Humanas. Durante 12 anos viveu na Europa, onde entrou em contato com o universo cinematográfico. De volta ao Brasil em 2000, criou a HOMEMADEFILMS, uma produtora independente com base nas Perdizes, em São Paulo. Filmografia completa: http://issuu.com/ggreeb/docs/homemade_filmografia”

http://www.homemadefilms.com.br

Gabriela Machado Brigagão

“Diretora e roteirista tem dois curtas “” O Maior Espetáculo da Cidade”” e “”Ballet””, circulando festivais, entre eles “”Harlem Internacional Film Festival””, e o “” Fargo Film Festival””.
Recentemente dirigiu, produziu e editou em parceria com a Roberta Bonoldi o documentário “ A Praia em Atlanta”, sobre as 4 mulheres que conquistaram as primeiras medalhas femininas na história do Brasil nas Olimpíadas. O filme está sendo exibido pela ESPN.”

http://quebraeixo.com

Gabriela Sandes

Roteirista, dramaturga e professora universitária. Doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, com estudo sobre processo de criação no cinema argentino contemporâneo.

Geisla Fernandes

“Geisla Fernandes formou-se em 2011 e conquistou seu registro em direção cinematográfica com especialização em roteiro. Até hoje, exerceu colaboração de roteiro e/ou direção em mais de vinte produções, entre elas, curtas-metragens, documentários, longas-metragens, direção de um longa metragem e os roteiros para a série de TV Mestres do Malte.
Em 2015, co-roteirizou e co-dirigiu o longa-metragem de drama DESAMANTES, em processo de finalização.”

https://www.facebook.com/geisla.fernandes.7

Geraldo da Rocha Moraes

“Formado em Ciências Sociais, Diretor e Roteirista de 4 longas ficção: “”Circulo de Fogo””, “”A Difícil Viagem””, “”No Coração dos Deuses””, “”O Homem Mau Dorme Bem””. Além Documentários e curta-metragens. Foi Secretário do Audiovisual, Professor de Cinema na UNB por 35 anos e da EICTV/Cuba por 4 anos de Roteiro e Direção. Foi também Presidente do Congresso Brasileiro de Cinema – CBC, membro do Conselho do FSA. Hoje é Sócio da Aração Azul Cinema Vídeo.”

http://www.aracaazul.com.br

Getsemane Silva

“Realizador de séries e filmes documentais. Doze anos de experiência como roteirista, diretor e produtor executivo. Já atuou em mais de 30 títulos. Em 2006, foi selecionado para o DocLab, do Festival HotDocs de Toronto. Foi bolsista do Ibermedia, no laboratório de desenvolvimento de roteiro documental. Já recebeu financiamento do FAC-DF, do Funcultura PE e do Prodav. Premiado em festivais no Brasil e no México.”

http://www.olhodegato.me

Gildo Antonio Vicente da Silva

Nascido em Ponta Grossa – PR, graduou-se em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa no ano de 2013. Desde então atuou de maneira independente no mercado audiovisual como editor de vídeo e captador de som. Na carreira já venceu prêmios de documentário em curta metragem, e ensaio fotográficos em concursos regionais.

Giovanna Campos

Atualmente, no processo de finalização de um documentário longametragem, “Zélio”. Produção e direção de filmes institucionais (Bahu, Carola) e campanhas políticas (Eliane Novaes). Cursando curso de Roteiro de Cinema do MIS. Cursos de História da Arte (MIS e MUBE)

Giovanna Consentini

“Giovanna Consentini é jornalista e mestranda de Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos, onde pesquisa questões de gênero no cinema brasileiro. Em 2013, dirigiu o documentário ‘Lado Centro’ sobre a vida de 5 mulheres na luta por moradia digna no centro de São Paulo. Integra a rede Jornalistas Livres.”

http://consentini.persona.co

Giovanna Meschiatti

Estudante de Comunicação Social na Universidade Anhembi Morumbi

Giovanna Pezzo

“Diretora de fotografia formada pela EICTV, em Cuba. Foi selecionada para o Berlinale Talents Guadalajara, encontro de cineastas. Fotografou curtas e longas-metragens, entre eles: La llamada, prêmio de Melhor Fotografia no Festival de cinema de Gramado. Marea, menção honrosa por sua visualidade no Festival 16 BRNO na Rep. Tcheca. Coragem, documentário premiado no Hollywood Independent Documentary Film Award; La tarea, seleção oficial do IDFA.”

http://giovannapezzo.wix.com/giovannapezzo

Giselle Luvison

“Rádio e Televisão – Faculdade Cásper Líbero – 2004 / 2007. – Montagem do programa jornalístico A Liga – transmitido pela TV Band – Montagem e Coordenação de Edição e Roteiro da série de 4 episódios : A Liga – Crônicas de Presídios – Band – Montagem do programa Master Chef – Band – Montagem do reality Negócio dos Sonhos – Discovery H&H
– Montagem do programa O Mundo Segundo os Brasileiros – Band – Montagem do reality show A Fazenda – Record”

Giuilano Ronco

“Professor de montagem na UFSCAR. Produtor/montador do documentário Bugrinos, sobre a história do Guarani F.C. Diretor do filme Pajarito. Produtor do filme Morada. Mestrando na ECA/USP. Cinegrafista do filmes Primeiro Tempo. Montador de filmes etnográficos no LISA USP entre 2004 e 2006”

Giuliana Monteiro

Giuliana Monteiro é roteirista e diretora nascida em São Paulo. Formada em Multimeios pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Giuliana trabalhou como produtora durante 8 anos antes de dirigir seus primeiros projetos. Em 2011, mudou-se para Nova Iorque com uma bolsa de estudos, para cursar o mestrado em roteiro e direção de filmes na faculdade de Nova Iorque. De volta em São Paulo fundou a Elefanti Films, produtora de conteúdo.

http://www.elefantifilms.com

Giuliana Nunez

“Estudou fotografia na Escola de fotografia Portfólio, em 2007. Ingressou em 2012 no curso de Cinema e Vídeo da UNESPAR. Desde 2009 atende o mercado publicitário e projetos independentes como fotógrafa de still e vídeo. Com o seu primeiro curta-metragem em finalização, participou do programa Primeiro-corte no Festival Pirenópolisdoc 2016.”

http://www.giununez.com

Giuliano Rossi

Giuliano Rossi é roteirista e diretor, e um dos sócios fundadores da Toca dos Filmes. Formado em 2005 em cinema pela FAAP, escreveu e dirigiu video-clipes para várias bandas independentes. Criou e dirigiu os videos do canal de Youtube Ao Vivo no Casarão, no qual bandas independentes se apresentam em formato de live sessions e dão depoimentos sobre suas experiências. Atualmente também concebe e dirige videos corporativos com conteúdo deocumental.

http://tocadosfilmes.com.br

Grazie Pacheco

Diretora, roteirista e montadora. No ano de 2016 realizou o documentário As minas na batalha, selecionado para o Festival Visões Periféricas no Rio de Janeiro e Viver é Acreditar II. Em 2015, montou e co-roteirizou o filme Coragem, dirigido por Sebastião Braga, premiado como melhor roteiro no festival Hollywood International Independent Documentary Awards. Participou do Laboratório de Dramaturgia e Roteiro na EICTV e roteiro pelo B_Arco.

Griselda de Carvalho

Cursi Academia Internacional de Cinema

Guilherme Protasio Pacheco de Jesus

“Formação em Radio e Tv pela Universidade Metodista de São Paulo (2012). Trabalhos: Curta “”Ultima Chance”” de Izabel Neiva – Diretor de Fotografia e Editor (2015). DocTv “”Morro mas meu desenho fica – O humor político nos traços de Henfil”” – Cinegrafista. Fishup Produções – Editor (2015). Universidade Metodista de São Paulo – Editor e Cinegrafista (2010)”

Guilherme Tensol

Roteirista-diretor-montador na MAFFIA.io. Recentemente foi premiado pelo Vimeo como TOP 5 videomaker do mundo por seu filme Kite Fight, capa do Jornal The New York Times. Treinado por Fátima Toledo em preparação de elenco, em 2007 participou da equipe vencedora do Festival de Cannes como melhor atriz – Sandra Corveloni pelo longa metragem Linha de Passe, de Daniela Thomas e Walter Salles.

http://maffia.io

Gustavo Carvalho

Formado em Cinema, trabalhei em televisão como motion designer e em produtoras como assistente de direção em publicidade e montador. Sou co-diretor do documentário “Soledade”da Carmela conteúdos, roteirista do curta “Passagem das horas”,de Daniel Torres e montador de “OMSTRAB, 1996-2016”, documentário realizado pela Lei de fomento a dança da prefeitura de São Paulo. Dirigi com o SESC a obra “A grande cidade”(2016), uma exposição video-literária.

Gustavo Zampoli

Gustavo tem 21 anos, é graduado no Curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI. Trabalhou com marketing por 1 ano e como redator publicitário e social media na agência Vivenci Comunicação por 1 ano e 4 meses, e atualmente trabalha como produtor no curso gratuito de cinema “É NÓIS NA FITA” criado pela atriz, diretora e roteirista, Eliana Fonseca

http://guzampoli.wixsite.com/portfolio

Gustavo de Oliveira

Formado em Comunicação social – Midialogia pela UNICAMP, trabalho com edição e motion design em um estúdio criativo de Campinas/SP, e desenvolvo pesquisa de mestrado sobre a representação do montador em Documentários Interativos, no campo das Artes Visuais.

Helena Grama Ungaretti

“1) Assistente de direção na série 171 – Negócio de Família, Prod: Moonshot Pictures. 2) Assistente de direção no longa Pendular (em finalização, D. Julia Murat, P: Esquina Filmes). 3) Dirigiu “”E”” (curta doc, 17min, P: Mira Filmes, 2015). Dirigiu “”De Castigo”” (curta ficção, 21min, P: Massa Real, 2015). 4) “”E”” ganhou prêmio melhor filma mostra Foco – Tiradentes 2015
“”E””ganhou prêmio melhor filme Cachoeira Doc 2015. 5) Graduada Audiovisual ECA-USP”

Heloisa Sales Vasquez da Silva

Recém-formada em Cinema. Apaixonada pelo ato de documentar e, também, por histórias. Como estudante, realizei alguns curtas-metragens e um documentário sobre o fomento de arte nas periferias de São Paulo. Atualmente, estou em pré-produção do meu primeiro documentário fora da universidade. O documentário chama-se Desromantiza e trata da questão da mulher e a violência. O projeto foi contemplado por um edital da prefeitura de São Paulo.

Heverton Lima

Heverton Lima é produtor executivo e sócio da Paideia Filmes. Entre os seus recentes trabalhos estão o premiado curta “Marina não vai à praia” (2014), os documentários “Periferia Trans” (telefilme, FSA/EBC, 2016) e “Abigarrados” (longa-metragem, Fomento ao Cinema Paulista, 2017) e a ficção “Guigo Offline” (telefilme, TV Cultura, 2017). É mestre em cinema e TV pela ECA/USP e possui graduação em Cinema pela UFF e em Economia pela UNESP.

http://www.paideiafilmes.com.br

Higor Rodrigues

Higor é bacharel em Realização Audiovisual pela Unisinos. Em seu trabalho de conclusão de curso, desenvolveu uma pesquisa sobre Documentário Brasileiro Contemporâneo. Participou de mais de 25 curtas-metragens em diversas funções. Como destaque, possui em seu currículo o documentário em curta-metragem “Codinome beija-flor”, que recebeu diversos prêmios no Brasil. Atualmente, trabalha em projetos autorais e no lançamento da produtora Plano Aberto Filmes, na qual é sócio-fundador

Igor Zeredo de Cerqueira

Igor Z. Cerqueira é roteirista cinematográfico, tendo participado da criação de filmes de ficção e documentários. Assina o roteiro dos curtas-metragens “Estive em Brasília, lembrei de você” (2015), de Carla Teixeira, e “Intervenções Urbanas” (2015), de Lorena Figueiredo, dentre outros. É Bacharel em Comunicação Social pela Universidade de Brasília e diplomado em Roteiro para Cinema e Televisão pela Vancouver Film School.

Ilaine Melo

Formação acadêmica – História com Especialização em Antropologia; Pesquisadora – Desenvolveu pesquisas de História Oral com diversas comunidades do litoral de Santa Catarina.
Dramaturga – Realizou várias dramaturgias para grupos de teatro de Santa Catarina. No Cinema realizou cursos de Documentário e cursos de roteiro, com Di Moretti, Eliane Café e Alexandre Stokler, Cristiano Burlan. Está em produção de seu primeiro Documentário – “Lilás”

Isaac Pipano

Isaac Pipano é professor, doutorando da UFF e realizador. Desde 2010 vem trabalhando com o ensino de cinema em vários graus de escolaridade. É coordenador do Filmworks, curso técnico em direção cinematográfica da AIC-Rj. Dirigiu os curtas “Imóvel” (2015), “Berlin” (2014) e “Andante” (2016). Finaliza o seu primeiro documentário de longa-metragem pelo coletivo ApenasBaleia.

Isabela Alzira da Costa Imasato

“Artista marginal, desenvolve trabalhos c/ atriz, dançarina, cantora e produtora cultural. Desenvolve trabalhos audiovisuais com Lufe Bolini e Rogério Ortiz desde 2007. Em 2015 desenvolveu um canal de webtv, c/ transmissão ao vivo realizado em cima de uma bicicleta cargueiro que correu as ruas de SP, numa linguagem transmídia Participou do longa Na selva das cidades, do longa Amor Líquido, atua agora no filme dirigido por Diomedio Piskator”

https://www.youtube.com/channel/UCcEv1joU4BS0JxieHCFPq2Q

Isabella Cavaletti

Isabella Cavaletti, natural de Curitiba, iniciou sua carreira no teatro aos 11 anos de idade. Escreveu e atuou no curta “Dorothy”, produzido por Cavi Borges e exibido na Mostra CineBH em 2014. Atualmente está no segundo semestre do curso Filmworks na Academia Internacional de Cinema; e trabalhando na monitoria do 27• Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo.

Isadora Carneiro

“Diretora do documentário ( em processo) Mulheres da Terra, sobre parteiras tradicionais do Brasil. www.mulheresdaterra.com.br. Assistente de direção Katia Lund em meninos da Vila. Diretora do MAKING OFF do festival Reimagine Rio, da ONG Rise Up and Care, EUA. Fotógrafa de partos naturais. Assistente de Heloisa Passos no projeto de arte de Janaina Tchape, filmado na Amazonia.”

http://www.isadoracarneiro.com

Issis Valenzuela

Issis Valenzuela é produtora e diretora de cinema. É sócia da Tabuleiro Filmes, empresa produtora de longas e curta-metragens. É formada em audiovisual pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo.

http://www.tabuleirofilmes.com.br

Itamar Dantas de Oliveira

Jornalista graduado pela UFJF, pós-graduado no curso Estéticas Tecnológicas pela PUC-SP. Escreve para o site albumitaucultural.org.br sobre música brasileira. Tem artigos publicados em congressos e realizou a pesquisa que embasou o relançamento do raríssimo álbum Tribo Massáhi – Estrelando Embaixador, realizado em parceria com o selo Goma Gringa. Atualmente, desenvolve um roteiro e escreve um livro sobre a companhia de dança afro Brasiliana.

