Mesas de Diálogo

Da ideia aos olhares: qual o percurso?

As três MESAS DE DIÁLOGOS têm como foco os processos de construção de sete documentários recentes, de longa, média e curta metragens. No caso dos sete filmes programados para as exibições e para os diálogos, cada um tem suas particularidades, expondo as diferentes possibilidades e circunstâncias de existência dos documentários de quaisquer durações.

Curtas e longas. Ao colocar na programação e nas mesas a indistinção da duração como princípio da curadoria, reconhecemos a necessidade urgente de colocar os curtas metragens no protagonismo estético e político do cinema brasileiro contemporâneo e, mais especificamente, em nosso caso, no documentário e em suas hibridizações formais. Por essa razão, estão nos diálogos em relação também aos longas, não apenas entre si, ampliando assim os diálogos.

Em cada uma das mesas, partimos de algum ponto de contato entre os filmes, por mais sutil que possa ser, embora às vezes de modo direto: o uso dos arquivos como matéria visual e sonora da forma fílmica; a aproximação pouco convencional com os ambientes e com os modos culturais de segmentos específicos de um Brasil profundo, que, nos festivais internacionais, tem despertado curiosidade e obtido reconhecimento; cineastas indígenas e indígenas nas imagens não apenas pela perspectiva integradora de olhares, mas também por perspectivas formais nas escolhas do que colocar em quadro e de como colocar as imagens em relação, apresentando assim outras maneiras documentais.

03 de novembro |  19:00  |Celebrações das ancestralidades e reverberações no presente

Com Alberto Alvares – Diretor de “O Último Sonho” (60′) e Joyce Prado – Diretora de “Chico Rei Entre Nós” (94′). Mediada por Patrícia Araujo.

04 de novembro | 19:00  | A viabilização de documentários de arquivos

Com Tiago Carvalho – Diretor de “O Índio Cor de Rosa Contra a Fera Invisível” (71′), Juliana Nascimento – Produtora de “Fartura” (27′) e Rodrigo Ribeiro – Diretor de “A Morte Branca do Feiticeiro Negro” (10′). Mediada por Patrícia Araujo.

05 DE NOVEMBRO | 19:00  | Os caminhos de uma produção pelo Brasil profundo

Com Fernando Segtowick – Diretor de “O Reflexo do Lago” (80′) e Roberto Romero – Produtor de “YÃMĨYHEX: As Mulheres-Espírito” (76′). Mediada por Alice Lanari.