Jader Chahine

“Levante (fic, 23′, 2016). Rua da Solidariedade (doc, 25′, 2015)”

Jairo Neto

Diretor e produtor executivo de conteúdo multiplataforma na d’esquina (www.desquina.com). Co-diretor dos curtas documentais “Eu Sou o Coração do Carnaval” e “Caçadores de Assombração”.

http://www.desquina.cc

Jaqueline Ramos

Reability – canal youtube – Roteiro / Produção / Direção. Not in my neighborhood – documentário co-produção Brasil – Africa do Sul – USA – Pesquisa / Produção. A Grande Viagem – pós-produção – série 13 episódios – Assistente de edição. “Cromossomo F” – 2013 – documentário – Roteiro / Produção. “Táxi Filosofal” – 2011 – quadro semanal do programa “Na Batalha” da TVT São Bernardo – Roteiro.

Jeanne Dosse

“Cineasta e curadora franco-brasileira, mestre em direção de cinema doc pela Univ.ParisVII. Bard College (NY, USA) e pela Univ.ParisVIII. Jana Sanskriti, um teatro em campanha
(França/India, 2005, 52′). Un cercle de connaisseurs (França, 2008, 60′). Do outro lado da cozinha (França/Br, 2013, 40′). Curadora. Em 2014, fundou a Casa do Doc e realizou 2 mostras na Caixa Cultural RJ: Claudio Pazienza, o encontro que nos move e CineDocFr.”

Jeimmy Andrea Villalobos Ramírez

Gestora Cultural e de Comunicação da UN Colômbia. Co-fundadora do coletivo “Cocineras de sueños Ancestrales”. Produtora audiovisual no www.ojoalsancocho.org . Foi arte-educadora voluntária no Museu Itinerante da Comunicação da UFV em 2015. É Professora de criação audiovisual e participou de diferentes processos de educação popular. Foi convidada para ministrar oficinas de cinema comunitário em eventos na Colômbia, Cuba e Brasil.

https://www.facebook.com/cocinerasdesuenosancestrales/?fref=ts

Jennifer Jane Serra

Jennifer Jane Serra é graduada em Comunicação Social pela UFBA e mestra em Multimeios pela UNICAMP. Realizou estágio de pesquisa no exterior no IRCAV/ Université Sorbonne Nouvelle – Paris 3 com financiamento FAPESP. É doutoranda em Multimeios na UNICAMP e bolsista de doutorado FAPESP. Tem experiência na área de produção cultural e edição de vídeo.

Jessica Mota

Jessica Mota, 25, é jornalista (Mackenzie) e tem pós-graduação em Estudos Brasileiros (FESPSP). É co-diretora do filme curta-metragem “Beiradão/Hup Boyoh” (2015), lançado pelo Canal Futura. Foi uma das dez pessoas selecionadas com um projeto de documentário para a primeira Oficina de Documentário oferecida pelo Ateliers Varan (França) no Brasil. O trabalho na oficina gerou o projeto atual de “Caminhos do Rio”, filme sobre a juventude indígena.

Jessé Giotti

“Jessé Giotti. Trip TV – Editora Trip (atualmente). Editor. TV Folha – Folha de São Paulo. Repórter. Cinema. Making Of – curta-metragem – 2009 (ficção). O lorde do samba – curta-metragem – 2014 (documentário)”

http://cargocollective.com/jessegiotti/Jesse-Giotti

Jo Serfaty

Jo Serfaty é diretora, roteirista. Dirigiu cinco curtas; o documentário “Confete” com Mariana Kaufman ganhador do prêmio de melhor direção no FEMINA 2013. Em 2013 realizou o curta de ficção “Sobre a mesa”, o curta “Peixe” dirigido junto com Diogo Oliveira, Peixe e Imóvel. Está finalizando seu novo filme “A ilha do Farol” com Mariana. Foi contemplada no Rumos Itaú Cultural para realizar o projeto Diário de férias.

Joana Resek

Graphic designer and illustrator from São Paulo, lived in Belo Horizonte, Barcelona and Paris. Graduated in graphic design at Escola de Design/UEMG, has two master’s degrees in art, design and new technologies, from Paris 8 Saint Denis University, Paris, France and from Media Center of art/ESDi, Barcelona, Spain. After eight years in Europe, currently lives in São Paulo and works with illustration, graphic design, video and animation projects.

http://www.joanaresek.com

Joaquim Carriço

Formado em Publicidade e Propaganda com especialização em Produção Executiva pela AIC, iniciou sua carreira como editor de imagens. Atuou como produtor de campo e operador de switcher e, em agências de publicidade, atendeu clientes como a FIAT, Reckitt Benckiser, Nextel, Coca-Cola, Natura, TOTVS e Philips. Atualmente é Produtor Executivo com foco em conteúdo e entretenimento.

http://www.estudiomol.tv

John John Valle

“EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL. 2016 Diretor Documentário A Luta de um Homem Só. ESPN/Memória do Esporte Olímpico. Zola Produções. Diretor/DP. Diretor“Quebra Cabeça” programa Canal GNT.2011 Montador“Laura” Documentário de Fellipe Barbosa .2010 Diretor Pronto para ser campeão”, Globo Esporte DVD.2010 Diretor “9714/98 Penas Alternativas” Documentário (71 min) Selecionado pelo Festival do Rio.”

http://www.johnjohn.tv

José Bezerra de Miranda

Graduado em jornalismo, morou no Rio de Janeiro, onde trabalhou em diversos veículos de comunicação como jornalista. Estudou cinema na Itália e atualmente vive em São Paulo, onde atua como documentarista e filmmaker freelance, fazendo trabalhos audiovisuais para TV, Cinema e Internet. Produz trabalhos também na área de direção de imagens e fotografia. O seu último filme é o doc “O Cheiro de Zattar” (2015).

José Rafael Mamigonian

Graduou-se em Cinema na ECA-USP. Trabalhou em diversas produções como fotógrafo, montador e operador de câmera. Produziu e dirigiu os documentários “Seo Chico, Terra e Alma” (curta, 1998) e “Seo Chico, um retrato” (longa, 2005) e “Franklin Cascaes” (média, 2008), entre outros. Seu mais recente trabalho é o longa metragem “A Boca de Ody”, sobre o diretor e roteirista Ody Fraga, ainda inédito.

Joyce Rossi

Atualmente faço graduação no Curso superior do Audiovisual, da ECA USP. Pesquiso o cinema de Werner Herzog sob orientação de Cecília Mello no projeto ‘Werner Herzog: Construindo Miragens’. Faço estágio no Núcleo de divulgação Científica da USP sob coordenação da jornalista Mônica Teixeira. Já realizei trabalhos como montadora, fotógrafa e roterista na faculdade. Me interesso profundamente por documentários e pretendo trabalhar na área.

João Paulo Bocchi

“Rua da Solidariedade (doc, 25 min., 2015). Levante (fic, 23 min., 2016)”

Juarez Malavazzi Jr.

Sou paulistano. Em 86 larguei a Engenharia e fui para a Europa. Em 91 me formei em produção e direção de Cinema e TV na New York University. No cinema já trabalhei como 1st AD em filmes de longa metragem e publicitários para os diretores Fernando Meirelles e Caito Ortiz para citar dois. Co-dirigi e fotografei o documentário Caminhoneiros (2007), Seleção Oficial 31ª mostra de Cinema De São Paulo Foi produtor executivo da MovieArt e Prodigo Films

http://www.juarezmalavazzi.com

Julia Almeida Alquéres

“É roteirista e professora. Estuda poesia e cinema no mestrado em Teoria Literária na Usp, ministra oficinas de cinema, literatura e mídia em cursos livres, e escreve roteiros por encomenda. Colaborou com Que Talento!, série da Disney Channel criada e produzida no Brasil. É uma das autoras do livro 21 poetas de hoje em (dia) nte (Letras Contemporâneas) e do documentários Estão voltando as flores, sobre soropositivos com mais de 50 anos.”

Julia Gabriela Pedroso de Almeida

FORMAÇÃO: Cursando Licenciatura em Belas Artes na UFRJ. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL: Produtora Em Movimento. 2014-2016. Técnica em Audiovisual. Captação de imagens (Câmera); Fotografia e Edição de filmes. Festival Intersessão. Período:2015-2016. Organizou festival de cinema independente no RJ. Filmes: Cabo do Mar. Diretora. Selecionado para o MOZFEST, Londres, 2016.

Julia Mi Na Wu

Formada em ADM pela USP. Trabalhou como pesquisadora na McKinsey & Co entre 2011 a 2015. Em 2015, iniciou seus estudos em cinema e realizou seu 1o curta “O Espelho”. Em 2016, ingressou no curso técnico de Direção Cinematográfica da AIC e no curso “DOC p/ TV e Cinema na B_arco”. Entrou no Fest. do Minuto 2016 com seu curta “Meu nome é Jéssica”. Atualmente, produz seu DOC, “Vão Aberto”, sobre acessibilidade cultural p/ pessoas com def. física.

Julia Pechman

“Formação acadêmica: Bacharel em Rádio/ TV – UFRJ e Cinema Paris VIII. Experiência profissional: Conspiração filmes: série de televisão – Superbonita. Enigma Filmes: Longa documentário – Child of Nature. LcBarreto: Longa documentários, institucionais, promos. Rede Globo/Fantástico: série reality sobre educação pública. Traquitana filmes: série de televisão – Que Marravilha. GNT: série de televisão – Menu confiança”

Julia Peres

Atriz, diretora e roteirista. Direção e roteiro curta animação ‘Prelúdio ‘, ganhador do edital Carmen Santos de Cinema de Mulheres 2014 e Prêmio Estímulo exibido na Mostra Edital Carmen Santos de Cinema de Mulheres em Brasília, março de 2016.

Juliana Borges

Juliana Borges é documentarista e trabalha com direção, roteiro e pesquisa.

Juliana Brombim

Mestre em cinema documentário pela FUC, Argentina. Atua como produtora audiovisual independente.

Juliana Levy

Juliana Levy trabalha desde 1997 como montadora/editora de cinema e televisão. Em cinema montou os filmes O Absolutismo das Coisas, média metragem, 2012 e Tango, curta metragem, 2013. Editou todas as temporadas dos programas de televisão, Curta STV, Faixa Curtas, entre outros.

Juliana Lopes

“Sou formada em Comunicação Social (Rádio e TV) pela Universidade Anhembi Morumbi. Tenho experiência em eventos culturais, assessoria, produção de conteúdo, novas mídias, festivais e fui Produtora na Animagem Vídeo & Web, onde auxiliei no desenvolvimento dos projetos, contratos, orçamentos, contato com clientes, demanda de produção, pesquisas de locações, etc. Atuo na produção dos projetos audiovisuais independentes do coletivo UCI.”

Juliana Munhoz

Formada em Cinema pela FAAP e em Londres pela Film School, foi responsável pela montagem de programas de televisão, curtas e longas-metragens, como: “Pitanga” (documentário), dirigido por Beto Brant e Camila Pitanga, “Cantoras do Brasil” (série de TV), “Se Cria Assim” (série documental), dirigidos por Beto Brant, Claudio Assis e Walter Carvalho, “Borscht – Uma receita Russa” (documentário), de Marina Quintanilha.

http://juliny.wixsite.com/portfoliojm

Juliano Lueders

Juliano Lueders é produtor e diretor. Seus trabalhos na área de cinema já foram apresentados em festivais internacionais, incluindo o Festival de Edimburgo, Portobelo FF, Soho Rushes e Egito. Possui pós-graduação em Cinema e Documentário pela Fundação Getúlio Vargas e é graduado em Filme&Video pela University of the Arts London. Filmografia: This Life (Lyttania Shannon), NYC@Wapping with Magnun Photos, Forests Forever (UN/GEF), Familiar Faces.

http://www.vozesnosilencio.com

Julio Matos

Julio Matos é formado em Sociologia pela Unicamp e é mestre em Media and Communications na Goldsmiths – Univestity of London. Dirigiu diversos curtas, entre eles: Saudade, video-cartas para Cuba (2005), Rotas Recriadas (2004), Olhos Negros: compartilhando imagens (2003). Seu primeiro longa-metragem, Cartas para Angola foi premiado no Brasil, em Angola, Portugal e Bélgica, além de fazer parte da grade de programação do SescTV e Canal Curta.

http://www.laboratoriocisco.org

Jun Sakuma

“Jun Sakuma é formado em cinema pela FAAP e pela New York Film Academy. Em 2010 dirigiu o curta-metragem “”EDS – Uma viagem com os Expedicionários da Saúde no Coração da Amazônia Brasileira” que inspirou o longa-metragem “Médicos da Floresta”, produzido por sua produtora Bravo Cinematográfica em 2014. Destacam-se em sua filmografia a ficção Citando Borges e o documentário Snap, sobre o fotógrafo de moda Haruo Kaneko.”

Juvenal Pereira

A partir de 1970 atua como fotojornalista. Mentor do Mês Internacional da Fotografia em São Paulo; representou o Brasil no Mois de la Photographie em 1992. Entre 2010 e 2014, cursou diversas disciplinas no Programa Universidade Aberta da Terceira Idade na USP Universidade de São Paulo. A convite da SBPC foi palestrante em 2014 e 2015. Documentou os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas em Palmas – TO. Cria e desenvolve projetos culturais.

Júlia Balista

Publicitária formada pela PUC-SP, trabalho como redatora de peças para web e animações – além dos projetos pessoais sobre séries e documentários. Esse ano participei da oficina de curta digital na Mostra de Cinema de Tiradentes e sempre faço cursos livres sobre roteiro, produção e etc. Descobri que minha real vocação é trabalhar com documentário e por isso quero conhecer e aprender com referências do mercado.

https://www.youtube.com/channel/UC-Pclok3yeONBZ77vikIY5A

Júlia Bezerra Salamé

Desde 2011, trabalho com imagem – movimento, cor e áudio – no processo de montagem de vídeos. Decupagem de materiais brutos, desenvolvimento de roteiros, contação de histórias.

Karen Yui Sagawa

Ensino Médio Completo – ETESP. Primeiro ano de Graduação em Letras – USP. Quarto Semestre no Técnico de Produção de Áudio e Vídeo – ETEC Jornalista Roberto Marinho

Karina Martins Santos

“Karina Martins Santos – 19 anos. Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi – 4° Semestre.”

Karla Díaz Montalba

Talca, Chile, 1987. Documentalista egresada de la Universidad de Chile y de la Escuela de Cine de San Antonio de los Baños, Cuba. Docente de cine y fotografía con 5 años de trayectoria. Directora de reconocidos documentales como: “El pasar de Erica” (2011), “Manos tejedoras” (2013), “La dama de la percusión”(2014). Actualmente se desempeña como productora local en “Miradoc” y directora del proyecto “Cinespacio” en Talca.

https://vimeo.com/user1095573

Karla Meneghetti Vaz da Costa

Karla Meneghetti Vaz da Costa- 1975, Franca –SP. 1998,Comunicação Social na ESPM. “”Iluminação Cinematográfica/Waldemar Lima””. “Construção e Acompanhamento de Projeto Fotográfico””/Alexandre Belém“ ,””Imagem na Superfície”/Carlos Fajardo. “”Fotografia Africana””/Juvenal Pereira. Desde 2000 no mercado cinematográfico. “Fragmentos de um Si” (Prêmio Funarte 2013); Dir. Fotografia nos Docs: “Clandestinas”, “”Ayurveda, a cura possível””, “” 3Jóias””

Karoline Maia Mendes Pardinho

“FORMAÇÃO ESCOLAR. Rádio e TV – Universidade São Judas Tadeu. EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL. – Direção de Arte – Curta Metragem “”Camaleões”” – Repórter – Antenas CBN, em São Miguel Paulista – Repórter videomaker na Énois Inteligência Jovem – Câmera – Documentário “Ônibus Hacker, Ah se eu fosse ficção” – Câmera – Documentário “Menino Deus” – Câmera e edição – Websérie Imagina na Copa – Videomaker – Imagina Coletivo”

Kevin Assunção Damásio

Jornalista de 23 anos baseado em São Paulo, Brasil. Focado em questões socioambientais e de direitos humanos, abordadas. Editor assistente da Revista Hardcore, de surf, e escritor colaborador das revistas Go Outside, National Geographic Brasil, Huck (Inglaterra), Planeta e Runner’s World Brasil. Atualmente, estudo documentário na Academia Internacional de Cinema e dirijo o filme Al Janiah.

Lais Vitória

Sou estudante do curso de bacharelado em Audiovisual do Centro Universitário Senac. Participei do curso de produção da AIC – Academia Internacional de Cinema. Na faculdade participei de três curtas-metragens de ficção, uma web-série, e atualmente estou desenvolvendo um projeto de documentário com título “De Cor”, cujo tema é a mitificação da democracia racial no Brasil.

Laura Artigas

Diretora, roteirista e pesquisadora. Cursou a especialização “Escribir Cine” em Buenos Aires (ministrada por Juan José Campanella e pela roteirista Aída Bortnik). Trabalhou em programas de TV para os canais GNT, E!, Discovery, Band. Atua como jornalista. Publicou na Vogue, Trip, Elle, Etiqueta Negra (Peru), entre outros. Escreveu e dirigiu o documentário “Vilanova Artigas: O Arquiteto e a Luz“, premiado no Arquiteturas Film Festival Lisboa.

http://lauraartigas.com.br

Laura Barroso Pechman

“Graduação em cinema na Universidade Paris VII. com parte na Universidade de Bologna. Especialização em documentário na Universidade Nova de Lisboa (em curso)”

Laura Futuro

“Laura começou a trabalhar com coordenação de finalização em Roma, no International Herald Tribune Television (IHT-TV). Voltou ao Brasil pra trabalhar na produtora Zeppelin, na coordenação de finalização. Em 2007, mudou-se para São Paulo para cursar “Pós- graduação em Produção Executiva e Gestão de TV”, na FAAP. Passando produtoras, além de trabalhos para produtoras independentes independentes. Em 2014 funda a Lilit Laboratório Digital.”

http://www.lilit.com.br

Leandro Cordeiro

Leandro Cordeiro é formado em Cinema pelo Centro Europeu em Curitiba Paraná. É diretor, documentarista e sound designer na produtora Café Preto Filmes. Seu último filme Renascer foi exibido em diversos festivais em 6 países como: FICMA na Espanha, WaterDocs no Canadá e Cineeco em Portugal.

http://cafepretofilmes.com.br

Leandro Freire

Empresário, formado em Comunicação em Multimeios pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós-graduado em Mídias Interativas pelo Senac de São Paulo. Trabalha com produção de web e apresentações multimídia desde 2001 e vídeos institucionais e coorporativos desde o ano de 2006. Produziu os documentários “Mulheres nos Anos de Chumbo” (2014) e “Comissão da Verdade” (2016). Atualmente cursa MBA em Cinema, no LA Film Institute.

Leandro Neves

Fotógrafo de Still

http://www.leandroneves.com

Leandro Pinho Generoso

Sou produtor independente. Atuo em produções ficcionais , documentários, eventos sociais ou corporativos. Acredito que além de entreter, a comunicação é instrumento fundamental de aprendizado. Faço dela um meio de transformar o mundo.

https://trampos.co/leandropinho

Leonardo Coffani dos Santos Sabanay

“Sou estudante (sétimo semestre) do curso de Bacharelado em Audiovisual – Senac Santo Amaro. Dentro do percurso acadêmico desta graduação, fiz captação de som no curta-documentário Do Portão Pra Fora e atualmente me insiro na direção de um projeto de documentário.”

Leticia Fiochi

Sou formada em Ciências Sociais e Jornalismo, trabalho como produtora ha 8 anos e há 1 ano com Cinema, participei da produção de três longas e uma série para TV. Tenho um projeto de Documentário sobre a Arte como ferramenta no processo de luto e no momento busco referências e novos olhares para a elaboração e amadurecimento do trabalho.

Leticia de Oliveira Costa

Jornalista e radialista com especialização em documentário pela Flinders University (Austrália), trabalha com jornalismo cultural desde 2005. Foi repórter e editora na TV Cultura nos programas Entrelinhas (sobre literatura) e Pré estreia (concurso com jovens intérpretes da música clássica brasileira). Na Flip (Festa Literária Internacional de Paraty) atuou como coordenadora editorial por dois anos e desde 2015 é coordenadora de comunicação.

Letícia Figueiredo Bina

“Estudantes do curso de Bacharelado em Audiovisual, atual oitavo semestre. Assistente de edição na empresa The End – Pós Produção e Finalização desde 2014.”

Lia Kulakauskas

Formou-se pela ECA – USP em Audiovisual. Foi roteirista do programa “A Liga” e escreveu o curta-metragem “De Castigo” (Prêmio de Público na Mostra Tiradentes). Dentre seus trabalhos como montadora destacam-se “E” e “O Castelo”, curtas documentais premiados e o longa “Banco Imobiliário” (dir. Miguel Antunes Ramos). Atualmente dirige a série “Viagem de Bolso”, sobre literatura contemporânea brasileira.

Lili Fialho

Olá, meu nome é Lili Fialho. Trabalho com cinema há 10 anos. Atualmente eu me divido entre trabalhos como primeira assistente de direção e projetos autorais que eu dirijo. Recentemente lancei uma série de cinco documentários na cidade do Rio de Janeiro. Eu dirigi os filmes em parceria com a Katia Lund. Tenho muito interesse em me aprofundar na linguagem documental. Adoraria poder participar esse ano. Obrigada

Loide Almeida

“Trabalhei na produção para o projeto “Os Árabes e a 25 de março. Na produção e criação do roteiro em grupo na Web Série Superação no Episódio 1, Episódio 2 , 3 e 4 como assistente de direção. Assistente de Produção e Assistente de Direção no Documentário: Ordalina, eu sou o Povo. Projeto contemplado pelo edital 01/2015 0 Fundo Municipal de Cultura de Diadema”

Louis Robin

Louis Robin trabalha com cinema desde 1996. Como técnico de som direto já trabalhou em quase 30 filmes de longa metragem, com vários diretores como Beto Brant, Claudio Assis, Lina Chamie, Paulo Sacramento, José Eduardo Belmonte, entre outros. Entre 2011 e 2012, escreveu, produziu e dirigiu o curta-metragem O Absolutismo das Coisas. Em 2013 finalizou um projeto iniciado em seu curso de formação, em 1996, na F/V&A de Nova Iorque: o curta documentário Tango.

Lucas Carlini Lespier

Editor e documentarista com obras em festivais como Raindance e American documentary Festival, Lucas hoje desenvolve pesquisa sobre junto a Semiótica da PUC-SP. Faz parte dos coletivos Abuela e Quarta Pessoa, onde trabalha em parceria com diversos artistas com os limites do audiovisual, arte generativa, performance e artemídia. Contando com obras junto ao SESC, Prefeitura de São Paulo, na galeria digital do SESI-SP e outras instituições.

Lucas Gonçalves de Souza

“Formação: Audiovisual. Centro Universitário Senac São Paulo, previsão de conclusão em 2018. Experiência Profissional: 2012-2013 – Cristal Auto Vidros. Cargo: Auxiliar administrativo
Principais atividades: Catalogação, televendas e arquivamento. Qualificações e Atividades Complementares. Estudante de Audiovisual, estou em constante trabalho com produções de curta metragens, sendo um destes selecionado para o Festival Kinoforum 2016.”

Lucas Haas

Formado em cinema pela FAAP – Fundação Armando Alvares Penteado. Passagem por produtoras Paranoid e Talk filmes e atualmente dirige e produz na produtora volt filmes.

Lucia Razera

Desde 2007, produção curta ficção “Los poseídos”; Prod Exec. documentário “Virada Cultural de SP”; Curta “O que a gente escolhe”- documentário artista plástica Amélia Toledo; 2013-curso produção Executiva AIC; 1AD 6 mini docs para Ambev; Prod. Exec. doc banda Bixiga70; 2 AssProdExec longa ficção “O amor da trabalho” de Alê Mchaddo.

Luciana Denjulio

Sou Licenciada em Letras, estudei cinema na Argentina e atualmente me dedico à pesquisa acadêmica. Realizei curtas-metragens como diretora, produtora e roteirista e agora preparo o roteiro de um documentário que foi premiado pelo PROAC-SP para desenvolvimento de projeto.

Luciano Pérez Fernández

Diretor,fotógrafo e produtor. Sua última reportagem documental, “Os boias-frias do futebol”, foi eleita melhor filme no Cinefoot 2015 e no Football Film Festival Australia 2015.No youtube, dirigiu MottaandKisser Project, para o Rock in Rio, e a série de vídeos do novo cd do músico Ed Motta.É diretor e produtor do canal Quem Nunca, no youtube, voltado para o público adolescente, com 430 mil inscritos e mais de 27 milhões de visualizações.

Lufe Bollini

Dirigiu 4 curtas metragens; “Os Boçais” foi premiado em 2009 como melhor curta universitário de ficção no Gramado Cine Video. Em 2012 lançou o “Confissões de um Ex- Astro Mirim” e em 2013 o curta uruguayo feito no celular chamado “Toda La Puta Vida Igual”. Em 2016 lança o curta que é uma imersão em uma ocupação artística em sp; “Fantasma Da Saudade no Vale Da Morte” que foi premiado em Portugal como melhor curta Underground no Festival Lisbon.

http://lufebollini.com/

Luisa Mello

Sou formada em cinema pela PUC-Rio. Estudei documentário na Escola Internacional de Cinema e TV (EICTV), em Cuba. Dirigi o curta “Palhaços não choram” (Première Brasil-Festival do Rio); dirigi a fotografia do longa “Eu não faço a menor ideia do que tô fazendo com a minha vida” (circuito nacional de cinema); dirigi os curtas documentários “Somos Franceses”, “Achados e Perdidos” e “Canto” que circularam por festivais no Brasil e no exterior.

http://luisaademello.wixsite.com/luisamello

Luiz Ferraz

Diretor de filmes documentários para cinema e TV. Seus trabalhos mais recentes foram o documentário “Miller & Fried – As Origens do País do Futebol” (75′), coprodução com a Globo Filmes e Globonews, a série documental “Histórias Extraordinárias Brasil”, e 2 temporadas da série factual “Mundo Selvagem” ambos para o Natgeo. Dirigiu documentários exibidos e premiados no Festival do Rio, É Tudo Verdade, DOCSDF, Karlovy Vary, Gramado, entre outros.

http://www.oleproducoes.com.br

Luiza Marques da Costa

“Luiza roteirizou e dirigiu o documentário “Leva”, ganhador do edital do Canal Futura, que ganhou prêmio de melhor filme na categoria “Social Issues/Current Events” no New York Festivals International Television & Film Awards. Em 2012 uniu-se ao Tiago Pinheiro e juntos abriram a Frontera Filmes, onde atua como produtora executiva. Juntos produziram “Trabalho”, documentário; “Eu vou me piratear”, e outros.”

http://www.fronterafilmes.com

Lyana Peck

Formada em Comunicação Social – Rádio e TV pela UFRJ. Atualmente é aluna do curso de mestrado em Estudos Contemporâneos das Artes na UFF. Foi aluna na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (RJ), onde posteriormente atuou como professora convidada de edição no curso de videoarte. Trabalha com documentários desde 2007 e desde então já montou três longa-metragens, dois médias e diversos curtas documentais.

http://www.vimeo.com/lyana

Lísias Paiva

Responsável pela equipe de produção de conteúdo editorial textual e visual para as redes sociais do banco Itaú.

Lúcia Veríssimo

+ d 30 projetos TV, 7 filmes atriz.Fundou Canela Prod. Art. prod espetáculos teatrais, Musicais, pgm p/ TV e Cinema.Peça USUFRUTO,como prod, atriz e autora indicada premio d melhor atriz e autora.Formada jornalismo, avid Edition American University, Final Cut, Premiere, Dir de fotografia e Cinema Dig. Premio New York Festivals c/ doc TERRA BRASIL e finalizando doc EU, MEU PAI E OS CARIOCAS – 70 anos de música no Brasil prod, diretora e roteirista

http://www.luciaverissimo.com

Madiano Marcheti

Madiano Marcheti tem 27 anos, é formado em cinema pela PUC (Pontifícia Universidade Católica). Em 2013, ele realizou o curta de ficção “Vácuo”, em 2014 dirigiu o documentário “Travessias” e a ficção “O Lugar Mais Frio do Rio”, com o qual recebeu Menção Honrosa no 7º Festival Janela Internacional de Cinema de Recife e integrou a programação do Cinélatino, 27èmes Rencontres de Toulouse de 2015.

Magda Sena Jamel Edin

Magda Sena é administradora, gestora de projetos -PMP. Já trabalhou em bancos e consultoria de empresas. Atualmente está a frente da gestão de projetos audiovisuais da Actor Audiovisual, empresa de Brasília que está iniciando no segmento de produção audiovisual e documentários na área de ciência e espiritualidade. No momento está na gestão do documentário “Uma Heroína Silenciosa”, em parceria com a Mundo Maior Filmes e Estação Luz Filmes.

Maira Buhler

Maíra Bühler é co-diretora três longa-metragens: Elevado 3.5 (Melhor Filme Longa Metragem no festival É Tudo Verdade, 2007). Ela Sonhou Que Eu Morri (melhor direção no festival de Paulínia, 2011 e no festival Viña Del Mar, Chile, 2012; Melhor fotografia festival de Curitiba, 2011). E “A Vida Privada dos Hipopótamos (Melhor Montagem, no Festival do Rio, ; Prêmio da Crítica e montagem no Cine-Ceará, Melhor Filme júri de Cineclubes, Festival de Cinema Luso-Brasileiro.

Manoela Meyer Soares de Freitas

Manoela Meyer trabalha como freelancer em projetos audiovisuais, atuando nas áreas de produção, captação e edição. É graduada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo e em Ecologia pela Universidade Estadual Paulista. Cursou “Teatro, Filme e Mídias” na Goethe Universität (Frankfurt, Alemanha) e “Direção de Fotografia” na Academia Internacional de Cinema (São Paulo).

http://www.manoelameyer.com.br

Manoela Ziggiatti

Manoela Ziggiatti é documentarista e montadora graduada pela EICTV, Cuba, com especialização em documentário pela Salford University, Inglaterra. Anteriormente, se formou em Jornalismo pela USP. Em 2012, estreou seu primeiro documentário longa-metragem, Pulsações. Vive em São Paulo, onde é sócia da Avoa Filmes desde 2004. Integra o Coletivo Vermelha, que pesquisa e desenvolve ações sobre a participação e representação da mulher no audiovisual.

Marcel Rodrigues Rocha

“Estudei audiovisual no Centro Universitário Senac e comecei a atuar no mercado audiovisual na produtora Colmeia. Em paralelo, desenvolvi um trabalho de produção independente de documentário. O documentário “”Eu Sou o Coração do Carnaval””, exibido em mais de 12 festivais (incluindo In-Edit Brasil e Festival Mimo de Cinema) é fruto desse trabalho independente. Atualmente curso ciências sociais, buscando um complemento que julgo essencial para mim.”

Marcelo Aulicino Andrade

Diretor artístico do In-Edit Brasil, Festival Internacional do Documentário Musical.

http://in-edit-brasil.com

Marcelo Engster

“Montador e diretor cinematográfico. Formado em Comunicação pela Universidade Federal de Santa Maria. Estudou cinema na Escola de Cinema Darcy Ribeiro e nas oficinas do Cinemaneiro e do RECAM (Paraguai). Já dirigiu 11 curtas e 2 webséries. Seus principais trabalhos são os curtas “Guia Prático Para Escolher o Sofá dos Seus Sonhos” e o documentário Sementes. Integrante dos coletivos Peleja Filmes, Traço Coletivo e Pão Com Ovo Filmes.”

http://www.marceloengster.com.br

Marcelo Paes Nunes

“Montador cinematográfico. A partir de 2008 atuou em vários projetos de longa-metragem do cineasta Cristiano Burlan e sua produtora Bela Filmes. Entre eles, O Homem da Cabine, Sinfonia de um homem só, Cuipiranga e Amador. Atualmente está montando um projeto de longa-metragem de ficção dos diretores Fábio Zanoni e Rafael Nobre. Estudou no Senac/SP e na Academia Internacional de Cinema – AIC/SP, onde dirigiu uma trilogia de curtas-metragens.”

Marcelo Perri

Engenheiro de formação, cineasta de vocação, pós graduado em gestão cultural. Produtor e roteirista de vários curtas na região da baixa mogiana. Atua como membro do conselho municipal de cultura desde 2014.

Marcia Mansur

Mestre em antropologia, produtora executiva de documentários e festivais. Atuou na coordenação acadêmica da UnionDocs (Brooklyn – NY), plataforma colaborativa de produção de documentários. Dirigiu Olaria Cultural, série de 15 documentários para TVs obre mestres da cultura popular de Pernambuco. Co­diretora do projeto Som dos Sinos, documentário transmídia sobre patrimônio imaterial brasileiro. Dirigiu premiados documentários de curta metragem.

https://vimeo.com/marciamansur

Marcos Fabricio Souza Machado

Bacharel em Gestao de Politicas Publicas

Marcos Rogatto

Jornalista, Antropólogo e Mestre em Multimeios, atua em produção de vídeos desde 1986, quando foi repórter da TV Globo. Fundou a segunda produtora de vídeos do interior de São Paulo, na cidade de Campinas em 1987, e conseguiu se manter no ar por seis meses. Participa do Grupo de Estudos de Novas Narrativas da Aberje e realiza documentários e vídeos corporativos.

http://www.vistamultimidia.com.br

Marcos Yoshi

“Formado em Audiovisual pela Universidade de São Paulo, dirigiu os curtas-metragens ficcionais Aurora (2010), Acordairis (2011) e Quando o Céu desce ao Chão (2012). Dirigiu a videodança Possíveis Encontros (2011). Foi diretor de fotografia dos filmes de longa-metragem documentais Travessia (2012) e Entre Tempos (2012). Atualmente realiza mestrado na ECA-USP, onde pesquisa o filme-ensaio.”

Marcus Soares

“Marcus Soares é graduado em Propaganda e Marketing com ênfase na área criativa pela FACAMP em 2013 e possui extensão em Roteiro para Série de TV pela AIC de São Paulo. Atualmente, trabalha como redator publicitário na Garage Interactive Marketing e já atendeu: Banco do Brasil, CI, Sadia, Perdigão, Batavo, Mundo Verde e outros.”

http://cargocollective.com/marcusoares

Maria Das Neves Martinez Pardo

Fiz Rádio e TV na ECA/USP e Jornalismo. Trabalhei 15 anos na TV Cultura como diretora de programas infantis: X-Tudo, Castelo Rá-Tim-Bum, Movix. Criei a série “Galera!” e escrevi roteiros p/ outros programas. Desde 2004 na TV Record, fui diretora de externa, roteirista e editora do Domingo Espetacular e Câmera Record, onde dirigi, roteirizei e editei documentários, pelo Brasil e exterior. Fui editora-chefe do Jornal da Record News.

Maria Julia Bottai

Formada em Economia (USP/1999), trabalho há mais de 10 anos na área audiovisual. Sou pesquisadora e roteirista especializada em não-ficção, com foco em temas sociais. Desenvolvi conteúdo para documentários, séries e programas para canais como HBO, Globonews, Arte, TNT, Discovery H&H, BAND, Combate, BBC e Al Jazeera, trabalhando em produtoras brasileiras (Academia de Filmes, Grifa, Prodigo, Eyeworks, Mixer) e produtoras internacionais.

Maria Lopes

Roteirista de 4 projetos aprovados no FSA/Ancine: séries de ficção científica Entre Nós (Guerrilha Filmes/Immagini-Prodav04-2015); e de documentário O Ambientalista (Guerrilha Filmes-Prodav01/2013); Veredas do Brasil (Vaca Amarela/CineBrasilTV): e Cientistas Brasileiros (Immagini-TVsPúblicas Sudeste/2016). Produção e direção dos curtas Benzedeiras e Marias, com Sílvia Godinho e Cristina Maure. Freelancer da Conspiração Filmes.

Maria del Mar Valenzuela

“Maria del Mar da Silva Valenzuela. Rua Marcílio de Sá, 130. Butantã – São Paulo – SP. Cel.: (11) 97417-0460. E-mail: mariadmvalenzuela@gmail.com. CARGO ATUAL: Assitente de Produção Executiva na Produtora Tabuleiro Filmes. FORMAÇÃO: • Graduação em andamento (6oano) no curso de Geografia da Universidade de São Paulo (USP), com previsão de término para final de 2017. • Ensino Médio no Colégio Equipe. Conclusão em 2009.”

Maria do Carmo Reali

“Professor frances – particular – varias escolas de lingua – escola de aplicação. – Aliança francesa. – Universidade Federal de Fortaleza. Mestrado em Semiotica _ Ecole Pratique de Hautes Etudes -Paris”

Mariana Cagnin Herrera

Sou estudante de audiovisual do centro universitário Senac, estando no 8o semestre. Atualmente trabalho como assistente de edição na The End trabalhando em produções voltadas a televisão e ao cinema. Pretendo continuar seguindo na área de pos produção para cinema e televisão. Fiz a montagem de um curta documentário no 6o semestre do curso de audiovisual chamado “Eu vou botar criança na cabeça de vocês”.

Mariana Kaufman

Mariana Kaufman é cineasta carioca, sócia da Fagulha Filmes. Graduou-se em Cinema, estudou roteiro na NYU e é mestranda em Literatura na PUC RJ. Colaborou 3 anos com Sandra Werneck em roteiro e direção. Realizou curtas como “Confete”, “Natureza Morta”. Foi contemplada na Riofilme com “A ilha do Farol” (inédito) e “Fotossíntese” (pré-produção). Escreve a série de ficção “Notívagos”, contemplada no FSA e desenvolve o doc “Vovó quer conhecer Fidel”.

http://www.fagulhafilmes.com.br

Mariana Lacerda

É documentarista, mestre e História da Ciência pela PUC-SP. Integra o Núcleo Criativo de Roteiros Cinemascópio, Recife. Dirigiu os filmes Menino-aranha (2008), A Vida Noturna das Igrejas de Olinda (2012), Pausas Silenciosas (2013), Baleia Magic Park (2015) e Deserto (2016, para Aparelhamento/Ocupação Funarte/SP). Diretora da série documental Expresso – direção geral de Hilton Lacerda.

Mariana Moraes

Formada em Audiovisual pela ECA/USP. Trabalho atualmente na Maria Farinha Filmes como assistente de edição e finalização.

Mariana Quartucci

Atuação como assistente em produção, pesquisa de imagem, roteiro e direção de 2005 a 2012, para Estate Produções. Mais recente trabalho foi para a série documental Galáxias: olhares sobre o Brasil, de Isa Ferraz, para a TV Sesc, como assistente em pesquisa de imagem.

Mariela Falatycki

Argentina morando em São Paulo. Montadora freelance de vários projetos de cinema, televisão e internet.

Marina Da Costa Thomé

Marina Thomé produz e pesquisa conteúdo documental para plataformas multimídia. Mestrado em Documentário Criativo (UAB – Barcelona, Espanha), Pós-Gradução em Arte & Tecnologia (Universidade Belas Artes – SP, BR) e especialização em storytelling (International Center of Photography, NYC). Filmografia: “Som dos Sinos”, 70′ (Co-direção e Fotografia), “Las Sombras del Progreso”, 60′ (Co-direção), La Ciudad Tipográfica, 24’ (Roteiro & Fotografia).

http://www.marinathome.com.br

Marina Dias Weis

Formada em Sociologia pela USP e Direção de Fotografia pela EICTV, desde 2000 dirigo curta-metragens experimentais e documentários, tais como Lilith (2001), A Secreta Obscenidade de Cada Dia (2005), A Maça de Botero (2008), Vlado e Birri: encontros (2012), Nós Outros (2014). Como fotográfava, montadora ou colaborando no desenvolvimento de projetos, no Brasil e no exterior, já participei de mais de uma dezena de produções.

Marina Tavares

“Bacharelado Em Adm FGV-SP(2007-2010). Marketing na Nestle(2009/2016) e Aorta Comunitária(2016 -atual). Cursos livres: -1week filmmaking(NYFA,Los Angeles,CA-2012. -Cinema digital (Aurora Filmes,Recife-PE,out2013-abr 2014). -Cinematografia(Plano 9,Recife-PE,maio2014). -Produção(AIC-SP mar-jun2015). -Doc p/cinema e TV(Centro cultural Barco,SP,ago 2016-atual). Curtas:Cycles(2012),O Toque (2014),Pintura da Casinha (2015),Amar e Brincar (finalização)”

María Campaña Ramia

Documentarista, programadora de cinema e jornalista com mestrado em Realização de documentários da Universidade de Estrasburgo, França. Entre 2007 e 2016 foi Diretora Artística do Festival Internacional de Cinema Documentário Encuentros del Otro Cine EDOC no Equador. Realiza curadoria para mostras e festivais no Brasil e Equador, escreve e pesquisa sobre cinema documentário. Em 2015 realizou o curta Derivadas. Mora no Rio de Janeiro.

Mateus Bravin Constant Lopes

Cursa, concomitantemente, Bacharelado em Audiovisual pelo Centro Universitário Senac e Bacharelado em Letras- Habilitação: Português e Alemão pela FFLCH/USP.

Matheus de Oliveira Barbosa

Participou do curso É NÓIS NA FITA introdução a cinema, produziu curta-metragem Descompasso voltado a violência domestica. Em maio desse ano passou em um edital da prefeitura VAI ( Valorização de Iniciativas Culturais), e agora desenvolve um documentário sobre Moradia e Meio Ambiente, sobre a região do Extremo sul de São Paulo. Participa do Curso de Foto-Estúdio Centro Cultural Grajaú.

Matias Lancetti

“Matias Lancetti. Atua profissionalmente desde 1988. Atualmente sua atividade principal é a edição e finalização de documentários, vídeoarte e vídeos educativos. Trabalhos que foram exibidos na TV Cultura, TV Brasil, Canal Futura , SESCTV e em diversos festivais como É Tudo Verdade, International Documentary Film Festival Amsteram, Festival de Biarritz, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Vídeo Brasil, entre outros.”

Mauricio R. Ferreira

Iniciou seus estudo em ciências sociais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) e atualmente é formando em Cinema e Audiovisual na Universidade Federal da Integração Latino Americana (UNILA). Realizador audiovisual, possuí 10 filmes autorias os quais já estiveram em festivais nacionais e internacionais, tais como NOIA (14° Festival Audiovisual Universitário), 23º Festival MixBrasil “FESTIVAL REGARDS SUR. E em pré produção de longa metragem.

Mauricio dos Santos

Mauricio dos Santos é Fotografo. Graduado em Antropologia Diversidade Cultural Latino-Americana na Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA). Mestrando do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Estudos Latino-Americanos na UNILA. Como projeto de mestrado desenvolve o projeto intitulado “Transes, Trânsitos e Tradução Cultural desde os Candomblés da Tríplice-fronteira” que envolve a produção de um Etnodocumentário.

Mayara Carneiro

Estudante de Audiovisual no Senac, 6o Semestre, produzindo documentário. Participei de alguns outros projetos universitários em diversas áreas. Produzi artigos científicos sobre o espaço Teatro nos Documentários de Eduardo Coutinho em 2015.

Michel De Oliveira Gomes

Iniciou a carreira como repórter fotográfico no jornal Correio Brasiliense. Fez as etapas de assistente de câmera ao morar na Espanha. Atualmente trabalha como diretor de fotografia no mercado publicitário, cinematográfico de ficção e documentário.

http://www.michelgomes.com

Michele Dacas

Possui graduação em Comunicação Social (2008) e mestrado em Ciências Sociais (2010), pela UFSM. Atualmente trabalha com a criação e desenvolvimento de projetos de comunicação e cultura e produtos de mídia. Coordena e é editora da revista Peabiru, um periódico sobre cultura latino-americana. Doutora em Comunicação pela UFMG.

http://www.unila.edu.br

Michelle Ferreira

“Michelle Ferreira, 23 anos. Cursando Audiovisual no Centro Universitário Senac – 8 semestre. Direção de Fitografia no Curta Documentário “”Eu Vou Botar Criança na Cabeça de Vocês””, indicado ao Premio Primeiro Olhar, do festival Encontros do Cinema em Viana do Castelo, Portugal; e selecionado para a mostra Cinema em Curso do Festival Internaciomal de Curtas de São Paulo, ambos em 2016.”

Miguel Antunes Ramos

“Sou realizador audiovisual. Dirigi os curta-metragens um, dois, três, vulcão (2012), Salomão (2013), E (2014), A Era de Ouro (2014) e O Castelo (2015), que foram exibidos em festivais como Rotterdam (2015) e Oberhausen (2016), e ganharam prêmios na Mostra de Tiradentes, no Festival É Tudo Verdade, e no Janela Internacional de Recife, entre outros. Este ano realizei meu primeiro longa-metragem, Banco Imobiliário, participante do DOCSP 2015.”

Mila Perle

“Produtora executiva longa/documentario estreado em 2015 nos cinemas entitulado “Paratodos”. Produtora do doc para ESPN 30 for 30 sobre Moacyr Barbosa. Freelancer como produtora executiva de campanhas publicitarias em sao paulo, santiago-chile, new york-usa.”

Milton Isidoro Pazzi Junior

Sou jornalista (Puccamp), e estudo Audiovisual e Cinema na Anhembi Morumbi (4.º semestre). Fiz o curso de Documentário na Academia Internacional de Cinema (2011). Falo inglês, entre outros. Tenho 37 anos e passagem pelos grandes veículos de Imprensa do País, como Estadão (onde fui editor de Esportes) e Folha. Atualmente, sou assessor de Comunicação na agência Comunicação Mais, para a Copersucar. Mais em: https://br.linkedin.com/in/miltonpazzijr

http://miltonpazzijr.wordpress.com

Milton Leal Neto

“Idealizador e produtor do documentário longa-metragem O Acre Existe, exibido em 2013 em festivais e, desde 2014, no Canal Brasil. Idealizador e produtor do documentário longa-metragem Segue o Baile – Bixiga 70, em fase de finalização. É jornalista com 10 anos de experiência. Neste período, viajou para mais de 40 países. Atualmente, contribui frequentemente com publicações internacionais da área de economia e meio ambiente.”

http://www.miltonleal.com

Minon de Britto Pinho

Minom Pinho é sócia-diretora da Casa Redonda, produtora cultural, consultora,conferencista, e pesquisadora. Graduada em Ciência da Computação e pós-graduada em Arte e Tecnologia pela UNIFACS-BA, assina a concepção, planejamento e produção executiva de dezenas de projetos e programas culturais e fundos de investimento cultural para empresas como Comgás, Avon, Claro e NET.

http://www.casaredonda.com.br

Mirela Cabral

Mirela Cabral, 24 anos, é formada em Comunicação Social com Habilitação em Cinema e Curso de Extenção em Direção de Cena na UCLA. Trabalha atualmente com Curadoria de Projetos Audiovisuais na produtora YOURMAMA Films stituada em São Paulo.

Mirtes Agda Santana

“Mirtes Agda Santana, 22 anos, Brasileira. Estudante de Audiovisual do Centro Universitário SENAC São Paulo (Turma de jul/2018); Técnico em Design Grafico Editorial; Monitora no projeto É NOIS NA FITA de Eliana Fonseca;”

Mário Di Poi

Sócio-diretor da empresa, já tendo participado da pós-produção de mais de 200 projetos audiovisuais entre longas, curtas e médias-metragens. Séries de TV para Disney Channel, NatGeo, Discovery, Arte, TV Brasil , Rede Globo, TV Cultura entre outros. Além disso produziu por três anos o espetáculo Cinema em Concerto no Teatro Bradesco e no Theatro MVNICIPAL.

http://www.inputsom.com.br

Mário de Almeida

Mário de Almeida é videomaker e documentarista de São Paulo. Trabalha como free-lancer em produtoras de São Paulo desde 2004 e produz documentários independentes. Em 2013, realizou o curta documentário “REIS–os violeiros de Palmital”, selecionado para diversos festivais de documentário e encontros de filmes etnográficos no Brasil e no mundo. Atualmente produz o documentário independente “Viola Perpétua” e mantém o blog violanatela.wordpress.com.

http://violanatela.wordpress.com

Mônica Simões

Mônica Simões: artista visual e documentarista brasileira com Mestrado em Artes Visuais pela Universidade Federal da Bahia e residência artística na Escola Superior de Arte e Mídia de Colônia, na Alemanha. Há vinte anos vem participando com seus trabalhos em festivais, salões e exposições nacionais e internacionais e os seus documentários também veiculados em canais de televisão. Entre eles destacamos Um casamento, Negros e Uma Cidade

Naor Elimelech

“London-São Paulo based filmmaker, Naor writes, shoots and directs documentaries with interest in culture, social mobilisation and human rights. Naor is currently one of the in-house directors of MOSQUITO PROJECT in São Paulo, known for unique documentary content.”

http://www.naorelimelech.com

Nataraney Nunes dos Santos

Formada em jornalismo pela PUC-PE, cursou Teoria da Montagem na Universidade de Brasília. Mora no Rio de Janeiro, onde trabalha como montadora. É conhecida pelos filmes : “Tainá 3”; “Desenrola ; “O Mistério do Samba”; “Todas as Mulheres do Mundo”; “Separações”. Atualmente está envolvida com o documentário “Divinas Divas”, sobre a primeira geração de artistas travestis brasileiras. Em 2016 dirigiu seu primeiro longa, em fase de finalização.

https://www.facebook.com/Arrudeia-Filmes-945349605585208/?fref=ts

Nathalia Tiveron Guerra

Estudante do último semestre do curso de audiovisual no Centro Universitário Senac. Durante o vurso realizou exercícios e um curta metragem de documentário. O primeoro filme que dirigiu. “Eu vou botar criança na cabeça de vocês” foi selecionado para festivais universitários e mostras competitivas.

Nelson Andre de Russi

jornalista, editor de texto em televisão há 24 anos..Formado em comunicação social pela universidade estadual de Ponta Grossa-PR, pós-graduado pela PUC-SP em história(curso historia, sociedade e cultura).Atualmente é editor de texto do programa Conexão Repórter, com participação em montagem e produção em mais de 100 documentários.

Nicholas Zugaib

“Formação: Design – ESPM. ABC graphic design London College of Communication. Linguas: Ingles avançado – IELTS. Alemão basico – ZTP1. Espanhol basico. Experiencia profissional: Tilha Midia – produtora de docs, trabalhando como assitente de fotografia e montagem. Wborn – Produções de clips e editoriais. VICE Brasil: Fotografo e editor. Trabalhos autorais: Entrelinhas – Uma experimentação visual sobre o Ser Humano. Timelapse – Islandia”

Nicolau Centola

Doutor em Artes pelo Instituto de Artes da Unesp, estudando o acaso na criação de instalações sonoras, e Mestre em Educação, Artes e História da Cultura na Universidade Mackenzie. Professor nos cursos de Audiovisual na FAM, design na Faculdade Oswaldo Cruz e Produção Multimídia na Faculdade Impacta. Participa do coletivo de arte [+zero], atuante em instalações, performances, intervenções urbanas e paisagens sonoras.

http://www.maiszero.org

Ninna Carneiro

Sou formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009-2013) e desde agosto de 2013 exerço o cargo de Técnica Audiovisual no Centro de Pesquisa e Documentação da Fundação Getulio Vargas (CPDOC/FGV). Fiz o curso de Montagem da Escola de Cinema Darcy Ribeiro e o curso de Documentário da AIC/RJ.

Otavio Sousa

“Fotógrafo há 10 anos e diretor dos docs: •Agridoce – 20 Passos (2011, sobre a produção do álbum homônimo feito na Serra da Cantareira); •Supercarioca – 25 anos (2014 – sobre o cultuado álbum da banda Picassos Falsos); •Pela Fresta (2015 – sobre gravações do álbum de Pitty); •Dê um Rolê (2016 – doc da turnê Setevidas da cantora Pitty) •Time Will Burn (2016 – selecionado pelo In-Edit e Mimo, sobre o rock alternativo brasileiro dos anos 90)”

Otávio Barbosa De Almeida Neto

Otávio Almeida, graduado em Comunicação Social, fotógrafo, piauiense, vive e trabalha em São Paul desde 2011, atuando na área de fotografia documental, editorial e institucional. Em 2015 participou do programa Práticas Artísticas Contemporâneas na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (RJ). Dirigiu o documentário O dia da Invenção (2013) com co-produção do Canal Futura. Colabora com instituições como o Greenpeace, ISA, Elos, entre outros.

http://www.otavioalmeida.com.br

Pablo Lopez Guelli

“Jornalista com passagem por empresas como TV Globo, TV NHK (Japan Broadcasting Corporation), TV Cultura, Folha de S. Paulo, G1, entre outros. Hoje sou sócio e diretor da Arte Bruta Filmes. Licenciado em Jornalismo (PUC-SP) e em Relações Internacionais (Ortega y Gasset, Madri); Com pós-graduação em “”Documentário”” pela Pompeu Fabra (Barcelona) e outra em “”Roteiro”” pela Factoría del Guión (Madri). Tenho um MBA pela FGV-SP em Gestão de Projetos.”

Paola Prestes

Documentarista independente e roteirista de São Paulo, está à frente da Serena Filmes desde 2001. Realizou vários curtas-metragens e dois documentários de longa-metragem difundidos em festivais de cinema e televisão. Desde 2010, tem dado cursos e workshops de documentário no MIS, SESC e FGV. É também doutoranda na Escola de Comunicações de Artes da USP.

http://www.serenafilmes.com.br

Patricia Maccioni

Formada em Cinema pela FAAP – Fundação Armando Álvares Penteado, trabalhou como assistente de produção na produtora Olhar Periférico Filmes, assistente de direção e curadoria do festival MOVE CINE ARTE e freelancer em diversos trabalhos como montadora. Hoje é sócia-fundadora e produtora executiva da Volt Filmes.

http://www.voltfilmes.com.br

Patricia Mattos

Fotógrafa autodidata com formação técnica em Iluminação de Teatro de 2013/2015 pela Sp Escola de Teatro e cursa Cine/Tv no CAV – Centro Audiovisual de São Bernardo.

http://fotospatriciamattos.com.br/

Patrícia Costa Vaz

Mestre em Imagem e Som pela UFSCar, especialista em telejornalismo e graduada em Jornalismo pela UFPI. Membro do grupo de estudos em cinema latino-americano e vanguardas artísticas, e do Coletivo Venideras. Codirigiu o documentário Reflexões Parabólicas (2007). Trabalhou no Programa Mais Direitos, Mais Humanos (TV Brasil), produzindo 26 curtas documentários. Possui textos publicados em revistas acadêmicas, livros e sites de cinema.

Paula Kim

Formada em Audiovisual pela USP, aos 17 ganhou o prêmio de audiência no Festival do Minuto com o curta animado “Sexo Explícito”. Depois, no curso de MFA da K-Arts na Coréia do Sul, dirigiu “Chu Mar”, “26, Best Korean Girl” e “Gonnyon’s First Drive”. “Diário de Viagem” (Butterfly Diaries), seu longa metragem de estréia, foi o primeiro projeto brasileiro a participar do Atelier do Cinefondation (Festival de Cannes) e do ACE MUNDUS.

http://www.samkapurfilmes.com

Paula Szutan

Paula Szutan é roteirista e diretora. Escreveu mais de dez série de ficção, documentário e animação. Escreveu e dirigiu os curta metragens: Teresa, ganhador de mais de 20 prêmios e exibido no Brasil, em Nova York e em Londres e A Caminho de Casa exibido no Brasil e na França. Atualmente dirigi e roteiriza a série Trabalhar pra Quem?, ganhadora do edital Prodav Tv’s Públicas, e faz o roteiro de um longa documentário.

Paulo Cesar Lopes da Cruz Junior

Formado em Comunicação Social pela FAAP em 2001, nas graduações de Publicidade & Propaganda e Cinema.Fotógrafo de autoria realiza trabalhos fotográficos manifestações de sincretismo religioso brasileiras na cidade de São Paulo. Há 10 anos fotografa Dança buscando e utilizando os recursos plásticos e pictóricos que a dança traz, expandindo esses saberes para outros tipos de trabalhos nas artes cênicas e visuais em termos de linguagem fotográfica.

http://www.flickr.com/photos/paulocesarlima

Paulo Cesar Rodrigues de Castro

Eu sou Arquiteto de formação e trabalhei com urbanização de favelas no Rio de Janeiro. Vim para São Paulo estudar audiovisual e documentário.

Paulo Diehl

“A Sao Paulo native, began his career as an art director in advertising agencies. After working for quite some time in Brazil, he went to Lisbon and Spain as a Creative Director for Y&R Madrid. Back in Brazil, he worked at DM9DDB and Fallon Sao Paulo. Paulo is involved not only with film direction, but also enjoys developing projects in photography, collages and furniture design. Actually, he is working in Mixer Films Brazil.”

http://www.paulodiehl.com

Paulo Fehlauer

“Fotógrafo, escritor e realizador audiovisual. Graduado pela ECA-USP, foi repórter fotográfico do jornal Folha de S. Paulo e trabalhou no International Center of Photography e no National Geographic Photocamp, ambos em NY. Fundador do Coletivo Garapa, onde desenvolve uma trajetória que propõe tensionar as fronteiras entre o documentário e as artes visuais, além de integrar distintas linguagens e plataformas.”

http://garapa.org

Paulo Leierer

“Sou diretor e roteirista de filmes documentais e ficcionais. Trabalhei como assistente de direção da Casa de Cinema, produtora de Paulo Rufino, na qual produzimos diversos documentários de caráter cultura sobre a sociedade brasileira. Na minha produtora, a Toca, trabalhei como diretor de séries de TV e filmes institucionais. Ganhei o FSA ano passado e irei meu primeiro longa-metragem, um documentário, esse ano.”

http://www.tocadosfilmes.com.br

Paulo Marcondes

Jornalista formado, com experiência em Edição e Revisão de Textos; Redação Publicitária e passagem por grandes e pequenas redações. Conhecimento aprofundado em Jornalismo Literário e Jornalismo Esportivo, pós-graduação em Jornalismo Literário, na Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Formado em Documentário pela Academia Internacional de Cinema, em 2014. Participou da equipe do curta ‘Muro’, exibido em Gramado em 2015.

Paulo Nicolau

Tenho 25 anos de carreira em telejornalismo (EPTV Campinas, TV Record SP e SBT SP). Atualmente sou dono de uma produtora de vídeo em São Paulo.

Paulo de Tarso Sobral

Aprendiz de Cinema e Animação na própria vida desde criança, estudante do SENAC, SESC, AIC Entre tantas outras, Realizo trabalhos desde videos de casamento e 15 anos, até documentários sobre moradores de Rua, consciência social e criações dramáticas das mais variadas, teatro, música, poesia e dança.Ainda sou um jovem iniciando sua jornada.

Pedro Alves de Mello Campos

“2015_hj editor de vídeos e cinegrafista Freelancer. 2014_Coordenador de materiais na ETC Filmes. 2013_Ass. Arte: Cama, mesa e banho (Pedro Paulo de Andrade). Ass. edição no doc: Saúde S/A (Newton Cannito Eduardo Benaim). Formação. 2016_Pós produção de conteúdo para multiplataformas na UFSCAR. 2012_Bacharel em Audiovisual Senac. 2015_Cinematografia Diginal na B_arco. 2013_Logagem, além do copia e cola Focobr. _Kleber Mendonça na Ficação Viva”

Pedro Asbeg

“Pedro Asbeg é graduado em cinema pela Westminster University de Londres. Entre os filme que montou estão “”Cidadão Boilesen””, “”Vou rifar meu coração”” e “”Betinho, a esperança equilibrista””. Dirigiu os longas “Mentiras Sinceras”, “Democracia em preto e branco” e “Geraldinos”. Atualmente produz seu quarto longa, “América Armada”, documentário que trata do crescente fenômeno de grupos armados de poder paralelo na América Latina.”

http://www.pedroasbeg.com

Pedro Diniz Coelho de Souza

Pedro Coelho (30) é roteirista, produtor executivo e gestor de projetos (consultor da empresa Documento Antropologia e Arqueologia). Formado em Relações Internacionais (PUC/SP-2010) e Mestre em International Public Policy pela UCL-Londres (2012). Filmografia: Histórias do Desfiladeiro da Capivara, Patrimônio Cultural da Humanidade no Brasil (roteirista), Segundo o Sexo e Arremate da Folia de Sto. Antônio (Produtor Executivo)

Pedro Gomes

“Breve Filmografia. 2016_Web-Série doc sobre Funk para Red Bull Brasil – Direção e Produção. 2016_Curta-Metragem ficção “”Só tem coração partido quem ainda tem um coração”” – Direção e Edição. 2014_Curta-Documentário “”Marco Zero do Hip-Hop”” – Direção e Produção (para Secretaria Municipal de Cultura SP). 2008_Documentário “”Freestyle”” – Direção e Produção. Pedro também realiza video-clipes e filmes publicitários (premiado em Cannes 2014)”

http://bit.ly/pedrogomes08

Pedro Henrique Fávero

“Formado em Comunicação Social – Rádio e TV na UNESP, apresentei como TCC o longa-metragem O Rap Pelo Rap, que já foi exibido em mostras nas 5 regiões do país e tem quase 100 mil views no YouTube: www.youtube.com/orappelorap – É um dos mais completos filmes sobre Hip Hop no Brasil. Também trabalho como diretor, roteirista, editor, câmera em videoclipe, video-poemas, eventos, institucionais e video-aulas documentais, pela escola online Saibalá.”

https://www.facebook.com/FitariaFilmes/

Pedro Henrique Nunes Pereira

Amante da música, editor nas horas vagas. Estudei Piano Popular na EMESP por 5 anos e fiz vários cursos na área com professores da Berklee, curso de técnico de áudio na Souza Lima. Após decidir mudar de área, fiz curso de Computação Gráfica básica e Design de Jogos.

Pedro Jorge

Graduado em cinema pela Universidade Anhembi Morumbi com especialização em montagem pela EICTV, Cuba. Realizou os curtas “A Vermelha Luz do Bandido”, “A Navalha do Avô”, “A Lua e a Madeira”, “Meu Pequeno Herói Não Sabe Voar”, “Diamante – O Bailarina” e os teledocumentários “América Brasil” (EMI Music) e “Meninas de Ouro” (ESPN). Atualmente dirige o documentário “São Paulo F.C. 85 anos” para a ESPN. É professor de direção na AIC em São Paulo.

http://www.vimeo.com/pjcabron

Pedro Lins

Pedro Lins, nascido em 1986 no Brasil, é um fotodocumentarista baseado no Rio de Janeiro. Formado em Design de Produto pela PUC-Rio descobriu a fotografia durante a faculdade e após a universidade ingressou no International Center of Photography -NY onde estudou com nomes como Natan Dvir, Irina Rozovsky e Ben Guest.

http://www.pedrolins.net

Pedro Martins Reinato

Sou doutor em literatura brasileira pela USP, com uma tese na obra e vida do poeta maranhense Sousândrade. Venho desenvolvendo projetos de ficção no núcleo da Roteiraria, dirigida por José Caravalho.

Pedro Nishi

Pedro Nishi estuda Audiovisual no CTR – ECA – USP. Em 2016, foi selecionado pelo programa Looking China Youth Film Project 2016, onde dirigiu um documentário na China, o filme “Retratos para Você”. Como o projeto “Livro e ½” foi vencedor do 21o Programa Nascente (PRCEU-USP). Em 2015, realizou vídeo-dança “mar de gente”, exposta na Oficina Cultural Oswald de Andrade – SP. Trabalhou dois anos na programação e curadoria do CINUSP Paulo Emílio.

Pedro Rocha de Oliveira

Sou documentarista e sócio da produtora Corpo Aberto. Graduado em jornalismo e mestre em sociologia. Trabalhei como jornalista cultural, professor de jornalismo e videomaker, produzindo, dirigindo e montando documentários institucionais e sobre a temática dos direitos humanos. Atualmente trabalho na finalização de meu primeiro longa-metram, “Mil Grau”, contemplado pelo Programa Histórias que Ficam, da Fundação CSN.

Pither de Almeida Lopes

Estou me formando em Cinema e Audiovisual na Anhembi Morumbi. Gosto muito da área de direção e roteiro. Já estagiei um tempo na produtora Saliva Shots, trabalhei como assistente de produção na Semana ABC 2016, e na monitoria de alguns festivais como o É Tudo Verdade e o 27ª Festival Internacional de Curtas de São Paulo.

Priscilla Pomerantzeff

“Mestrado em Documentário de Criação Universidade Pompeu Fabra – Barcelona; Curso de Formação em Direção de Documentário School of Visual Arts – NYC; Programa intensivo em direção de cinema New York Film Academy – NYC; Graduada em Jornalismo Faculdades Integradas Alcântara Machado – SP. Pesquisadora para séries e longas documentais de diretores como Kiko Goifman, Cláudia Priscilla,Tata Amaral e João Jardim. Diretora de curtas documentais.”

Rachel de Souza Daniel

“Estudante de cinema e audiovisual na Universidade Anhembi Morumbi. Dirigi os minidocs: “”human(IDADE)”” e “”Postinho”” durante o curso e agora estou dirigindo o meu trabalho de conclusão de curso: “”Quando a gente chegar lá””, um docudrama. Além dos trabalhos independentes e universitários, trabalhei, como 3ª assistente de direção, para série “”BUUU, um chamado pra aventura””, uma co produção Globosat-Casablanca.”

Rafael dos Santos Aguiar

“Estudande de Produção de Aúdio e Vídeo, na ETEC Jornalista Roberto Marinho, no quarto e último módulo. Abaixo alguns links de trabalhos realizados: https://www.youtube.com/watch?v=Ctk8GHdGQas, https://www.youtube.com/watch?v=I_cTq676M78, https://vimeo.com/114573548. portifolio de conteudo em sala de aula para o senac lapa scipiao: https://www.youtube.com/p laylist?list=PLAEvasSPELE1 GegPbq0gtc9v4EkT5rW5F”

Raphael Bottino

Formado em direito, Raphael Bottino atua no mercado desde 2004. Em 2008 juntou-se à Sala12, onde desenvolveu a produção executiva de projetos culturais em cinema, como o documentário Cidade Cinza (2013), além de conduzir como diretor e produtor do documentário A Viagem de Yoani (2015). Foi gerente de projetos da Damasco Filmes e Barry Company. Nesta última, assina a produção executiva do recém lançado documentário Paratodos (2016).

Raquel Pereira Fernandes

“Jornalista, produtora e diretora da Arama Comunicações , há 22 anos no mercado de audiovisual, com produções para o mercado corporativo,entidades não governamentais e governamentais. Produziu documentário para a Comissão da Verdade sobre a repressão nas fábricas durante a Ditadura Militar e atualmente está em produção de um documentário sobre os Ginásios Vocacionais criados em 1961 no estado de São Paulo.”

http://www.arama.tv.br

Raquel Taffari

Estudante de Audiovisual do Centro Universitário Senac. Roteirista e diretora do curta-metragem “Não chame o Elevador”. Iniciação científica em curso sobre o filme “Olmo e a Gaivota” de Petra Costa.

Raquel Valadares de Campos

Raquel Valadares é formada em cinema pela UFF. Dirigiu os documentários “Corpo de Bollywood” (2008) e “Homem-Carro” (2014); as séries de TV “À Moda da Casa” (2015) e “Globo Educação” (2013); e o making of do filme “Faroeste Caboclo” (2013). Como pesquisadora e assistente de direção, trabalhou em filmes como “Animal Machine” (2015), de Bernard Bloch, e em séries de TV como “Um Pé de Quê?”. Atualmente finaliza o documentário “Sonhos do Exílio”.

http://www.animalucis.com.br

Regina Alves Ferreira

“Formada em RTV, pela Faap (1982). Trabalhei de 82 a 97 na TV Cultura de São Paulo como produtora e diretora de programas diversos, de 89 a 97 com documentários. A Aventura do Olhar, O Brasil dos Viajantes, série Leituras do Brasil), As Mulheres de Isabel (co-produção ATEI), Planeta Bienal (premio Japão NHK 97). 1997-2015 Atuo como empresária na área de produção audiovisual corporativa (IBM, Monsanto, Bimbo, Pão de Açúcar, Sadia)”

Regina Jehá

“REGINA JEHA’. Regina Jehá é documentarista e diretora da Lauper Films. Seus filmes receberam importantes prêmios no Brasil e participou em Berlim, Nyon, Oberhausen e Clermont-Ferrand. “Henry Kayath – o homem e seu tempo” foi lançado no Rio em maio de 2016. Está em fase de montagem de”” Frans Krajcberg: MAnifesto”” e é Coordenadora geral e co-Curadora da Mostra Encontro Documentário: Território Expandido, que acontecerá em dezembro na UNIBES.”

Renan Silveira de Barros

“Diretor, fotógrafo e editor do filme CAPITAL DA FÉ – 21” 2014. editor do longa ORAÇÃO DO AMOR SELVAGEM – 95” 2015. editor do longa MEMÓRIAS DA BOCA – 90” 2015. editor do curta Incorrigível Mosquito – 51” 2016″

Renata Druck

“Graduada em Cinema pela FAAP, recentemente dirigiu a série “Projeções” que aborda a linguagem audiovisual brasileira contemporânea e será veiculada no Canala Curta!. Também se dedica à realização de documentários, como o premiado “Nasceu Bebê Diabo em São Paulo” e “Um Rio Invisível”, Atualmente coordena a 2a edição do programa de incentivo ao documentário brasileiro Histórias que Ficam, promovido pela Fundação CSN.”

http://vimeo.com/user2325493/videos

Renata Gonçalves

Arquiteta Urbanista formada pela FAU USP; mestre em administração pública e governo pela FGV SP e estudante de roteiro.

Renata Maria Coimbra

Dra. em Psicologia (USP) e Professora da UNESP. Pós-graduação em Cinema-Documentário pela Fundação Getúlio Vargas. Filmografia: Produção de dois documentários de curta metragem; “Palavras cúmplices de mim” (selecionado para Mostra de ANPED) e “Treze” de Vinicius Miguel Costa. Está produzindo o primeiro documentário de longa-metragem , “Vozes no silêncio” (selecionado Latin Pitch DocsBarcelona; Ibermedia – desenvolvimento)

Renata Terra Cunha

“Montadora, roteirista e diretora de documentários e ficção. Já trabalhou para diversas produtoras de cinema e video como O2, Bossa Nova, Mixer, Gullane, Grifa Cinematográfica,TAL – TV América Latina, Margarida, Produtora Associados, Academia de Filmes, DeliBistro, Vetor Zero, TVC – Televisão e Cinema entre outras. Atualmente está dirigindo o documentário Piripikura, sobre uma tribo de índios isolados no noroeste do Mato Grosso, Brasil.”

Renata Trajano Magalhães da Silveira

Jornalista, com passagens pelas TV Globo Nordeste, TV Jornal, afiliadas da TV Globo e SBT em Teresina atuando como editora e chefe de reportagem. Coordenou as assessorias de comunicação dos Tribunais de Contas do Piauí e Tribunal do Trabalho. Sócia da Baoba Comunicação, atendeu entre outros contas a FENEARTE e a Kraft Foods. Atualmente desenvolve projeto para o novo núcleo de documentários da REC Produtores Associados.

Ricardo Martensen

Ricardo Martensen é documentarista. Diretor da Trilha Mídia desde 2009. Pela produtora, dirigiu e roteirizou uma série de curtas e agora finaliza o primeiro longa: Cine São Paulo. O curta Matias (2014) foi seleção oficial dos festivais de Sheffield, Cracóvia, Camerimage, Bogocine, AtlantiDoc, FICA e Semana Paulistana de Curtas. Formado em jornalismo pela PUC-SP, fez mestrado em documentário na Universidade de Salford (Reino Unido).

http://www.trilhamidia.com.br

Ricardo Shinji Shiozaki

ig.com. 
Mz Filmes. 
Rede Record de televisão. Kardman Audiovisual. Imageria Filmes. Mtv. Midia News. Green Vision

http://vimeo.com/sjshiozaki/videos

Roberta Bonoldi

Documentarista e montadora. Forma-se em Cinema pela FAAP e realiza seu primeiro curta em 2015, Verde Chorume, exibido em festivais nacionais e internacionais. Em 2016, junto com sua sócia, cria a Quebra Eixo, produtora independente através da qual realiza seu segundo documentário “A Praia em Atlanta”, exibido pela ESPN.

http://quebraeixo.com/

Roberta Calza

“Atriz. formadora e palhaca da ong doutores da alegria a 15 anos. cursos na eictv em cuba. 5 curtas finalizados”

Rocky Gomes

“Trabalhos como Produtor Executivo: Chico Doido – Curta Documentário – 2013. Identidade Ambental-Média Metragem documentário- 2012. Mamulengo Presepada- Média Metragem Documentário-2012. Não Sou Você – Curta Ficção – 2015. Desnoivados – Curta Ficção – 2014. Senhora – Longa Metragem-Docuficção com estreia prevista para 2017. Trabalhei como produtor executivo em diversas peças de teatro e shows musicais.”

Rodolfo da Silva Gomes

Rodolfo Gomes é formando em comunicação social pela UFRJ. Desde 2009, montou programas de TV, documentários e filmes publicitários, no Rio de Janeiro e São Paulo. . Em 2012, dirigiu uma série de 3 documentários de curta metragem para o canal Futura.

http://www.rodolfo-gomes.com

Rodrigo Faustini dos Santos

“Editor e diretor do found footage “”Monica’s Fetish”” (3′) exibido na 3 Bienal de La Imagen, FONLAD ’16, 15ª MFL, Proyector ‘1. 2016. Editor do documentário “”Rua Fulano de Tal”” (Caroline Neumann, 16′) contemplado pelo edital Rumos do Itaú Cultural 2015. Editor do documentário “”Diário de Exús”” (Gilberto Sobrinho, 23′) exibido no 10º CineOP. 2015. Co-Editor do documentário “”Terra do Meio””(Rafael Salazar, 22’). 2015.”

Rodrigo Marcondes

“Integrante do Coletivo Garapa. Como artistas, desenvolvemos uma trajetória criativa que propõe tensionar as fronteiras entre o documentário e as artes visuais, realidade e ficção, explorando o contato entre a fotografia, o vídeo, o arquivo e a literatura. Jornalista, fotógrafo e artista multimídia. Em 2012, concluiu o Master of Documentary Photography, da Universidade AKV St. Joost. Hoje cursa mestrado no LabJor, da Unicamp.”

http://www.garapa.org

Rodrigo Sousa & Sousa

“Rodrigo Sousa é Co-Fundador do “Mundo em Foco”, co-idealizador do Super OFF – Festival de Super 8 de São Paulo e Professor na Etec Roberto Marinho. Seu longa, “Um Salve Doutor”, foi selecionado na 19ª Mostra Tiradentes e ganhou, Melhor Fotografia no Festival de Cine da Zona Leste e Melhor Roteiro no Festival Civitatis. Estudou Prod. Audiovisual (Unip), Pós-Graduação em Cine Doc (FGV) e Mestrado en Doc (EICTV – Cuba).”

http://www.mundoemfoco.org

Rogério Zagallo

“Formado em RTV pela ECA- USP. Sócio-diretor da Oka Comunicações, produtora que criou em junho de 2000. Editou os docs Carandiru.doc, Camponeses do Araguaia, entre outros. Dirigiu e editou os docs Juventus – Rumo a Tóquio, A Procissão, Primeiro Tempo e Sinfonia Paulistana, Um Novo Olhar. Atualmente é produtor executivo dos filmes Meio Irmão, de Eliane Coster, em edição, e Segundo Tempo, em fase de finalização, onde também é diretor.”

http://www.okacomunicacoes.com.br

Roney Freitas

Bacharel em Audiovisual pela ECA-USP. Autor dos curtas “Laurita” (2009) e “Aurora” (2011), selecionados em diversos festivais nacionais e internacionais. Diretor dos documentários “Memória de Rio” (2013) e “GRIN”(2016).

Rubens Crispim Jr.

Paulistano, graduado em Artes Plásticas pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), é também especializado em fotografia. Está na área de cinema e vídeo há 15 anos. Realizou seu primeiro longa-metragem, o documentário “Depois do começo e antes do fim” e mais 03 curta metragens, atualmente finaliza o documentário ‘Segue o Baile – Bixiga 70’, no qual assina a direção e fotografia.

http://www.vimeo.com/rubenscrispimjr

Rubens Passaro

Sou mestrando em artes visuais na Unicamp, tenho em meu currículo a direção dos documentários Black Soul Brother, Di Melo – O Imorrível e Crack – Repensar. Possuo trabalhos como realizador na área documental nos mais diversos formatos e fins: webséries, institucionais, vídeos para exposições, entre outros. Sou sócio e diretor audiovisual na Tropeiro Produções.

http://tropeiroproducoes.com.br

Rubia Gonçalves

“Formada em Comunicação Social pela Faap. Pós graduação em A arte de contar histórias-abordagens poéticas, performáticas e literárias. Produz e cria projetos em arte, cultura e educação desde 2005. É artista independente desde 1998. Já participou de espetáculos teatrais, intervenções literárias e performances narrativas diversas. Já ministrou oficinas com foco na arte narrativa e no estímulo à leitura em instituições educativas e casas de cultura”

Sabrina Rondon Gahyva

Sou jornalista, com 10 anos de experiências híbridas em comunicação: repórter, editora, fotógrafa, assessora de imprensa, social mídia em ambientes distintos (privado, público, terceiro setor). Atualmente trabalho como roteirista publicitária e estudo Sociologia e Psicanálise.

https://www.visualcv.com/sabrina-gahyva

Sandro Kakabadze

Sandro (Alexander) Kakabadze é um documentarista Georgiano que atualmente reside e trabalha em São Paulo. Jornalista de formação, Sandro trabalhou como repórter de televisão e como correspondente internacional para várias empresas de TV georgianas. Em 2011 se especializou em cine-documentário, dirigiu vários curtas docs e participou como cinegrafista em dois longas-metragens.

http://georgiano.com.br

Sara Stopazzolli

É pesquisadora e roteirista dos documentários “Legítima Defesa”, contemplado no PRODAV 01/ 2013 com licenciamento ao CineBrasilTV, e “O Corpo do Filho”, selecionado no edital de desenvolvimento de longa-metragem da Riofilme em 2015, ambos em fase de produção. É criadora e co-roteirista das séries de ficção “Amador Bar” e “Mitomania”, e do longa-metragem “O Debut de Teresa”, em fase de desenvolvimento.

Selma Perez Flora

Trabalho há 15 anos como montadora e roteirista em documentários e programas pra TV, também documentais. Desenvolvo também trabalhos pessoais escritos, fotográficos nos quais exploro o documentário dentro das possibilidades instalativas. No ano de 2011, publiquei o livro de contos “Quem dera ter tempo”. E em 2013, expus “Casa Vazia”, série de 14 fotografias e uma vídeoinstalação. Ambos de minha autoria.

Sergio Muniz

“Membro fundador da Esc. Intern. de Cinema e Televisão (Cuba); participei do planejamento e de sua instalação, fui seu 1º diretor docente – 1986-1988. Como diretor, roteirista, montador e diretor de produção participei da “”Caravana Farkas”” (1964-1980). Os meus documentários Roda & Outras Estórias, Rastejador e Andiamo in ‘Merica receberam premios no I Fest, Int. de Cinema – RJ/1975, Viña del Mar/1967, Festival JB – RJ/1972 e Fest Curitiba/1978″

Sheila Ana Calgaro

Jornalista com pós-graduação em Cinema. Atuou durante 7 anos em pesquisa e produção de programas de TV e documentários. Autora do livro “Vidas separadas pelo mar”, lançado no Brasil e em Portugal. É colaboradora do núcleo de documentaristas Detetives Estrangeiros Viajantes e co-fundado do Ouvidoria, núcleo de documentário e história oral.

Silvia Prado

Graduada em Cinema e História, é sócia fundadora da Cinema Animadores desde 1998. Membro da diretoria do SIAESP atua no desenvolvimento e viabilização de projetos audiovisuais de séries, documentários e longa metragens como o projeto transmídia Zica e os Camaleões, a série O Homem Cueca, os documentários Todos com Todos, Mulheres de Peito e Pode entrar que a casa é nossa e o telefilme A felicidade de Margô, além de inúmeros curta metragens.

http://www.cinema-animadores.com.br

Simone Castro de Oliveira

É pós-graduada em Argumento e Roteiro para Cinema e TV pela Faap/SP, e graduada em Jornalismo pela Univali/SC. Atua como jornalista, pesquisadora, produtora e roteirista em ficção e documentário. É residente do MIS-SP no Núcleo de Estudos Contemporâneos (NECMIS) sob orientação de Luiz Felipe Pondé onde estuda o humor. Ao lado de Sheila Ana Calgaro é correalizadora do Ouvidoria, um núcleo de vídeo que acredita no acaso e nas histórias comuns.

https://www.facebook.com/ouvidoresdehistorias

Sofia Vontobel

Sofia Vontobel é Jornalista pela PUC-RS e Especialista em Economia da Cultura pela UFRGS, já trabalhou como produtora na TVE, foi produtora e responsável de distribuição na Panda Filmes e produtora e editora na Opus Promoções. Estudos focados em documentários, tendo assim participado de diversos cursos em instituições como London Film Academy, Centro Audiovisual Norte-Nordeste, Centro Cultural B_Arco e cursando na USP Documentário de Criação.

Solange Souza Lima Moraes

Formada em Cinema pela UFBa. Pela sua produtora está em fase de pré-pré-produção, de três longas e um Documentário. “A PELE MORTA” – Direção Geraldo Moraes, “LONGE DO PARAÍSO” direção de Orlando Senna. E “BETO E O CACHORRO DA LUA” direção de José Araripe JR. E “O MENSAGEIRO DO FUTURO” com Direção de Solange Lima e Geraldo Moraes Foi Membro do Conselho Superior de Cinema, Ex-Presidente da ABD Nacional é associada à APCBAHIA e APCNN.

http://www.aracaazul.com.br

Stella Oswaldo Cruz Penido

Oswaldo Cruz na Amazônia(2001);Baniwa uma história de plantas e curas (2005);Hianhekhetti Baniwa(2011);Cinematógrafo Brasileiro(2011);Fé Eterna na Ciência(2013),Curadora Projeto Histórias da Amazônia vinda p o Brasil do maior acervo fílmico s Amazônia do diretor Adrian Cowell.Prêmios: 1º lugar 10ºMIFE 2005; Roteiro– Pacoti/CE(2006); Troféu Muiraquitã 1ª Mostra Amazônica (2006); Chico Mendes 2007/Ministério Meio Ambiente 1º lugar Arte e Cultura

Suzane Milstein

“Estou no mercado de Longa -metragem de ficcão e séries como Assistente de direção a mais de 15 anos. Trabalhei em filmes como “”que horas ela volta”” de Ana Muylaert e Ö Lobo atras da porta””de Fernando Coimbra como 1ª Assistente de Direção. Já dirigi curtas metragens e videos independentes e agora começo a projetar o meu primeiro longa metragem Documental como diretora.”

Sylvia Lohn

Roteirista premiada , são de sua autoria para cinema os documentários “Vocacional, Uma Aventura Humana”, “Paulo Freire Contemporâneo” e ficção “A Mudança”, “Branca Dias”,. Para teatro escreveu “Um Tema para Ana” entre outros. Produziu a presentação o Programa Palco Sonoro de peças radiofônicas na Rádio Cultura FM -“Meu Tio, o Iauaretê”, de Guimarães Rosa com Lima Duarte, “Mãe Coragem”, de Brecht. Integra o grupo especializado da.Roteiraria

Sérgio Luis de Azevedo Júnior

Sérgio Azevedo é editor, fotógrafo e diretor audiovisual. É autor e diretor do telefilme documentário “Do Outro Lado – A conquista de Matheus Rheine” (2016), coprodução com o canal ESPN. Realizou o programa televisivo “Campeonato Brasileiro de Motocross” para o canal ESPN (4 episódios de 24 minutos). Dirigiu e fotografou o videoclipe oficial “Vibe da Nite” (2013) do cantor e compositor MV Bill. É diretor e fotógrafo na Café Preto Filmes.

http://www.cafepretofilmes.com.br

Tadeu Jungle

DIRETOR E ROTEIRISTA DE CINEMA, TV e REALIDADE VIRTUAL. Dirigiu um longa-metragem de ficção e dois documentários, vários programas e séries de TV, além de mais de 500 filmes publicitários. Jungle é também um artista multimídia que transita entre a videoarte, a poesia visual, a fotografia. Lançou RIO DE LAMA, um documentário de curta-duração em RV sobre “a maior tragédia ambiental do Brasil”.

http://www.tadeujungle.com.br

Tali Yankelevich

Tali é diretora e montadora de documentários residente em São Paulo. Seus curtas autorais foram exibidos em renomados festivais internacionais de cinema como Tribeca, Silverdocs, SXSW entre outros. Um de seus curtas que dirigiu em 2011 para a BBC escocesa, chamado The Perfect Fit, ficou entre os 8 finalistas para uma indicação ao Oscar ® 2013.

Tassiana Rovai

Estudante de Audiovisual no Centro Universitário Senac

Tatiana Devos Gentile

“Tatiana Devos Gentile. Documentarista e artista visual, seu trabalho transita entre o cinema, a dança e as artes visuais. Realizou o filme “” Meu avô, o fagote””. Desde 2009, desenvolve em parceria com Laura Tamiana, o projeto Retrato: substantivo feminino e a instalação Mire veja. Em 2014, foi bolsita da 5ª Bolsa Pampulha e hoje desenvolve o trabalho “” da memória dos outros””

http://www.tatianadevosgentile.com

Tatiana Lohmann

Montadora, diretora e fotógrafa, realizou documentários, videoclipes, videocenários, séries de TV e curtas ficções. Foi sócia de Sergio Roizenblit na Miração Filmes por 10 anos e hoje dirige a Exótica Cinematográfica. Em 2011 lançou o longa Solidão & Fé, vencedor do Júri Popular na Mostra de Cinema de Tiradentes. Em 2015 ganhou o edital de produção do BNDES para realizar seu terceiro longa documental, Minha Fortaleza, em fase de filmagem.

Tatiana Toffoli

Tatiana Toffoli é diretora, roteirista e montadora de documentários. Dirigiu, roteirizou e montou os documentários “Chapa” (Prêmio da audiência na versão on-line do Festival CON-CAN em Tokyo, Japão, em 2010), “Louceiras” (Menção honrosa no 14º FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental) e “Baré, Povo do Rio” (Melhor Realização Artística no Telas – Festival Internacional de Televisão de São Paulo).

http://www.tatianatoffoli.com.br

Telma De Luca

Jornalista formada pela Universidade Anhembi Morumbi, pós-graduação em Marketing pela ESPM e graduação em Administração de Empresas pela FAAP. Já atuei em agência de Comunicação Corporativa, em monitoramento de mídia e como supervisora de equipe de análise de mídia. Em 2015, realizei o curso de Documentário da Academia Internacional de Cinema e iniciei a produtora Vino Filmes, cujo foco é a realização de vídeos institucionais e documentários.

Teresa Noll Trindade

“Graduada em Audiovisual, mestre em Multimeios (UNICAMP) com pesquisa acerca do mercado do documentário brasileiro, premiada pela Secretaria de Economia Criativa. Doutoranda pela UNICAMP. Realizou “Formação Executiva em Cinema e TV: Film & Television Business”” (FGV-RJ) e realizou formação em documentário na Escuela Internacional de Cine y TV (EICTV). Dirigiu e produziu o documentário longa-metragem “”João Sem Terra”” (2010).”

Thais Cocca

Assistente de direção de documentários, dentre eles o filme Tarja Branca. Produzindo o primeiro trabalho como diretora sobre os mestres de música clássica indiana.

Thiago Cruz Lupo

Desde 2010 trabalha na área do audiovisual editando filmes publicitários. Em 2011 monta seu primeiro documentário: “O último voo”. Participa do curso “Documentário: Cinema de resistência e inovação” com a diretora de documentários Paola Prestes. Em 2013 começa a produzir e dirigir seu primeiro documentário, “Sertão em Cinzas”, projeto selecionado para o DocMontevideo 2014 e para o TFI Latin America 2014. Em 2015 monta o curta-metragem “Agora”.

Thomaz M G Pedro

Diretor de documentários. Trabalhou em diferentes redes de televisão, como Canal Arte 1, MTV Brasil, e diversas produtoras como frilancer. Parte dessa produção pode ser encontrada no sítio cargocollective.com/thomazpedro Docente na Universidade Anhembi Morumbi, no curso de Rádio e TV. Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Realizou uma pesquisa sobre o funk com o título Funk Brasilerio: música, comunicação e cultura.

Tiago Pinheiro

Formado pela FAAP com especialização em fotografia, trabalhou como assistente de fotografia em dois longas metragens (Riocorrente e Anna K) Dirigiu e fotografou o curta metragem documentário “TRABALHO” o qual foi aceito em diversos festivais, entre eles o Curta Cinema, fotografou o curta metragem documentário “Eu vou me piratear” o qual passou em importantes festivais pelo mundo entre eles o “Visions du Reel”, “Kinoforum e Tiradentes

http://fronterafilmes.com

Tiago Rezende De Toledo

Jornalista com especialização em cinema, é supervisor na Caixa Cultural São Paulo, onde faz faz parte da Comissão de Cinema. Fez carreira no cineclubismo antes de dirigir os primeiros documentários experimentais. Dirigiu o curta “A alma encantadora das ruas”(2007), piloto de uma série de documentários inspirada na obra de João do Rio. Atualmente está dirigindo e produzindo o documentário Operação Camanducaia, seu primeiro longametragem.

Ticiano Pereira Monteiro

Realizador em cinema e artista audiovisual, trabalha com cinema documentário, cinema experimental, cinema expandido e live cinema. É mestre em MULTIMEIOS pela UNICAMP. Graduado em ARTES VISUAIS pelo IFCE. Docente do bacharelado em Audiovisual do Centro Universitário Senac – Campus Santo Amaro, em São Paulo.

Tobias Rodil

Trabalho na Grão Filmes que produziu os materiais pro canal Futura “100% boliviano, mano.” e “Como se fosse da Família”; o documentário “Dr. Melgaço” sobre duas médicas cubanas na cidade de pior IDH brasileiro.

http://belabaderna.com

Tom Ehrhardt

Tom Ehrhardt é um videojornalista, diretor e produtor de Berlim, Alemanha. Ele mora e trabalha 6 meses por ano em São Paulo. Dirigiu o documentário musical “Last Year in Summer” (2010). Recentemente realizou um videodiário do Rio de Janeiro durante os jogos olímpicos pra TV alemã. O projeto atual dele é um documentário, uma co-produção brasileira-alemã sobre um colecionador de arte alemã-oriental no Brasil.

http://thisisconmen.com

Tom Laterza

Diretor e montador com 10 anos de experiência. Sou sócio da produtora Sendero Filmes, onde desenvolvo projetos cinematográficos documentais como diretor e montador. Esse ano lanço meu primeiro longa-metragem ficcional, atualmente em fase de finalização. Trabalhei também como montador em campanhas da Ambev, Heineken, Friboi e Johnson&Johnson.

http://senderofilmes.com.br

Tulio Schargel

Apaixonado pela natureza, acredita que um mundo melhor pode ser alcançado pela observação e compreensão dos comportamentos dos seres vivos e as dinâmicas de seus biomas. Com mais de 30 anos fazendo imagens subaquáticas e 17 filmes documentários para TVs de vários países, teve sua vida deliciosamente invadida pela educação ao transformar um de seus premiados filmes em projeto didático-cultural inovador e que já foi visto por mais de 25 mil pessoas

Uliana Duarte

“Especialização: Linguagens Audiovisuais, UEG – em curso. Mestrado: Gestão do Patrimônio Cultural, concentração em Antropologia PUC-GO, 2004. Fimografia: Goyania, 25’, doc, super8, Brasil, 2016 – em finalização. CERRADO AO MEIO, doc, 10’, 2012. Teia do Cerrado, 15’doc, mini-DV, 2010. EIXO, 18’, doc, mini-DV, 2010. Os Tios de Awá, 12’, experim., mini-DV, 2008. CAGUAYO, 5’, doc, HDV, Cuba, 2006. muitchareia, 70’, doc, mini-DV, 2006.”

http://www.nonanuvem.com.br

Valeria Hidalgo

“Graduada em Produção Audiovisual na Venezuela, fiz logo uma especialização em direção de fotografia na Argentina. Em 2014 trabalhei como diretora de fotografia em vários curtas e clipes de música. Em 2015 fiz o meu primer longa como diretora de fotografia. Em São Paulo, trabalho como editora de programas para TV. Atualmente estou desenvolvendo um documentário sobre os programas de humor na Venezuela antes e depois de Chávez ser presidente.”

Veronica Monachini

Sou estudante pesquisadora de antropologia com experiência em documentários sobre a infancia com comunidades afastadas, como populações indígenas e assentamentos do mst.

Victor Fisch

“Mestre em roteiro pela EICTV (Cuba) e formado em Cinema pela FAAP. Diretor e curador do Cinefest Gato Preto, festival de curtas de Lorena. Diretor, montador e roteirista de curtas, prepara seu primeiro longa-metragem, contemplado no edital de desenvolvimento de Núcleos Criativos. Sócio da Trapézio Produções Culturais e fundador do Coletivo Gertrudes de Roteiristas.”

http://www.trapezio.art.br

Victor Hugo Silva Santos

Victor Hugo Santos, é jornalista, produtor e diretor de documentários. Radicado em Brasília-DF já produziu 5 documentários voltados para a espiritualidade. Entre eles o documentário “Mediunidade Descoberta”, veiculado pelo NETNOW. Atualmente está levando a frente a criação de uma agência de projetos audiovisuais e a produção do documentário “Uma Heroína Silenciosa” em parceria com a Mundo Maior Filmes e Estação da Luz Filmes de Fortaleza.

Victor Hugo dos Santos Góes

“Graduação: – Rádio, TV e Internet – 4º Semestre – Universidade Cruzeiro do Sul (2015-2018). Cursos livres: – Documentário para cinema e TV pelo Centro Cultural b_arco (2015). – Roteiro pela Academia Internacional de Cinema (2014). Experiência: – Participação na 1ª e 2ª etapa do CINE INCLUSÃO com produção do curta-metragem onde realizei a função de Assistente de Direção, realizado nos dias 27 e 28 de agosto de 2016.”

Victor Reali

Formado em Comunicação Social (Hab. em Midialogia) pela Unicamp. Trabalho como filmmaker com bandas, companhias de teatro e dança desde 2010. Desde 2015, realizo documentarios educativos para a plataforma online Saibalá.

Victor Reis

Sou graduado em Rádio e TV e há 8 anos atuo como sócio-administrador e diretor de cena na Videocubo produtora de filmes publicitários e branded content sediada em São Paulo. Em paralelo tenho uma carreira voltada para a montagem, produção e direção de curtas-metragens. Já tive filmes selecionados em festivais nacionais (premiado no Festival Internacional de Curtas de SP) e internacionais (Santa Maria da Feira – Portugal).

http://www.videocubo.tv

Vinicius Guerra

“Curta-metragem Esperando Gauguin (2006), Art Residence (2009), Quando o Tempo da Reflexão Acabar (2010). Documentário Curta-Metragem Vida em Colônia (2008), Port el Progresso (2008). Vídeos web: vídeo em colaboração com o Movimento Humanos Direitos e da Defensoria Pública de São Paulo para a Campanha contra a redução da maioridade penal. Série Web sobre a Bateria Mangueira teve 4 episódios, 2016. Projeto Casa Rodante: webserie”

http://www.fb.com/acasarodante

Vinicius Prado Martins

Vinicius Prado Martins é montador freelancer e sócio da produtora de cinema Tabuleiro Filmes. Formado em Audiovisual pela Escola de Comunicações e Artes da USP, trabalha desde 2005 com cinema, publicidade e televisão.

http://www.tabuleirofilmes.com.br

Vinícius Casimiro

“Formado em audiovisual pela ECA-USP, com experiência na produção, direção e roteirização de diferentes formatos. Realizador de três curtas de ficção veiculados em festivais como do Rio, de Havana, Viña Del Mar, Huelva, entre outros. Nos últimos anos, tem trabalhado com conteúdos de não-ficção para TV.”

https://viniciuscasimiroblog.wordpress.com/

Vinícius Cavalcanti

Tecnico em Processos Fotográficos pelo Senac em 2012. Diretor de Fotografia pela AIC-SP em 2016. Fotografa para trabalhos editoriais, corporativos, publicidade e moda. Atualmente esta matriculado no curso Eletricista da Industria Audiovisual pelo SENAI-SP pretendendo atuar também como Gaffer em produções audiovisuais

http://www.vinicavalcanti.virb.com

Vinícius Julião

Formação. Artes Visuais – Instituto Criar (agosto/2015 – junho/2016). Curso teórico de direção de cinema – Inspiratorium (abril/2016 – maio/2016). Experiência: Direção de arte – Curta do minuto (2016). https://youtu.be/GqBS8t_IPbs. Colorista – O Fluxo, https://youtu.be/OSl74YPhgKg. Assistente direção – clipe renegade. Em pós-produção. Editor – Big wave media.

Vinícius Silva Abreu

Estudante de Cinema da UFPel, diretor do filme de conclusão de curso DEUS(2016), filme hibrido entre documentário e ficção, que narra a história de uma mãe negra periférica que cria seu filho sozinha.

Vitor Vilaverde

Formado em Imagem e Som pela UFSCar, com mestrado em Literatura. Roteirista e pesquisador, tendo estudado Latin American Film na Arizona State University e escrito séries de TV nos últimos três anos. Como documentarista, realizou os curtas-metragens Prelado (2014) e Onde os Caminhos Estão Suspensos (2015). Trabalha também no setor audiovisual como executivo do projeto internacional FilmBrazil, realização da APRO em parceira com a Apex-Brasil

Wendel Yokoyama

Formado em Comunicação Social – Rádio e TV – pela UNESP, com experiência nas áreas de pesquisa, produção, operação de câmera e edição de programas para televisão, internet e curtas metragens. Atuou nos últimos anos como editor do Programa Ensaio, dirigido por Fernando Faro e como videomaker para a Editora Abril, onde participou do Curso Abril de Jornalismo em 2010. Atualmente trabalha como produtor executivo da produtora Veleiro Voador.

http://veleirovoador.com

William Freitas de Oliveira

“Técnico em processos fotográficos na ETEC. Cursando o quarto semestre de Cinema e audiovisual bacharelado no senac”

William Lane Capone

“Estudante de Jornalismo da PUC-SP (quarto semestre). Destaque no Festival do Minuto pelos videos Epiderme SP e Lugar Estranho, Gente Esquisita”

Willian Lopes de Sousa Augusto

“Produtor do curta metragem “Laura”, selecionado para o festival MIX de Cinema Nacional e para o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – 2013. Formação: Ensino Superior – Bacharelado em Cinema e Comunicação Social – Concluído em Junho 2015 – Universidade Anhembi Morumbi. Experiência Profissional: Itaú Cultural – de março de 2014 à Agosto de 2015 (Núcleo de Atendimento e relacionamento Educativo – Estágio)”

http://criticofilia.blogspot.com

Yan Motta

Mini Bio : Yan Motta construiu uma carreira editando documentários (9 até o momento) que retratam os mais sutis aspectos da cultura brasileira. Entre os destaques estão : Menino 23, (Prêmio de melhor montagem no Cine-CE deste ano), Bernardes, eleito o melhor filme pela Associação Paulista de Críticos de Arte; e Amazônia Eterna, FIPA (França), FIFE (França), Festival International Du Film D´Environnement 2013 (França).

http://www.yanmotta.com

Yasmin Santos de Souza

Formada em 2016 na Academia internacional de Cinema em direção cinematográfica. Estagiou em 2013 na TV cultura como auxiliar de iluminador. Dirigiu o curta Móvito (sobre abordo na adolecencia) e o documentário Comunique (sobre comunicação comunitária na periferia de São paulo). Atualmente trabalha em um documentário sobre o bairro de itaquera.

Ygor Pinheiro de Azevedo Oliveira

Direção, montagem e câmera – “A Cultura é Nossa” de 2011 (documentário sobre a reforma dos direitos autorais no Brasil); Cinegrafista – “Mabel” de 2013 (sobre a educadora e poetisa Mabel Veloso – exibições no Canal Brasil e no MIS); Montagem e cor – “Louça de Deus” (filme contemplado no 8º Edital do Núcleo de Jornalismo do Canal Futura).

Zeny Frasão Azevedo

Meu nome é Zeni Frasão, tenho 30 anos. Sou formada em Produção Audiovisual e pós-graduada em Produção Executiva e Gestão de TV pela faculdade FMU. Tenho experiência em produções audiovisuais e programas de televisão. Acredito que arte é um instrumento de resistência e empoderamento e que através dela além do olhar, podemos transformar todas as coisas.

Ítalo Rocha Viana

Graduado em História pela UFRJ / Mestrado em Comunicação Social pela PUC-Rio. Ênfase em História do Brasil contemporâneo e cinema-documentário;
Experiência com montagem, operação de câmera, pesquisa e preservação. Principais realizações e trabalhos: Assistente de direção do filme “Favela Fabril”; Direção do filme “Fragmentos de uma cidade indivisível”, exibido no REcine; Técnico de Audiovisual do CPDOC/FGV entre 2011 e 2013.